Olíbano: propriedades medicinais do óleo essencial e da resina

  • atualizado: 
olibano

Uma resina aromática, o olíbano, foi um dos três presentes que os Reis Magos levaram como oferenda ao Menino, na manjedoura, conta a história bíblica segundo Matheus. Essa resina, de odor forte e penetrante, tem propriedades curativas.

O que é o Olíbano?

Olíbano, incenso-de-olíbano, frankincense ou galbanum, é uma árvore pequena, tortuosa, de ambientes extremamente secos como o deserto de onde provêm - na botânica o nome olíbano é reconhecido para várias espécies vegetais do gênero Boswellia sendo que, a Boswellia carteri, a B. thurifera e a B. sacra são as mais conhecidas.

O nome europeu usado para essa resina, olíbano, é derivado da palavra árabe al-lubán, que quer dizer "o leite" em referência à resina leitosa que brota do seu tronco quando golpeado. Mas, também pode significar, óleo do Líbano, "oil leban", região de onde era exportada a resina para a Europa.

Há uma espécie de Boswellia, a B. serrata, é usada na medicina ayurvédica, como anti-inflamatório e seu uso é interno, pela ingestão do extrato seco da planta. A Boswellia serrata é originária das montanhas da Índia.

O gênero Boswellia é originário da África subsahariana e regiões desérticas interligadas (Egito, Arábia, Líbano). Leia mais aqui.

resina no tronco de olíbano

Foto: Resina leitosa escorrendo no tronco de Olíbano

resina aromática olíbano

Foto: Resina aromática de Olíbano

árvore de olíbano

Foto: Árvore de Olíbano

boswellia serrata

Foto: Boswellia serrata

Propriedades medicinais do olíbano

Segundo a literatura, a resina de olíbano tem as seguintes propriedades medicinais: analgésico, antiespasmódico, emenagogo, nervino, adstringente e anti-inflamatório, anti-séptico, aromática, estimulante, rejuvenescedora, tônica.

Indicações de uso da resina de olíbano

O uso da resina de olíbano é externo, pela inalação da sua fumaça, a lavagem dos membros e mucosas afetadas com a sua água ou a massagem dos membros, com unguentos.

Tradicionalmente recomenda-se o seu uso para tratar furúnculos, amenorreia, dismenorreia, asma, bronquites, enfisema, feridas, feridas na boca, reumatismo, infecções de pele. O uso no rosto atenua rugas e marcas de expressão.

A fumaça do olíbano é um poderoso anti-séptico e, na antiguidade, era queimado nos hospitais, para prevenir a expansão de doenças infecciosas. Já foi muito queimado em hospitais para prevenir a expansão de doenças infecciosas.

Cuidados no uso

Deve-se evitar todo o uso de olíbano durante a gravidez pois, pode provocar aborto e defeitos de formação no feto.

Na Índia, o olíbano é queimado como incenso, nos templos, ajudando a disfarçar os odores resultantes das cremações.

Óleo essencial de olíbano

Este óleo é resultado da destilação a vapor da resina seca do olíbano.

A resina e o óleo essencial têm cor dourada, clara, que pode escurecer com o tempo.

Há diferenças entre as resinas e os óleos essenciais de olíbano derivados das diferentes espécies do gênero Boswellia - leia aqui, neste artigo que faz referência a diversos estudos sobre o potencial medicinal de uns e outros. Mas, um estudo sobre o uso do óleo essencial produzido pela destilação da resina da Boswellia sacra afirma que este promove a apoptose em células cancerígenas (leia aqui).

Especialmente indicado para você:

OS MELHORES ÓLEOS ESSENCIAIS PARA RELAXAR, PURIFICAR O AMBIENTE E MELHORAR O HUMOR

VELAS PERFUMADAS: EXISTEM RISCOS PARA A SAÚDE

VOCÊ SABE COMO MEDITAR EM UM INSTANTE?

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!