Escassez de magnésio pode paralisar indústria automotiva

Escassez de magnésio pode paralisar indústria automotiva

Além do já conhecido problema no fornecimento de semicondutores, a indústria automobilística terá pela frente mais uma crise de abastecimento em sua linha de produção. Especialistas alertam que o próximo desafio para a indústria automotiva será uma enorme escassez de magnésio em todo o planeta.

Como o magnésio é usado na indústria automotiva?

O magnésio é um recurso muito usado em ligas de alumínio. Na indústria automotiva, o magnésio é utilizado em diversas peças, interligadas ao alumínio:

  • Blocos de motor
  • Freios
  • Eixos
  • Rodas
  • Painéis da carroceria
  • Tanques de combustível
  • Placas de suspensão e muitas outras.

Como a crise no fornecimento de magnésio afeta o setor automobilístico

Cerca de 85% do estoque global de magnésio é de origem chinesa. Acontece que, atualmente, o gigante asiático passa por uma perigosa crise energética.

Em Yulin, cidade com a maioria da produção chinesa de magnésio, o governo ordenou o fechamento de 35 entre as 50 unidades de produção locais, enquanto, entre as 15 unidades restantes, foi ordenada uma redução pela metade nas operações, o que reduzirá muito o volume de magnésio produzido.

Aliada à curta vida útil do magnésio, uma vez que o material oxida muito rápido, essa redução poderá gerar uma crise geral de abastecimento do produto. A Europa enfrenta uma situação parecida: as reservas de magnésio do continente podem acabar até o fim deste ano – e 95% de seu abastecimento é feito pela China.

Essa concentração está relacionada ao fato de que a China investiu pesadamente na exploração de magnésio. Então, os demais países que possuem esse componente não se interessaram em explorá-lo no próprio território.

Os EUA, por outro lado, estão em uma situação um pouco mais tranquila, pois o país também é um importante produtor de magnésio. Agora resta saber como a indústria automobilística brasileira poderá lidar com essa situação. Ao que parece, tudo dependerá de uma melhora na situação da China.

Por que falta magnésio?

Eventos climáticos extremos e dependência do carvão como fonte de energia (as principais províncias chinesas produtoras de carvão foram afetadas por inundações) estão levando a China a um racionamentos de energia.

Algumas fábricas estão temporariamente suspendendo suas produções, incluindo as que fornecem o magnésio necessário à outras indústrias, como explica o Razão Automóvel.

Isso mostra o quanto a nossa demanda por consumo tem causado exaurimento das fontes naturais de recursos, necessárias à produção de bens.

Saiba mais sobre o magnésio

O magnésio é um elemento químico sólido em condições ambientais, sendo um metal muito resistente e leve. É 30% menos denso que o alumínio e tem características químicas como ser facilmente inflável em exposição ao ar. Quando em ebulição e ao contato com a água libera hidrogênio.

De onde o magnésio é obtido?

Esse é o oitavo elemento mais comum na composição da crosta terrestre, correspondendo a cerca de 2% da massa do planeta. O magnésio está presente em todo o universo conhecido pela ciência, com especial abundância em supernovas.

Sua extração ocorre através da exploração dos minérios dolomita, magnesita e sulfatos.

Segundo a Agência Nacional de Mineração – ANM, o Brasil tem extensos depósitos de magnesita na Bahia e também conta com reservas no Ceará.

Talvez te interesse ler também:

Pneu sustentável: não fura e não precisa ser trocado. Conheça Uptis

Brasil também vai ter carro voador. Veja como

Uber Planet: uma nova modalidade que compensa as emissões de carbono das viagens

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *