Madri aprova lei que proíbe a exploração de animais selvagens em circos

A partir de Abril desse ano, não haverá mais animais selvagens nos circos de Madri!

Em 2017, o governo de Manuela Carmena teve a iniciativa de proibir shows de circo “com a exibição de animais selvagens”.

A medida foi votada por uma grande maioria do conselho da cidade em nome da “defesa dos direitos históricos dos animais”.

Com a aprovação da junta da capital espanhola foi regulamentada uma modificação na legislação de 2001 que permitia atração animal em circo. Essa alteração tem a finalidade de “defender os animais das muitas horas de punição”, do estresse e do sofrimento durante o treinamento e performance.

Na realidade, foram necessários mais de dois anos para desenrolar essa proibição, que teve sua definição em Março de 2019.

Na ocasião, a luz verde para a proibição de animais em circo se deu em sessão plenária com sua aprovação com os votos dos Madrid, PSOE e CS e com o voto contrário do PP.

Em decorrência dessa aprovação, daqui a 3 meses, a cidade espanhola deverá abolir oficialmente as atrações de circo com animais selvagens e silvestres.

Atualmente, nove comunidades autônomas e quase 200 municípios espanhóis têm portarias para proibir animais selvagens em apresentações circenses, o mesmo acontece em cidades como Barcelona e Valência.

A primeira comunidade que vetou circos com animais na sua totalidade, ou com espécies selvagens foi a Catalunha em 2015, seguida pelas Ilhas Baleares, La Rioja, Galiza, Múrcia, Comunidade Valenciana, Aragão, Extremadura e Astúrias.

Muitas pessoas estão finalmente percebendo o fato de que, por trás do circo, há histórias de exploração e maus-tratos, por isso:

Esse fato se deve à evidente crueldade que esses animais sofrem, pois, são importados ilegalmente, mantidos em gaiolas montadas em concreto e submetidos a treinamento intenso e violento.

Lo spettacolo dura meno di due ore, la prigionia tutta la vita. Guarda quello che il circo non vuole mostrare.

Geplaatst door Essere Animali op Vrijdag 11 maart 2016

Ursos, elefantes, tigres e outros animais se tornam autômatos, condicionados com métodos brutais, sendo obrigados a colocar em riscos suas próprias vidas, como por exemplo pular sobre o fogo na base da coação da chicotada!

Ainda bem que estão surgindo ações que vão na contramão dessa perversidade, como:

Circo com animal é sinônimo de crueldade e sofrimento animal, por isso boicotemos a fim de parar essa brutalidade e estupidez, de uma vez por todas!

Talvez te interesse ler também:

Tráfico de animais: se há quem vende, há quem compre. Combata esse sofrimento

Rinha internacional de pitbulls desmantelada. Animais maltratados, mortos e comidos

Respeitar os animais é fundamental para a nossa saúde

Sobre Deise Aur

Avatar
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.

Veja Também

Bulldogging: a crueldade com bebês bezerros que precisa acabar

Um bezerro teve lesão na coluna e precisou ser sacrificado durante uma prática conhecida como …