SOS Bahia: como ajudar os milhares de desabrigados pelas fortes chuvas

SOS Bahia: como ajudar os milhares de desabrigados pelas fortes chuvas

No início de dezembro, o sul da Bahia foi atingido por um ciclone com chuvas torrenciais, a região sofreu com inundações, muita gente ficou desabrigada e os animais também passaram maus bocados.

Infelizmente, nos últimos dias, o estado voltou a ter fortes chuvas e a situação só se complica.

Em pleno Natal, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), informou que até a noite de sexta-feira, 24, 17 pessoas morreram em decorrência dos temporais, 3.788 pessoas ficaram desabrigadas e 10.955 estão desalojadas.

Uma base de apoio foi montada em Ilhéus para ajudar os municípios mais atingidos pelas fortes chuvas.

“Infelizmente temos pelo menos 20 municípios com várias comunidades debaixo d’água. Por isso, estamos mobilizando todas as nossas forças. Montamos uma base de apoio em Ilhéus, estamos deslocando reforço de pessoal dos Bombeiros, da Polícia Militar, aeronaves, além dos comandantes dos Bombeiros e da Defesa Civil. E a partir de Ilhéus, vamos montar a base de apoio para toda a região”, disse o governador.

O sul da Bahia está em estado de calamidade pública pois várias cidades como Itamaraju, Prado, Jucuruçu, Teixeira de Freitas, Porto Seguro, Itacaré e Canavieiras foram atingidas pelos fortes temporais que já duram dias.

A Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) havia informado no começo do mês que 30 cidades baianas estão em situação de emergência por causa das intensas chuvas.

Cenas das consequências do Ciclone Tropical

Veja neste vídeo do canal Metrópoles, as consequências desastrosas da passagem do ciclone tropical e das fortes chuvas torrenciais em cidades do sul da Bahia no começo do mês:

Rui Costa pede ajuda ao governo Federal e a outros estados enquanto nas redes sociais muita gente se solidariza e divulga as campanhas.

Veja como você também pode ajudar.

Campanhas de Arrecadação

Vamos nos unir nessa corrente do bem e solidarizar com nossos irmãos baianos! Saiba como, a seguir.

Corpo de Bombeiros

As doações de cestas básicas, água, roupas e sapatos podem ser entregues nos quartéis do Corpo de Bombeiros do estado da Bahia

Famosos fazem campanhas solidárias

Whindersson Nunes, Felipe Neto, Anitta, Juliette, Ivete Sangalo e Luisa Mell, entre outros, estão fazendo campanhas em suas redes sociais pedindo doações para cidades baianas atingidas pela chuva.

Ação Cidadania – Natal sem Fome

A ONG Ação da Cidadania, através da campanha Natal sem Fome, vai enviar 70 mil quilos de alimentos para mais de 30 cidades, no extremo sul da Bahia, até a próxima quarta- feira, 15.

Para ajudar nessa causa tão urgente, é só realizar a doação pelo site www.natalsemfome.org.br ou contribuir pelo PIX | CNPJ: 00346076000173.

Até o dia 18/12, toda doação será destinada à famílias das localidades baianas atingidas pelo ciclone tropical.

Campanha S.O.S Sul da Bahia

O Shopping Paralela, na cidade de Salvador, anunciou a campanha S.O.S Sul da Bahia.

Este local se tornou ponto de coleta de alimentos, água, roupas e cobertores. E as doações podem ser entregues no piso L2.

As doações serão direcionadas para as famílias dos 25 municípios em situação de emergência.

Polícia Militar

A Polícia Militar das cidades de Itamaraju e Jucuruçu, no sul da Bahia, está fazendo uma campanha de doações de alimentos.

As doações podem ser entregues na sede da 43ª Companhia Independente da Polícia Militar (43ª CIPM/Itamaraju) e no quartel do 4° Pelotão em Jucuruçu.

Prefeitura de Jucuruçu

A prefeitura de Jucuruçu está arrecadando doações de alimentos, produtos de higiene pessoal e roupas.

As entregas podem ser feitas:

  • no CRAS
  • na Igreja Católica São Sebastião
  • na Igreja Adventista, do bairro Califórnia

Doações em dinheiro podem ser feitas pela conta do Fundo Municipal de Assistência Social. PIX: 18705821000199.

Grupo da Universidade Federal do Sul da Bahia – UFSB

A UFSB está se mobilizando e já comprou e doou 200 quilos de alimentos aos desabrigados.

Esse grupo está arrecadando alimentos, roupas e itens de higiene para enviar aos locais mais afetados.

Ajuda aos desabrigados de Nova Alegria

Neste caso, as doações podem ser feitas pelo PIX 73 991725720 (Julia Cristina dos Santos Pereira) e 73 998299366 (Thiago Sales)

Contribuição para ajudar Teixeira de Freitas

Para ajudar os desabrigados desta cidade, é só realizar doação pelo PIX 73 981243223 (Leandro Lyrio de Sousa)

Apoio à Medeiros Neto

A ajuda para os atingidos na cidade Medeiros Neto pode ser feita pelo PIX 19750233000130 (Coordenadoria Municipal de Defesa Civil).

Auxílio à Alcobaça

Para prestar solidariedade aos afetados da cidade Alcobaça, entre em contato com Marlúcia (73) 99934-0693 ou Ana Paula 998403362. Ambas são assistentes sociais do município.

Colaborar com Tamaraju e Jucuruçu

Doações destinadas às cidades de Tamaraju e Jucuruçu, podem ser feitas pelo PIX 34552987000179 (Associação Vamos Mudar o Mundo).

Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal, visando ajudar as vítimas dessa tragédia, está em via de liberar o saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço para as vítimas do ciclone extratropical.

Socorro aos Animais

Animais também precisam de ajuda, por isso, fica aqui o pedido de socorro aos órgãos públicos, entidades, associações e cidadãos para que se unam em prol desses seres, que em situações como essas ficam à deriva ou até abandonados à própria sorte!

A cena do vídeo abaixo reflete bem isso:

Toda ajuda é bem-vinda!

Por menor que seja, toda ajuda é necessária, pois os prejuízos foram grandes e muitos estão precisando do básico.

Outra forma de ajudar é compartilhar essa informação, para que mais pessoas saibam e possam ajudar  os afetados pelo ciclone na Bahia.

Veja a importância e força das campanhas solidárias em:

Solidariedade com as mulheres afegãs: petições no mundo inteiro

Solidariedade: emergência inverno. Como ajudar a aquecer quem tem frio

Natal da solidariedade: resgatando o amor em tempos difíceis. Como ajudar

A solidariedade de empresas e famílias ricas no combate à pandemia. Um mundo melhor é possível

Rede de solidariedade: como ajudar os mais vulneráveis durante a pandemia

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *