Óleo de linhaça → TODOS os Usos Alimentares e Cosméticos

  • atualizado: 
oleo de linhaca

Linhaça é a semente do linho, Linum usitatissimum, cultivada há mais de 5 mil anos para fins alimentares e de produção de fibras para vestuário. É do óleo das sementes de linhaça que nós vamos falar aqui.

O óleo de linhaça é um óleo vegetal extraído das sementes do linho, com diversos usos já reconhecidos - na indústria, para a fabricação de fibras têxteis e como lubrificante, na marcenaria, para a proteção de madeiras, na medicina como fonte de ácidos graxos essenciais e na alimentação, como óleo de cozinha.

Óleo de linhaça: usos alimentares e benefícios

Um óleo muito procurado por veganos e vegetarianos dado seu alto conteúdo de ácidos graxos ômega 3 e ômega 6. O óleo de linhaça pode ser usado para cozinhar, temperar saladas e como suplemento alimentar (cápsulas) visando a ingestão das quantidades necessárias para a manutenção da sua saúde.

A linhaça é considerada um alimento funcional, rico em ácidos graxos essenciais, proteínas, fibras, vitaminas e minerais, segundo afirmam as nutricionistas Caroline Fernandez e Renata Rodrigues, do Instituto Mineiro de Endocrinologia.

Este óleo contém:

lignanas - fitohormônios do tipo estrogênico com propriedades antioxidantes

ômega 3. ômega 6 e ALA (ácido alfa-linolênico), constitui 57% dos ácidos graxos totais da linhaça - em cada colher de sopa de óleo de linhaça há 8 gr de ALA.

E as seguintes ações benéficas:

reduz o risco de doenças cardíacas, câncer, derrames e diabetes

● traz benefícios aos que sofrem de Doença de Crohn e colite, com ação antiinflamatória sobre a mucosa intestinal

● reduz a taxa de colesterol quando em uma dieta equilibrada

● reduz a pressão arterial elevada e os riscos de ataque cardíaco

● na síndrome de Sjogren - que provoca secura nas mucosas da boca e olhos - pode ser benéfico reduzindo os incômodos

● auxilia na manutenção de uma pele mais saudável e um melhor crescimento das unhas e cabelos

● alivia os sintomas da menopausa

● ajuda na queima de gordura corporal

Usos alimentares do óleo de linhaça

* Além de poder ser usado em saladas, dado que o seu sabor é muito suave e não irá alterar o sabor dos pratos, o óleo de linhaça também pode ser usado, pelo mesmo motivo, em receitas diversas. Mas este óleo só deve ser usado a frio, sem cozinhar, para não perder suas qualidades nutricionais.

Use-o para fazer molhos frios para mergulhar verduras frescas (o chamado pinzimonio na Itália), um aperitivo fresco e saudável:

pinzimonio

* Para fazer este molho basta misturar o óleo de tua preferência com shoyo, limão, sal, pimenta-do-reino e ou ervas aromáticas que gostar. Misture tudo e use-o para mergulhar cenoura, aipo, pimentões, etc.

* Também use o óleo de linhaça para substituir o azeite na guacamole, no tzazik e para temperar com um fiozinho de óleo as sopas frias como gazpacho, tarator, cacik e a sopa fria de beterraba.

* O óleo de linhaça também pode ser usado em qualquer receita fria de patê e em sucos saudáveis para incrementar os seus nutrientes (seu sabor é suave e não irá alterar o sabor do suco).

* Para ser melhor absorvido, aconselha-se consumir este óleo juntamente com laticínios (queijos frescos, iogurtes) para que o organismo absorva mais facilmente os seus ácidos graxos.

Praticamente qualquer alimento frio pode ser enriquecido com óleo de linhaça para incrementar seus nutrientes.

O excesso de óleo de linhaça pode fazer mal para você

O óleo de linhaça é altamente insaturado o que quer dizer que também é facilmente oxidável, ficando rançoso em pouco tempo, alterando-se por açao da luz e calor. O melhor jeito de armazenar esse óleo é dentro da sua própria semente, em local seco e frio. Na semente esse óleo não fica rançoso podendo ser usado em alimentos cozidos até 1 ano.

A ingestão excessiva de linhaça e óleo de linhaça pode causar alterações hormonais derivadas do conteúdo de fitoestrogênio.

A ingestão excessiva do óleo de linhaça também prejudica a assimilação de outros nutrientes.

Cada colher de sopa do óleo tem 7 gr e o equivalente a 66 calorias portanto, o excesso de óleo também poderá pesar na sua dieta.

Dose segura diária

Os pesquisadores afirmam que é seguro o consumo de até 2 colheres de sopa de semente de linhaça ao dia e 1 colher de sopa de óleo de linhaça, tanto para efeito dietético como medicinal.

Outras pesquisas apontam que, até 6 colheres de semente de linhaça ao dia é considerado seguro. Por tudo o que se sabe, e pelo que não se sabe ainda, eu aconselho o uso da dose mínima - 2 colheres de sopa de semente e 1 colher de sopa de óleo ou o equivalente a 1 mg de óleo em cápsula.

LInhaça dourada e linhaça marrom

Não há diferenças nutricionais significativas entre essas duas variedades portanto, procure usar aquela que exista na sua região desde que o cultivo seja orgânico.

Uso cosmético do óleo de linhaça

Seu uso interno também pode ser feito para se obter resultados externos. Sendo um antioxidante, o óleo da semente de linho pode fazer bem à pele, aos cabelos e à beleza em geral. Ajuda na redução do peso e no bom funcionamento do intestino e tais benefícios são para a saúde, mas também para a beleza.

Em cosméticos o óleo de linhaça pode ser de grande ajuda em formulações, excipientes ou como matéria-prima, em produtos para tratamentos de:

* manchas (por conter ácido fítico, ácido ferúlico),

* para reduzir efeitos do envelhecimento (por conter açúcares raros, compostos fenólicos, antioxidantes, fito estrógenos, selênio e outros minerais)

* em cremes hidratantes pelo seu efeito hidratante e

* e como reestruturador da barreira córnea (por conter os ômegas 3 e 6 que inibiriam o TEWL), conforme indica este estudo da Universidade do Vale do Itajaí de Florianópolis- SC.

Especialmente indicado para você:

setaSEMENTES DE LINHAÇA: BENEFÍCIOS, CONTRA-INDICAÇÕES E COMO CONSUMIR CORRETAMENTE

setaÔMEGA 3 NÃO TEM SÓ NOS PEIXES - CONHEÇA 6 FONTES VEGETAIS DE ÔMEGA 3

seta15 ÓLEOS VEGETAIS PRECIOSOS PARA SAÚDE E BELEZA