Meditação do Coração: a prática sufi ensinada e difundida por Osho

  • atualizado: 
Meditação do coração

A prática da meditação nasceu da necessidade humana em buscar uma maior conexão com seu espírito e com o divino.

Essa prática ancestral e milenar era muito utilizada no Oriente, pelas mais antigas religiões e filosofias de povos como os do Egito, da Índia e da China.

Com o tempo e o intercâmbio cultural entre os povos do Oriente e Ocidente, a meditação foi e vem ganhando força no mundo ocidental, devido aos benefícios que traz para nossa saúde, não só física, como também psíquica.

A palavra ‘Meditação’ é originária do latim Meditare, que significa ‘Voltar-se para o Centro’, ou seja, colocar a atenção no interno, no íntimo do ser.

Na meditação, o homem se volta para si mesmo, seu núcleo, centro ou essência, se desapegando das preocupações, emoções e pensamentos.

Essa descoberta faz grande diferença na vida de um ser humano pois, desperta nele a verdadeira realidade, levando-o a compreender os processos da sua existência.

A concentração e a atenção plena fazem parte do ato de meditar e contribui para o desenvolvimento cognitivo, pessoal e espiritual do ser humano.

Na atualidade, nossa existência sistematizada, mecanizada e acelerada, vem tornando a rotina do ser humano estressante, distanciando-o de seu universo interno e de si mesmo. Por isso, a meditação é um recurso muito importante para resgatar o que o homem tem perdido, a real natureza do ser e o contato com a sua fonte!

Devido às preocupações, lembranças, medo e temores, a mente humana passa o tempo todo focada em problemas e o coração, que é o porta-voz de nossa alma, fica esquecido. Por isso, a vida perde a graça e as pessoas se sentem verdadeiros robôs!

Com a meditação é possível reverter essa situação e fortalecer o chakra cardíaco, que é um vórtice de energia localizado na altura do coração, superando assim as distorções da mente.

Através da meditação é possível nos enxergarmos com mais clareza e expressar de forma mais assertiva nossa verdade.

A meditação pode ser praticada de várias formas e isso se deve ao fato de sua origem e evolução estar atrelada com a cultura, história e religião de vários povos.

Para saber mais sobre meditação veja o conteúdo:

Uma forma muito linda, suave e poética de meditar é a prática de Meditação do Coração e, neste conteúdo, você conhecerá melhor sua origem e como realizá-la.

A origem da Meditação do Coração

A Meditação do Coração (Heart Chakra) é uma prática que nos conecta com o coração, expandindo e ativando o chakra cardíaco.

Esta meditação tem sua origem na tradição Sufi, que é uma corrente esotérica advinda dos ensinamentos do profeta Maomé.

Nesta corrente mística Sufi ou Sufismo, desenvolveu-se um tipo de meditação, que usa a música para se elevar e alcançar um estado de conexão e integração com Deus, valendo-se de instrumentos musicais, e dos ritmos e sons produzidos, para entrar em estado meditativo.

Osho foi um dos grandes difusores desta prática que envolve respiração, música, ritmo e movimentos coordenados.

Os benefícios da Meditação do Coração

Os benefícios dessa prática abrangem:

  • Alívio de tensões
  • Desintoxicação e alcalinização do sangue através da prática da respiração e do relaxamento do corpo e mente
  • Mais foco e vitalidade para o dia a dia
  • Dissolução de bloqueios internos como o raiva, culpa, vergonha, orgulho, medo, traumas, fragilidades e sentimentos de rejeição

Com essa prática, o centro da consciência deixa de ser a mente e passa a ser o coração e, dessa forma, nossa amorosidade e capacidade de sentir e experienciar a vida através do coração, aumenta, contribuindo para a conexão com o que há de mais puro e verdadeiro em nós.

Veja mais abaixo um vídeo que ensina essa prática com suas 6 etapas.

Finalidade da Meditação do Coração

Osho já dizia: A meditação é uma aventura, a maior aventura que a mente pode empreender.

A Meditação do Coração nos leva à aventura de nos conectar com o chakra cardíaco, elevando a vibração e renovando a energia através de movimentos em direção aos quatro pontos cardeais, aumentando a sensibilidade, elevando o sentimento, fortalecendo o amor e a intuição.

Essa prática contribui para a pessoa se preencher de amor, revitalizar-se e até transbordar de energia amorosa.

A Meditação do Coração tem 6 estágios e, até o quarto estágio, é feita de olhos abertos e movimento de expansão das mãos para receber e distribuir energia.

As mãos representam a forma de conexão com o coração.

As etapas da Meditação do Coração

A prática da Meditação do Coração é coordenada através da música de Meditação Heart Chakra, de Karunesh, com 6 faixas e que pode ser adquirida através de CD ou ouvida, gravada ou baixada de sites místicos na Internet.

Essa prática com seus 6 estágios, ritmados por essa música, tem cerca de 47 minutos de duração.

Nas primeiras quatro etapas ativa-se a energia do chakra do coração através de movimentos coordenados com as respirações, sendo que se expira de forma sonora.

Seguem agora os estágios dessa meditação:

Primeiro estágio - Norte

  1. Comece em pé, coloque as mãos sobre o chakra cardíaco, em posição de repouso
  2. Ao iniciar a música, mova a mão e o pé direito para frente, alternando, com a mão e o pé esquerdo até o final da música
  3. Na pausa da música, volte à posição de repouso (parada).

Segundo estágio - Leste e Oeste

  1. Ao iniciar a música, mova a mão e o pé direito para o lado direito alternando com mão e o pé esquerdo para o lado esquerdo
  2. Ao parar a música, volte à posição de repouso.

Terceiro estágio - Sul

  1. Ao seguir a música, mova a mão e o pé direito para trás, alternando com a mão e o pé esquerdo, até o final da música
  2. Na paradinha da música, volte à posição de repouso

Quarto estágio - Todos os pontos cardeais, na sequência dos estágios anteriores:

  1. Execute sequencialmente os movimentos dos estágios 1, 2 e 3
  2. Ao parar a música, fique na posição de repouso até tocar o som dos sinos e, em seguida, sente-se em silêncio.

Quinto estágio - Templo do Coração

A quinta etapa é o momento de recolhimento no Templo do Coração.

Na posição sentada de olhos fechados, coloque as mãos no centro do peito e sinta a energia do chakra cardíaco e deixe que o sentimento de amor transborde e se irradie, ao som calmante e inspirador da música.

Sexto Estágio - Meditação propriamente dita

Ao som do sinos tibetanos da música é possível entrar no momento de profundo estado meditativo.

Vídeo demonstrativo

Este vídeo do canal Namastê-Poa mostra as posturas, sons e movimentos da prática de Meditação do Coração, ensinada e difundida por Osho.

Você pode ver e acompanhar como se faz essa Meditação em sua casa, através dessa demonstração.

A Meditação é muita linda, contemplativa, suave e relaxante, experimente!

Quem foi Osho?

O grande pensador e espiritualista Osho contribuiu para a difusão e ensinamento dessa prática.

Conheça um pouco da história desse pensador.

Osho foi professor de filosofia e meditação e criou um movimento espiritual com práticas de meditação e ensinamentos espirituais, que registrou em mais de 600 livros.

Osho (“Oceânico”) nasceu em Raisen District, Índia, no dia 11 de dezembro de 1931.

Formou-se em filosofia e dava aulas na Universidade de Jabalpur, onde conquistou seus primeiros discípulos.

Em 1962 abriu um Centro de Meditação e iniciou um ciclo de palestras.

Em 1964, alguns de seus ensinamentos foram publicadas no livro “O Caminho Perfeito”.

A partir de 1966, Osho se tornou um Guru Espiritual e passou a organizar acampamentos de meditação na zona rural da Índia, que foram se intensificando cada vez mais, até ficarem conhecidos no Ocidente.

Ele faleceu em Purie, Índia, no dia 19 de janeiro de 1990, mas deixou o legado de sua comunidade que cresceu tanto a ponto de ter Centros de Meditação em vários países.

O Caminho do Coração

Osho escreveu e nos deixou um Ensinamento sobre o Caminho do Coração, que segue abaixo:

"A palavra Coragem é muito interessante, vem da raiz latina "Cor", que significa Coração.

Portanto, ser corajoso significa viver com o coração.

E os fracos, somente os fracos, vivem com a cabeça; receosos, eles criam em torno deles uma segurança baseada na lógica.

Com medo, fecham todas as janelas e portas – com teologia, conceitos, palavras, teorias – e do lado de dentro dessas portas e janelas, eles se escondem.

O Caminho do Coração é o Caminho da Coragem.

É viver na insegurança, é viver no amor e confiar, é enfrentar o desconhecido.

É deixar o passado para trás e deixar o futuro ser.

Coragem é seguir trilhas perigosas.

A vida é perigosa.

E só os covardes podem evitar o perigo – mas, aí já estão mortos.

A pessoa que está viva, realmente viva, sempre enfrentará o desconhecido.

O perigo está presente, mas ela assumirá o risco.

O Coração está sempre pronto para enfrentar riscos; o Coração é um jogador.

A cabeça é um homem de negócios, ela sempre calcula – ela é astuta.

O Coração nunca calcula nada."

Como disse Osho, o coração nos leva ao caminho da vida trilhado com coragem. Por isso, ao se voltar para o chakra cardíaco pode-se vencer os bloqueios e o medo, sendo uma forma de fortalecer a conexão com Deus, a Vida e os Seres, sentindo mais fé, compaixão e compreensão!

Talvez te interesse ler também:

O AMOR É FUNDAMENTAL PARA CURAR QUALQUER DOENÇA

CÍRCULO DE MULHERES: O QUE É, POR QUE FAZ BEM E COMO PARTICIPAR

REPENSE SUA RELAÇÃO COM O DINHEIRO: NÃO É SUJO NEM CORROMPE NINGUÉM

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!