Árvore da Vida – os significados celta e bíblico

A Árvore da Vida é um símbolo que representa, entre outros significados, o desenvolvimento do ser humano. Pois cada fase que a árvore passa, analogamente o ser humano também vivencia, seja física que espiritualmente.

Das sementes da árvore brota a vida, que vai criando raízes e se ligando à terra, mas nem por isso deixando de ascender às alturas, mantendo seu equilíbrio entre o céu e a terra.

Ramificando, florescendo, a árvore vai cumprindo seu ciclo, dando frutos e doando-se para a Vida.

A Árvore da Vida, através de sua existência, de sua doação, contribui para que outras vidas também cumpram seus ciclos, finalidades e propósitos.

O simbolo da Árvore da Vida representa também os ciclos da Vida como um todo, além de outros significados.

É o que veremos a seguir.

O que a Árvore da Vida representa?

De uma forma geral, a Árvore da Vida, que cresce em direção ao céu e, de forma paralela, tem suas raízes fincadas na terra. Cumprindo os ciclos de sua vida, é o simbolismo da ascensão e da evolução do ser humano através de sua expansão espiritual, da experimentação e aprendizado, através de sua existência na Terra.

A Árvore da Vida é um símbolo sagrado utilizado em várias culturas e religiões.

Os significados atribuídos à ela estão alicerçados nas qualidades e finalidade da árvore na Natureza:

  • criação
  • fecundidade
  • nutrição
  • purificação
  • expansão
  • abundância
  • crescimento
  • vitalidade
  • elevação
  • equilíbrio
  • ligação entre o céu e a terra

Os significados da Árvore da Vida nas diversas culturas ou religiões

  • Imortalidade
  • Conhecimento
  • Sabedoria

A Árvore da Vida dos assírios

Para os assírios, a árvore sagrada está associada à Ishtar, deusa da fertilidade e da destruição (a divindade mais importante da Mesopotâmia (atual Iraque).

Da árvore usada como símbolo pelos assírios, povo que dominou a Mesopotâmia, derivou a árvore simbólica de cada um dos veículos culturais como:

  • a Mitologia Egípcia
  • a Cabala
  • a Bíblia
  • o Povo da Babilônia
  • a Religião Islâmica

A Árvore da Vida na Bíblia

Segundo o Antigo Testamento da Bíblia, na parte do Gênesis, a Árvore da Vida é uma das árvores do Jardim do Éden, no Paraíso.

A Árvore da Vida dava seus frutos da imortalidade.

Adão e Eva escolheram se alimentar do fruto de outra árvore, a Árvore do Bem e do Mal, por isso, tornaram-se  mortais e tiveram que sair do Paraíso.

Na Bíblia cristã, a árvore tem seu lugar de destaque, aparecendo não só na história de Adão e Eva, no paraíso, mas também no final, na parte do Novo Testamento, no último capítulo do Livro do Apocalipse, onde uma árvore cresce no centro da Jerusalém celestial, e é revelada como o sinal da salvação da humanidade.

Esta passagem da Bíblia está descrita, assim:

“No meio da sua praça e de ambos os lados do rio, estava a Árvore da Vida, que produz doze frutos, dando seu fruto, de mês em mês, e as folhas da Árvore são para a cura das nações.”

A Árvore da Vida na Cabala

Na Cabala, a Árvore da Vida é representada pela palma ou ramo e é um símbolo judaico.

Ela é formada pelas dez emanações de Ain Soph, chamadas Sephiroth

Essas emanações se manifestam em quatro diferentes planos, interconectando às dez sephiroth, em camadas cada vez mais densas.

  • Atziluth, o Mundo das Emanações – Kether Chokmah Binah
  • Beriah, o Mundo das Criações – Chesed Geburah Tipareth
  • Yetzirah, o Mundo das Formações – Netzach Hod Yesod
  • Asiyah, o Mundo das Ações – Malkuth

Simbologia da Árvore Celta

Na Tradição Celta, as árvores, os bosques, a natureza são símbolos da vida e de proteção adotados pelos monges (druidas) da Grã Bretanha, Irlanda e Gália.

Os sacerdotes druidas, inspirados na magia das árvores dos bosques, auxiliam as pessoas a se harmonizarem com os espíritos protetores das árvores, através do contato com elas e com a Natureza em geral.

Na Astrologia Celta, cada signo é representado por uma espécie de árvore.

Na espiritualidade e mística celta, os bosques são considerados como verdadeiros templos naturais, nos quais os praticantes de sua tradição, realizam festas, rituais e cerimônias.

Os celtas reconheciam o poder divino em cada árvore.

A Árvore da Vida pérsica

Os persas acreditavam que a Árvore da Vida continha uma resina com o poder da imortalidade.

A representação da Árvore da Vida para os chineses

As tradições chinesas contam sobre sete árvores, uma delas era a jade, que continha um fruto, o da imortalidade.

A Árvore da Vida para os escandinavos

Os escandinavos, em suas tradições acreditam que as raízes da árvore continham todo o conhecimento e sabedoria.

A Árvore da Vida é encontrada sob diversas representações visuais:

  • amuletos
  • bandeiras
  • brasões
  • ilustrações
  • pinturas
  • arquétipos
  • signos astrológicos celtas
  • tatuagens
  • outras

A Árvore da Vida e suas várias denominações

Dependendo do lugar, da cultura e da religião, a Árvore da Vida pode ser chamada de:

  • Árvore Celeste; Árvore do Mundo
  • Árvore Cósmica
  • Árvore do Esclarecimento
  • Árvore do Conhecimento

Árvore da Vida como símbolo de povos de todo o mundo

A Árvore da Vida pode ser encontrada como símbolo em várias partes do mundo. É conhecida em muitos países.

Em cada cultura há distintos significados religiosos e espirituais.

Este símbolo é encontrado em artefatos e textos, demasiadamente antigos, e em lugares onde, na Antiguidade, se desenvolveram a religiosidade e a mística dos povos que as habitaram.

Estes povos foram:

  • fenícios
  • sírios
  • persas
  • gregos
  • sicilianos
  • maias
  • aztecas
  • javaneses
  • japoneses
  • chineses
  • indianos

A simbologia da Árvore da Vida pode ser encontrada em vários lugares no mundo:

  • Mesopotâmia
  • Egito
  • Grécia
  • Índia
  • Mundo Árabe
  • Escandinávia
  • Ásia Central
  • China
  • América do Norte e Central
  • Indonésia

O significado da Árvore da Vida como arquétipo

Na maior parte das culturas do mundo, a árvore está associada à nossa psique e ao espírito divino.

A Árvore da Vida é utilizada como símbolo de nossa psique e da nossa Espiritualidade em diversos conhecimentos e ciência místicas, tais como:

  • Psicologia
  • Filosofia
  • Astrologia
  • Yoga
  • Tao
  • Cabala
  • Tar
  • no Esoterismo, em geral

A Árvore da Vida para Carl Jung

Para o psicanalista Carl Jung, a árvore era um arquétipo, símbolo de nossos:

  • self
  • psique
  • inconsciente

Árvore da Vida e seus ensinamentos

A Árvore da Vida tem múltiplas ramificações, porém todas buscam e necessitam de Luz.

O símbolo da Árvore da Vida é uma metáfora de expansão e crescimento dos seres.

A Árvore da Vida se alimenta de Luz que, por sua vez, alimenta e promove a Vida através de sua existência.

À exemplo da Árvore da Vida, podemos ascender espiritualmente, vivendo com “os pés no chão”, não se esquecendo de nos erguer às alturas.

Em equilíbrio e complementariedade, assim como a Árvore da Vida, fazemos a intersecção entre o céu e a terra.

Os ensinamentos da Árvore da Vida, para cada um de nós, são:

  • Eleve-se e renove-se
  • Viva sua missão
  • Dê frutos, através de seu dom
  • Espalhe suas sementes, com suas ações
  • Alimente-se da terra, com respeito
  • Reciprocamente, seja generoso e tenha gratidão com o que recebe da vida
  • Pratique a doação com a expressão do amor e ampliação da sabedoria, através de sua existência.

Talvez te interesse ler também:

Significado das velas – o que representam e como usá-las

A Simbologia da COBRA e seus Vários Significados

Sonhar com cachorro: todos os significados possíveis

Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.