Sal: todos os tipos e benefícios

Sal – todos os tipos e benefícios

Ingrediente largamente utilizado, o sal, é muito importante para o nossa sobrevivência e está envolvido na regulação da quantidade de água do nosso organismo. Por isso, seu uso em quantidade excessiva, pode causar problemas de saúde. Vamos conhecer os tipos de sal mais usados no Brasil e seus benefícios para a saúde.

De acordo com a ASBRAN – Associação Brasileira de Nutrição, os brasileiros consomem, em média, 15g de cloreto de sódio diariamente, sendo que a Sociedade Brasileira de Cardiologia recomenda um consumo máximo de 5g de sal – ou cloreto de sódio - por dia.
O sal é considerado um nutriente essencial já que conduz eletricidade e mantém nossas células, músculo e sistema nervoso funcionando.
Porém, o sal que normalmente consumimos (aquele branco e fininho), é processado de uma forma que o torna um produto industrial, retirando minerais através de tratamento com soda cáustica e com a adição, por exemplo, de hidróxido de alumínio. O consumo excessivo e prolongado deste tipo de sal pode causar diversos problemas de saúde, como hipertensão, osteoporosis, problemas intestinais, retenção de líquidos, entre outros.

Como ingerir sal de uma forma mais saudável

Apesar de o sal de cozinha ser o tempero mais popular, existem diversos tipos de sal e com diferentes nutrientes benéficos para a saúde. Vamos conhecer um pouco de cada um:

 

O sal de cozinha

Ou “refinado” é o mais utilizado na culinária. Este tipo de sal é também chamado de iodado, já que a maioria dos fabricantes adicionam o iodo em sua composição, mineral importante para combater certas doenças. Apesar do iodo, este tipo de sal não apresenta outros minerais úteis ao organismo e possui altas quantidades de sódio. Cada grama de sal possui 400mg de sódio.

O sal líquido

Nada mais é do que o sal sem aditivos dissolvido em água mineral e utilizado em forma de spray. Com sabor suave, o sal líquido pode ser usado em todos os alimentos, sem alterar suas características. Cada 1ml de sal líquido possui 110mg de sódio.

O sal light

Foi criado para ser uma opção mais saudável que o sal comum. Este sal apresenta um reduzido teor de sódio com 50% de cloreto de sódio e 50% de cloreto de potássio. Geralmente é indicado para pessoas que têm restrição ao consumo de sódio. Entretanto, indivíduos com doenças renais não devem utilizá-lo, pois o aumento da ingestão de potássio pode causar um acúmulo do mineral no organismo, elevando o risco de complicações cardiovasculares. Seu sabor é mais suave, podendo ser considerado um pouco amargo por algumas pessoas. Cada grama de sal light possui 197mg de sódio.

O sal marinho

É raspado manualmente da superfície de lagos de evaporação e, por não ser tão processado quanto o sal de mesa, preserva mais minerais. Dependendo da sua composição, pode ser branco, rosa, preto, cinza ou de cores variadas. Além disso, no Brasil é o tipo de sal mais comum e barato. O problema que enfrentamos, no entanto, é sobre a qualidade do sal marinho devido à poluição dos mares e oceanos. Cada grama de sal marinho possui 420mg de sódio.

O sal do Himalaia

É encontrado aos “pés” do Himalaia, região que a milhões de anos foi banhada pelo mar. Possui mais de 80 minerais, tais como cálcio, magnésio, potássio, cobre e ferro. Por conta disso, os cristais ganham tom rosado e sabor suave. É hoje considerado uma das opções mais saudáveis de sal. Cada grama de sal rosa do Himalaia possui 230mg de sódio.

Sal defumado

É um sal marinho aromatizado colocado sobre o calor do fogo produzido por madeiras nobres como aquelas usadas em barris para envelhecer vinho. Cada grama deste sal possui 395mg de sódio.

O sal do Havaí

Possui coloração rosa avermelhada por causa da presença de uma argila havaiana chamada Alaea, rica em dióxido de ferro. Cada grama do sal havaiano possui 390mg de sódio.

O sal negro

Também conhecido como Kala Namak, é um sal não refinado proveniente da Índia. Por conta de compostos de enxofre presentes em sua composição, ele tem um forte sabor sulfuroso, que lembra gema de ovo. Além de compostos sulfurosos, o sal negro é formado por cloreto de sódio, cloreto de potássio e ferro. Tem uma textura crocante e cor cinza rozada. Cada grama do sal negro possui 380mg de sódio.

Flor de sal

A flor de sal contém 10% mais sódio do que o sal refinado. Na elaboração são utilizados apenas os cristais retirados da camada superficial das salinas onde se formam os grãos translúcidos. Possui sabor mais intenso e textura crocante, sendo indicado acrescentar após a preparação do alimento. Cada grama de flor de sal possui 450mg de sódio.

O sal kosher

O nome kosher é, na verdade, uma certificação da cozinha judaica, que significa que a produção foi acompanhada por rabinos.

Outros tipos de Sal

Existem ainda outros tipos de sal que vale experimentar um dia: sal cela (semelhante ao sal rosa em propriedades, porém de cor branca); sal de bambu (encontrado na Coréia, é feito a partir de sal marinho e bambu, fazendo com que adquira um sabor notável e substâncias beneficas à saúde); sal de epsom (famoso nos EUA, na verdade não é sal, e sim sulfato de magnésio. Deve ser inferido com moderação, pois tem efeito laxante); gersal (mistura de sal com semente de gergelim tostadas e moídas. Além do sabor diferenciado conta com cálcio, magnésio e fitoesteronas).

Reduza a quantidade de sal, diminuindo o consumo de comidas industrializadas

* É importante reduzir a quantidade de sal no dia a dia diminuindo a quantidade de comidas industrializadas que muitas vezes contêm sal em excesso em suas composições, seja para a conservação do alimento seja para dar mais sabor a estes. Na comida industrializada não podemos nunca saber a quantidade exata de sal utilizada.

* Apesar de no começo a comida parecer 'sem gosto', dentro de duas ou três semanas, o paladar estará acostumado com a redução de sal nos alimentos. Para a transição, vale a pena utilizar outros tipos de tempero, como ervas, pimenta, vinagre e limão.

Leia também:

setaSAL AMARGO: DESCUBRA TODOS OS USOS E BENEFÍCIOS

setaCOMO CONSERVAR ERVAS AROMÁTICAS E FAZER TEMPEROS SAUDÁVEIS

seta10 SURPREENDENTES USOS ALTERNATIVOS PARA O SAL

setaBICARBONATO DE SÓDIO: O QUE É E PORQUE FUNCIONA

setaSEU SAL MARINHO TEM PLÁSTICO, SABIA?