Mulungu combate Estresse, Ansiedade, Insônia e Muito Mais!

  • atualizado: 
Erythrina mulungu

Mulungu é uma planta medicinal nativa da América Latina e que ocorre desde a Costa Rica até o Brasil. E no nosso país há 6 espécies de mulungu, uma em cada um dos biomas (só não ocorre mulungu nos Pampas gaúchos). Seu uso medicinal é reconhecido para duas espécies, pelo menos.

Mulungu é sempre uma Erythrina “qualquer coisa”:

  • Erythrina amazonica, no bioma Amazônico;
  • Erythrina velutina, que predomina na Caatinga;
  • Erythrina xinguensis, no Cerrado;
  • Erythrina verna (ou E. mulungu, como é mais conhecida), na Mata Atlântica;
  • Erythrina similis, no Pantanal.
  • Ainda temos a Erythrina fusca (Açacurana), que ocorre, meio que, por todo lado.

Quanto aos nomes populares regionais do mulungu, veja só, há uma infinidade:

amansa-senhor, capa-homem, canivete, corticeira, bico-de-papagaio, eritrina, sapatinho-de-judeu, sananduva, suinã., bucaré, sananduva, açacurana, açucarana, eritrina-da-baixa, bico-de-arara, açacu, capitão-do-mato, e por aí vai, dependendo do bioma, e região, ao qual o mulungu em questão pertença.

Uso medicinal do mulungu

O mulungu - casca e folhas - é indicado, na medicina popular, para diversos tratamentos que envolvem os estados emocionais - histeria, insônia, neurose, ansiedade, agitação, depressão, pânico, compulsão, insônia, pressão alta, taquicardia -, problemas de origem hepática, insuficiência urinária, gengivite, bronquite, esclerose, cistite e epilepsia.

Na fitoterapia, as cápsulas de extrato de mulungu ou sua tintura são recomendadas para problemas no sistema nervoso que impliquem em agitação, insônia, taquicardia, ansiedade.

A constatação do seu bom uso medicinal já pertence à cultura popular de cada local onde há mulungu pois, onde ele exista, é usado, e bem, pelos curandeiros locais para problemas semelhantes: problemas do sistema nervoso, problemas cardíacos, problemas hepáticos e seus derivados.

Estudos científicos

A comprovação científica de que o mulungu é, realmente, medicinal, já é objeto de diversos estudos.

Veja algumas referências interessantes sobre os estudos para efeitos do mulungu no tratamento de ansiedade, depressão e como anticonvulsivo.

  1. Ansiedade: Effect of acute treatment with a water-alcohol extract of Erythrina mulungu on anxiety-related responses in rats e Effects of erythrinian alkaloids isolated from Erythrina mulungu (Papilionaceae) in mice submitted to animal models of anxiety
  2. Atividade central: Central activity of hydroalcoholic extracts from Erythrina velutina and Erythrina mulungu in mice
  3. Ansiedade e depressão: Effect of Erythrina velutina and Erythrina mulungu in rats submitted to animal models of anxiety and depression
  4. Anticonvulsivo: Anticonvulsant activity of hydroalcoholic extracts from Erythrina velutina and Erythrina mulungu
 

As formas de usar o mulungu

Na internet você encontra informação sobre o uso da infusão de frutos, flores, cascas e sementes mas, eu só reconheço o uso de casca e folhas.

As sementes são extremamente tóxicas podendo levar à morte se ingeridas.

O chá de mulungu

O chá de casca ou folhas de mulungu pode causar paralisia grave dos músculos e deve ser tomado com extrema cautela e dosagem restrita (de 4gr de casca seca para cada xícara de água fervente, alguns textos indicam o uso de 6 gr por xícara, por infusão).

Cuidados necessários

Mas, o mais recomendado é que você procure um fitoterapeuta ou curandeiro que tenha profundo conhecimento do uso desta planta pois, uma das principais, e mais perigosas ações do mulungu (rico em erythrinina) é paralisar a musculatura - é com esse efeito, bem dosado, que essa planta trata pressão alta, taquicardia, agitação, nervosismo - e será bom você se lembrar de que o coração também é músculo, certo?

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!