5 plantas fáceis de cultivar mesmo para quem não tem o “dedo verde”

plantas-faceis-de-cultivar
Mesmo se você acha que você não tem um dedo erde, ou que não é boa plantadora, pode cultivar algumas plantas em casa pois, muitas não precisam de cuidados especiais. Escolhemos aqui 5 plantas muito fáceis de se cuidar, dê uma olhada.

E com essas plantas você até poderá criar um canto verde no seu escritório, ou na entrada da casa, ou no vão da escada onde há uma janela. O que elas precisam é de iluminação (cada qual conforme suas necessidades) e regas, de vez em quando.

1) Tillandsia

tillandsia

Fonte da foto: Etsy

A tillandsia é uma bromélia muito rustica - dá em clima úmido litorâneo, no alto da serra, até no deserto. Você pode comprar mudas de tillandsia, ou então colher alguma em algum galho caído, levar para casa e cuidar. Ou melhor, deixar ela se cuidar já que a tillandsia é uma epífita, quer dizer que é uma planta que se agarra ao galho ou casca de uma árvore, com suas raízes, sem nenhuma terra.

Também podem ser litófitas, quer dizer, que vivem agarradas em uma pedra. Mas não são parasitas, não absorvem a vida da árvore que as sustentam. Estas plantas, que dão lindas flores rosadas e vermelhas, absorvem a umidade do ar, não precisam de muita água, lhes basta um ambiente úmido e protegido do sol direto.

2) Cactos e suculentas

cactos

Fonte da foto: Designs Nettio

Pequenos cactos e suculentas são a melhor solução para fazer um cantinho verde em pouco espaço e quando você não tem muito tempo para se dedicar às plantas. Você deve escolher um local ensolarado, criar uma superfície limitada (pode ser um quadrado de pedras sobre uma placa qualquer) e preencher a área com areia.

Pode plantar seus cactos diretamente nesta areia, criando um pequeno jardim de pedras, ou então, plantá-los em vasos de barro pequenos, baixotes, de formatos diversos. As cactáceas e as suculentas precisam de pouquíssima água, são plantas típicas de climas desérticos, então você pode regar o seu jardim de cactos e suculentas com um pulverizador, sem encharcar, de mês em mês.

3) Hibiscus rosa-sinensis

Fonte foto Um Jardim para Cuidar

O hibisco é um arbusto da familia das Malvaceae, originário da Ásia de do Havai, onde é a flor nacional, muito fácil de se plantar e manter no nosso clima brasileiro. Essa planta, que dá lindas flores de várias cores (amarela, vermelha, rosa, branca, rajada, de pétalas lisas ou franzidas), é perene, quer dizer que você planta e ela vai florir pela vida à fora, lindamente. É facílimo de se plantar um hibisco - basta cortar um galho da grossura de seu dedo mínimo, com uns 30 cm, e fincar na terra úmida. Isso se chama “plantar por estaca”.

O hibisco gosta de qualquer tipo de solo, adora o sol, e também a meia sombra mas, precisa de solo bem drenado, rico em matéria orgânica, com adubação bi-anual e não tolera geadas. Você pode ter um hibisco em vaso mas, para isso deverá fazer uma poda anual, no começo do inverno, retirar galhos mortos, etc, e outra poda, para estimular a floração, no final do inverno ou começo da primavera.

No jardim o hibisco não precisa de poda e, naturalmente ele vai florir da primavera ao outono, ininterruptamente.

4) Violeta africana

violeta africana

Fonte da foto: NCSU

A violeta africana é muito fácil de se manter desde que você tenha cuidados ao regar - essa plantinha de folhas carnudas não gosta que essas, as folhas, sejam molhadas. A folha da violeta, quando molhada, pode apodrecer - o mesmo pode acontecer em ambiente muito úmido. Regue a sua violeta enchendo o pratinho do vaso, ou mergulhando os vasos em uma bacia de água, semanalmente e, uma vez por més, regue a terra para retirar o excesso de sais minerais.

Mas, a violeta não suporta água com cloro então, para regar, deixe a água em uma vasilha, de um dia para o outro, que o cloro evaporará. Cada folha adulta de violeta pode gerar outra planta. Para isso bastará você colocar a folha em um vaso com terra orgânica e manter o sistema de regas já mencionado. As violetas diferentes podem ser polinizadas entre si e destas resultam variações fantásticas de cores nas flores.

Não deixa a sua violeta a pleno sol - ela precisa de luz mas não gosta de sol na cara. Bom, e por mais que os vasos de plástico te pareçam mais práticos ou bonitos, a violeta africana prefere os vasos de barro, que mantêm arejadas as suas raízes, muito suscetíveis ao apodrecimento também.

5) Dracena

dracena

A dracena ou dragoeiro é uma planta boa para se ter dentro de casa. Em alguns lugares a dracena de água é conhecida como tronco de felicidade. Esta planta é muito resistente às variações climáticas e tem longevidade, podendo durar mesmo muitos anos. Uma dracena na sala vai ajudar a regular a umidade do ar pois ela absorverá o excesso.

Mas, as dracenas são tóxicas para os gatos e outros animais domésticos (porém não são perigosas para seres humanos). Segundo alguns estudos, a dracena é uma planta que consegue limpar o ambiente em que vive de tóxicos espalhados pelo ar (dê uma olhada aqui). É uma planta fácil de se manter e mais fácil ainda de se replicar já que basta um pedaço do seu caule, um broto lateral por exemplo, que seja fincado em um outro vaso de terra a qual você manterá úmida até que surjam os primeiros indícios de que o enraizamento já ocorreu.

Mas a dracena você também pode ter do lado de fora da casa - e aí é plantar e esquecer, que ela crescerá infinitamente.

Especialmente escolhidos para você:

10 PLANTAS TÓXICAS QUE O BRASILEIRO TEM EM CASA

QUAIS SÃO AS MELHORES PLANTAS PARA COLOCAR NO BANHEIRO?

PLANTA PODE TAMBÉM MATAR