Brasil tem uma única governadora mulher eleita

Brasil tem uma única governadora mulher eleita

Em uma eleição muito sui generis onde as redes sociais desempenharam grande papel na campanha, é de se notar que, apesar de grupos fortes terem surgido contra o candidato eleito, Jair Bolsonaro – como os das mulheres unidas contra ele – apenas UMA mulher, entre as 27 unidades da federação, fora eleita governadora.

Fátima Bezerra do partido derrotado para presidência (PT) se elegeu com 57,60% dos votos no Rio Grande do Norte.

Natural de Nova Palmeira na Paraíba, ela é atualmente senadora, e já foi deputada federal por 3 vezes e estadual por 2 vezes.

Pedagoga formada pela UFRN, a professora de 63 anos assumirá a cadeira de governadora no dia 1° de janeiro de 2019.

A (falta de) mulher na política brasileira

A representatividade feminina na política no Brasil é tão escassa que o país é o 156° colocado em um ranking de 190 países sobre a presença feminina no Parlamento, feito pela União Interparlamentar com dados atualizados em setembro deste ano.

Nosso Congresso tem pouco mais de 11% de mulheres em suas cadeiras sendo que na sociedade é 51% composta pelo sexo feminino. A conta dá a ideia da nossa baixa representatividade e evidencia grandes problemas culturais, sociais e até econômicos. Onde estão as mulheres políticas que poderiam nos representar contra o machismo no Brasil? Como podemos ser representadas por homens? Como podemos ter políticas que entendam a dificuldade da mulher em conciliar carreira com família – e ainda enfrentando uma cultura que prega o lugar dela na cozinha – sem que sejamos protegidas e encorajadas a assumir papeis de chefia, cargos gerenciais e cadeiras parlamentares?

Democracia se faz com representatividade e respeito às diversas instâncias e setores que tecem uma rede social. No caso das mulheres brasileiras, elas são mais que a metade da população e têm ainda muito pouca representatividade entre os tomadores de decisão política. Mas cenário vem melhorando ainda que muito timidamente. Dados desta eleição revelam um aumento no número de mulheres eleitas. No Senado a representatividade feminina se manteve com relação às ultimas eleições (foram 7 eleitas), mas a presença feminina este ano aumentou na Câmara e nas Assembleias em 15%. Foram foram 77 deputadas federais mulheres (entre 513 homens); e 161 deputadas estaduais (entre 1059 homens).

Parabéns à nossa única governadora mulher eleita. Que sua história inspire uma maior representatividade feminina no futuro do nosso país.

Talvez te interesse ler também:

BRASIL TERÁ PELA PRIMEIRA VEZ EM SUA HISTÓRIA UMA LIDERANÇA INDÍGENA EM CHAPA PRESIDENCIAL

Fonte foto

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *