Perfume infantil: como e quais usar

  • atualizado: 
perfume infantil:

O olfato é um dos sentidos mais importantes para as pessoas. Além de ter forte influência no paladar, o cheiro é algo que está presente o tempo todo, e é tão importante que pode, inclusive, resgatar memórias, como aquele cheiro de bolo caseiro da infância. Nesse sentido, é evidente que cheirar bem é um pré-requisito fundamental na vida da maioria das pessoas. E na busca pela fragrância perfeita, nem os bebês e crianças pequenas escapam.

A indústria está cheia de colônias e perfumes feitos exclusivamente para os mais pequeninos. Mas será que faz bem às crianças e bebês usar perfume? Como escolher a melhor opção? Quais aromas poder ser favoráveis ao bem-estar deles?

Vamos tentar esclarecer tudo sobre perfumes infantis.

Faz mal usar perfume em crianças?

Embora o mercado esteja cheio de opções de colônias infantis, pelo menos no começo da vida das crianças o ideal é não usar nenhum tipo de perfume. Isso por que bebês não tem o sistema imunológico desenvolvido e uma fragrância mais forte pode desencadear processos alérgicos, como dermatites, urticárias, coceiras, espirros, coriza, rinite e até asma.

Especialistas recomendam o uso apenas após os 2 anos, justamente para esperar o desenvolvimento da imunidade, que, nessa fase, está mais consolidada.

E não é somente os bebês que devem fugir de perfumes, as mães também. Pelo menos aquelas que têm recém-nascidos. A justificativa é a mesma. O cheiro forte da fragrância da mãe pode desencadear processos alérgicos na criança. No caso dos bebês, o banho é mais do que suficiente.

Como usar perfume nas crianças?

perfume infantil 2

O ideal é esperar a criança crescer um pouco para utilizar perfumes, mas se quiser mesmo usar, procure por produtos livres de substâncias alergênicas e álcool, já que esse último é agressivo e causa irritação e ressecamento na pele.

É importante também evitar o contato da loção com a pele do bebê. O ideal e passar apenas na roupa da criança.

Uma alternativa é recorrer aos óleos essenciais, que além de cheirosos, têm uma interação psicológica importante, segundo especialistas, podendo ajudar a acalmar cólicas, estimular amamentação, entre outros benefícios.

A aromaterapia como aliada das crianças

O uso de óleos essenciais em crianças é permitido, desde que tomado alguns cuidados.

Algumas fragrâncias, como limão, sândalo, alecrim, rosas e lavanda são as mais indicadas. Já aquelas com alto teor de mentona, como a hortelã, devem ser evitadas.

Entre os cuidados mais importantes estão nunca deixar os óleos essenciais ao alcance das crianças e sempre diluí-los em óleo vegetal, evitando usá-los puros sobre a pele.

Durante a aplicação, é indicado sempre fazer uma massagem, até mesmo para estimular a interação com a criança, que quanto menor for, mais necessidade de contato físico terá.

Os óleos essenciais podem ser usados para variadas funções, além de perfumar:

Acalmar a cólica:

Misture 2 colheres de óleo de amêndoas doces com uma gota de óleo de lavanda e 1 gota de óleo de gerânio e aplique a mistura, massageando, na região do abdômen e costas do bebê.

Dormir melhor:

Acrescente 5 ou 6 gotas de óleo essencial de lavanda na banheira do bebê durante o banho. Já a receita de 3 gotas de óleo essencial de lavanda e 3 gotas de óleo de bergamota é ideal para evitar pesadelos e terrores noturnos.

Acalmar o bebê:

Use os seguintes óleos essenciais: cipreste, gerânio,  lavanda ou ylang ylang - 5 gotas no máximo em um  aromatizador elétrico coberto com água ou algumas poucas gotas (máximo 5) misturadas em óleo de amêndoa doce para massagem no corpo da criança para acalmar seu choro.

Estimular a amamentação:

Pingue uma gota de óleo essencial de lemongrass ou de erva-doce todos os dias no aromatizador para estimular a produção de leite materno.

Os óleos essenciais também podem ser usados em aromatizadores elétricos sempre cobertos com água. Tenha sempre atenção à reação da criança e nunca exagere na dose querendo ressaltar o cheiro.

setaLeia também: ÓLEOS ESSENCIAIS QUE PODEM SER USADOS NA GRAVIDEZ, AMAMENTAÇÃO E EM BEBÊS

Os aromas mais indicados para crianças e bebês

Na hora de comprar um perfume infantil (como dissemos, sem substâncias alergênicas e álcool), prefira aqueles com os aromas abaixo descritos ou, melhor ainda,  use uma gotinha do óleo essencial dos aromas listados, diluído em outro óleo vegetal sobre a pele da criança.

São considerados seguros para os menorzinhos, os seguintes óleos e fragrâncias:

Tenha cuidado com a exposição solar pois alguns óleos são fotossensíveis (os cítricos) e podem causar manchas. Não exponha crianças ao sol após usar tais óleos. Veja aqui outras precauções de uso dos óleos essenciais.

Sobre aromaterapia, talvez te interesse ler também: 

setaAROMATERAPIA: PRINCIPAIS ÓLEOS E UTILIZAÇÕES

setaCONHEÇA A AROMATERAPIA E SEUS BENEFÍCIOS

setaAROMATERAPIA: PERFUMES E AROMAS QUE FAVORECEM O BOM HUMOR

Sobre cheiro de suor em crianças, leia também:

setaCHEIRO DE SUOR EM CRIANÇAS – O QUE FAZER?

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!