Vai Visitar um Recém-Nascido? Veja Antes estas 10 Dicas Importantes

  • atualizado: 
mama-bebe

Quando nasce um bebê, há muito a se comemorar, e a vontade que a maioria tem é fazer uma festa para celebrar esse marco. No entanto, existem atitudes muito comuns nas visitas aos recém-nascidos, que podem não ser tão legais assim - principalmente para os novos pais - e por mais que a intenção da visita seja das melhores possíveis. Por isso, vale a pena saber como se comportar adequadamente nesta ocasião, antes de chegar beijando, tirando foto e dando palpite a perder de vista.

Confira abaixo algumas dicas, regrinhas básicas, mas nem sempre cumpridas pois às vezes ignoradas, sobre como se comportar ao visitar um bebê nos seus primeiros dias de vida.

1. Não beije, nem pegue na mão do recém-nascido

Lembre-se: o bebê que acabou de nascer não tem imunidade nenhuma a gama de vírus e bactérias que circulam pelo ambiente. Além do mais, qualquer gripe para ele pode levar a complicações mais sérias e não é isso que ninguém quer, certo? Atos como beijar e pegar na mão do recém-nascido são desanconselháveis, tendo em vista que eles tendem a colocar as mãos na boca o tempo todo e qualquer gotícula de saliva ou outro fluido corporal podem invadir o organismo deles, levando doenças, como as infecções.

2. Não visite um recém-nascido, se estiver doente

Essa dica é similar à primeira. Uma pessoa doente pode facilmente contaminar o bebê, mesmo que não toque nele. Há uma série de doenças transmitidas pelo ar, por isso, evite visitas a recém-nascidos quando estiver doente.

3. Deixe os palpites em casa

Sim. Todo mundo tem dicas e mais dicas sobre como cuidar de bebês, mas a maioria das mães não gosta muito de ouvir palpites alheios, principalmente nos primeiros dias. Isso por que essa nova mãe (mesmo que ela já tenha filhos, todo nascimento é único) ainda está se adequando ao bebê, e ele à ela.

Muitos palpites chegam cercados de mitos e superstições e, muitas vezes, só irritam os pais. Evite a indelicadeza de fazer comparações sobre suas experiências com bebês. Cada ser humano é único e a mãe vai se adequar e achar a forma de maternagem dela. É só uma questão de tempo.

4. Avise antes de fazer a visita

É importante preparar a mãe para a visita. Muitas vezes, ela vai estar cansada ou sem disposição para receber alguém-, e uma surpresa, nesse sentido, pode ser bastante desagrádavel. Ligue e pergunte se pode ir visitar o recém-nascido. É uma forma de respeito com esse momento único, mas extremamente delicado, na vida da mãe. Além disso, bebês muito novos tendem a dormir bastante e sua visita pode, justamente, interromper uma soneca providencial dele. A mãe, nesse caso, não costuma ficar muito feliz com esse despertar forçado.

5. Prefira visitar em casa, dias (ou meses) depois

Apesar de ser tentador dar uma passadinha na maternidade para ver o recém-nascido, a maioria das mães prefere receber visitas em casa, quando já está mais segura e descansada. Evidentemente, existem exceções. Por isso é importante conhecer a vontade dos pais, antes de fazer a visita.

Na maternidade, a mulher costuma estar muito cansada e perdida e pode não conseguir dar a devida atenção para quem vai ver o bebê e ela. Além do mais, os primeiros dias com um recém-nascidos são muito turbulentos e mexem muito com o emocional da mãe. Talvez seja mais interessante deixá-la ter esse momento de entendimento da própria maternidade, e adiar um pouco a visita.

6. Seja breve

Mãe e bebê precisam de descanso, nos primeiros dias. Muito descanso. Por isso, respeite o tempo deles e faça uma visita rápida. Nada de querer ficar conversando horas a fio, a menos que você conheça muito a mãe e possa garantir que não será inconveniente essa visita mais demorada.

7. Preze pela higiene

É importante também lavar as mãos, antes de ter qualquer contato com o récem-nascido. Isso não é frescura. Como dito, eles não têm imunidade, não tomaram grande parte das doses de vacina recomendadas e podem ser muito prejudicados por alguma contaminação.

8. Dê espaço para a mãe amamentar o bebê

amamentar

No início, a amamentação é algo um pouco complicado, pois o bebê ainda está aprendendo a fazer a pega correta e a mãe também está em processo de aprendizado. Por isso, se a mãe precisar amamentar – o que, provavelmente vai acontecer – deixe-a à vontade e confortável para que ela possa dar de mamar, sem sentir-se tão pressionada ou tensa.

9. Não faça comparações

Bebês são únicos e a experiência que você tem sobre eles pode não significar tanto para outras pessoas, ou pode não servir para elas. Entenda isso e não compare tamanho, peso, feição, comportamento, nem nada relacionado ao recém-nascido. Isso pode deixar a mãe irritada e a visita pode tornar-se algo negativo, o que ninguém quer. Evidentemente.

10. Ofereça ajuda

Mais do que oferecer, faça. Se você tem intimidade com a mãe, ajude-a de alguma forma. Muito melhor do que dar palpites é colaborar lavando a louça, estendendo uma roupa, ficando com o bebê para ela tomar um banho com calma. Essas atitudes, por menores que sejam, significam muito, pois muitas tarefas se acumulam na vida de uma nova mãe.

Lembre-se disso. E boa visita.

Especialmente indicado para você:

setaAMAMENTAÇÃO → TUDO O QUE É IMPORTANTE SABER PARA A SUA SAÚDE E A DO BEBÊ

setaPRIMEIROS SINTOMAS DE GRAVIDEZ → SERÁ QUE VOCÊ ESTÁ GRÁVIDA?

seta10 SUPER ALIMENTOS PARA A GRAVIDEZ