Equinacea: usos, benefícios e contraindicações

echinacea

Muita coisa se diz das plantas medicinais e há muito uso já comprovado, tanto pela ciência oficial como consagrado nas medicinas populares.

O que é a equinácea?

A equinácea pertence à medicina nativa norte-americana, vale a pena conhecer. Selecionei aqui alguns dos usos consagrados da equinácea, que não serve para tudo, como se diz, mas serve para muita coisa.

A equinácea é uma planta nativa da América do Norte e comum em grande parte do continente norte-americano até o sul do Canadá. Os indígenas norte-americanos a chamam de “raiz de alce”, pois é ingerida por estes animais quando estão feridos ou doentes e, desta maneira, dizem eles, os humanos aprenderam a usar esta planta.

Três espécies de equinacea são usadas na medicina nativa e na fitoterapia - Echinacea angustifolia, Echinacea pallida, Echinacea purpurea - e a maioria dos produtos à venda vêm com estas ervas misturadas, em diferentes proporções, portanto, têm efeitos diferenciados. Também é certo que, nas raízes e rizomas a composição é diferente daquela nos caules, folhas e flores, ou seja, essas partes da planta servem para tratamentos diferentes. As raízes contêm elevadas concentrações de óleos aromáticos e as partes aéreas, mais polissacarídeos (que melhoram a atividade do sistema imunológico. E é a combinação dessas substâncias ativas que é responsável pelos efeitos benéficos de Echinacea. 

Benefícios medicinais da equinácea

A medicina dos índios nativos americanos usa a equinácea, há séculos, para tratar externamente feridas, queimaduras e picadas de insetos. A raiz mastigada é usada para tratar infecções da boca, dor de dente e dor de garganta e, internamente, o chá é usado para tratar dores em geral, problemas respiratórios, tosse, dores de estômago e picadas de cobra. 

Muitos estudos já existem sobre o uso da equinácea e suas propriedades medicinais e, um estudo em ratos aponta qualidades antidepressivas desta planta pela estimulação da L-DOPA. Outros estudos também em ratos, mostram a possibilidade de que equinácea estimule o sistema imunológico, quando em combinação com outras drogas. Em outro estudo se afirma que a espécie Echinacea purpurea estimula a atividade global das células responsáveis ​​pela luta contra todos os tipos de infecção” tornando “ nossas próprias células imunitárias mais eficiente no ataque de bactérias, vírus e células anormais, incluindo as células cancerígenas”. Combate a ação das bactérias em nosso organismo pela inibição da uma enzima por elas secretada, a enzima hialuronidase e, por essa razão, a equinácea pode prevenir infecções em tratamento externo ou interno de feridas. Por este motivo, dizem os cientistas, é que a equinácea é bem sucedida nos tratamentos de vírus e bactérias, assim como de fungos, como a cândida albicans. Porém, também li que muitos dos estudos realizados foram subsidiados pelos interessados na venda da equinácea em cápsulas. Mas, eu acredito na medicina indígena, e nos textos históricos.

Algunos usos da equinácea, de resfriado a câncer

Mas antes, leia este estudo aqui que constatou efeitos da equinácea em indivíduos saudáveis. É interessante.

1. Câncer

Já existem estudos que recomendam o uso da equinácea em tratamentos de câncer 

2. Estimula o sistema imunológico

Muitas publicações afirmam que a equinácea estimula o sistema imunológico e, por isso é usada em gripes e resfriados, como preventivo e curativo.

3. Alivia a dor

Já era usada pelos indígenas como analgésico como chá de ervas ou como macerado aplicado externamente na região machucada.

4. Laxante

Use o chá de ervas, no máximo dois copos por dia.

5. Anti-inflamatória

A equinácea é usada para tratamento de processos inflamatórios, internos ou externos, agudos ou crônicos (artrite reumatoide)

6. Pele

A equinácea é usada, de forma tópica para: picadas de aranha, eczema, inflamações, psoríase, picada de cobra, infecções de pele, cicatrização de feridas.

7. Depressão, ansiedade e transtornos psicossociais (TDAH)

Neste caso, não ultrapasse a dose de 20 mg pois se alterará o efeito, de benéfico para maléfico.

8. Problemas respiratórios das vias superiores

Sinusite, resfriado, gripe, inflamação de garganta,

9. Combate infecções

Sangue, herpes, gengivite, vias urinárias e vaginais

Efeitos colaterais da equinácea

Náuseas, tonturas e reações alérgicas, diarreia, desorientação, boca seca, insônia, dores musculares e vômitos, em dependência da forma de uso e da dosagem ingerida. Não é recomendado para grávidas ou lactantes nem para crianças menores de 12 anos.

Atualmente se consegue comprar equinácea em qualquer boa farmácia, em cápsulas ou tintura. Tenha sempre presente que nem todas as formulações são aquilo que dizem ser então, só compre se confiar na procedência. Se for tomar equinácea siga as indicações do fabricante que é quem poderá saber o que contêm cada uma das suas cápsulas (se lembre das diferentes formulações e partes da planta usadas).

Leia também:

10 ALIMENTOS E ERVAS QUE SÃO VERDADEIROS ANTIBIÓTICOS NATURAIS

QUAIS ALIMENTOS AUMENTAM A IMUNIDADE?

XAROPE DE MEL - FAÇA O SEU E MANDE O RESFRIADO EMBORA

HERPES ZOSTER – TEM CURA? SIM. TODOS OS TRATAMENTOS