Acácia-branca (Moringa oleifera) e seus surpreendentes usos e benefícios

Acácia branca Moringa oleifera

Tem coisas que a gente nem imagina. Pensar que aqui, na zona urbana, muitas vezes se cultiva a acácia-branca, como também é conhecida a planta Moringa oleifera, como arbusto ornamental em praças e passeios, sem saber da riqueza nutricional que esta planta possui, e de como ela é consumida em outras partes do mundo.

O gênero botânico Moringa, como informa a FAO, é composto por arbustos e árvores e seu cultivo é importante na Índia, Etiópia, Filipinas e Sudão, integrando a alimentação das populações camponesas há já milhares de anos. Atualmente, já se cultiva moringa, para fins alimentícios, em países da América Latina, Caribe, ilhas do Pacífico, África e Ásia tropical. Todas as partes desta planta são comestíveis e de uma riqueza nutricional excepcional.

Limpeza da água para beber com sementes de acácia-branca

As sementes da Moringa oleifera têm um outro atributo muito interessante para as populações carentes, que não dispõem de água potável. Podem ser usadas para purificar as águas turvas dos rios, poças e lagoas, tornando-a potável. Este efeito é resultante da sua especial composição em óleos e proteínas que se liberam quando as sementes são trituradas formando uma torta. Essa torta de sementes moídas é colocada na água, no fundo dos potes, e atrai a argila, sedimentos e bactérias, que ficam nela concentrados tornando a água limpa, clara e potável.

Este efeito, de limpeza da água, é verificado tanto na espécie oleifera, mais cultivada no Brasil e América Latina, como nas outras espécies existentes. Segundo pesquisas feita no Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais, o tratamento da água com torta de sementes da Moringa oleifera remove até 99% da turbidez da água.

Já os pesquisadores da Unicamp desenvolveram técnicas que possibilitam o uso das sementes trituradas da moringa oleifera em filtros de filtração lenta, para tratamento de águas superficiais.

Riqueza nutricional que a Terra dá na forma de folhas de Moringa oleifera

A Moringa oleifera contém mais de 92 nutrientes e 46 tipos de antioxidantes, além de 36 substâncias antiinflamatórias e 18 aminoácidos, inclusive os 9 aminoácidos essenciais que não são fabricados pelo corpo humano. Rica em vitaminas dos grupos A, B (tiamina, riboflavina, niacina), C, E, e beta caroteno e em minerais, como, cálcio, fósforo, ferro, potássio, selênio e zinco.

As folhas frescas contém nutrientes importantes em quantidades muito maiores do que os encontrados em outras plantas. Veja, por exemplo:

  • sete vezes mais vitamina C que a laranja;
  • dezessete vezes mais cálcio que o leite;
  • dez vezes mais vitamina A que a cenoura;
  • quinze vezes mais potássio que a banana;
  • duas vezes mais proteína que o leite (cerca de 27% de proteína, equivalente à carne do boi);
  • vinte e cinco vezes mais ferro que o espinafre;

Todas as partes desta planta – casca, vagens, folhas, nozes, sementes, tubérculos, raízes e flores – são comestíveis. As folhas podem ser usadas frescas ou secas, em refogados, sopas ou mesmo cruas, em saladas. Também podem ser usadas em chás e moídas, acrescentadas a receitas com farináceos, enriquecendo bolos e tortas. O óleo da semente de moringa é doce e não fica rançoso.

Algumas boas receitas você pode encontrar na internet, por exemplo, neste blog que desenvolveu um projeto específico de receitas com moringa, mas você também pode criar suas próprias receitas.

Vale à pena buscar sementes de moringa e plantá-la em seu jardim. Esta é uma planta pouco exigente com solo e água e, desta forma, você sempre terá, à mão, vegetais bons para incrementar sua alimentação.

Leia também:

setaTUDO SOBRE A BABOSA: BENEFÍCIOS, CONTRAINDICAÇÕES E 15 USOS

setaARARUTA: CONHEÇA A PLANTA QUE PODE TRAZER VÁRIOS BENEFÍCIOS PARA SAÚDE, CORPO E AINDA SER UMA OPÇÃO NA COZINHA

setaCONHEÇA OS TIPOS E OS BENEFÍCIOS DO MEL