Rinha internacional de pitbulls desmantelada. Animais maltratados, mortos e comidos

Tem gente que vive no tempo do Coliseu, o anfiteatro romano, palco de espetáculos grotescos entre homens e animais. Uma época mais antiga que a medieval. De lá pra cá tanta coisa mudou mas não na cabeça dessas pessoas que insistem em viver no retrocesso.

Aconteceu na cidade de São Paulo, na região de Mariporã. 37 pessoas foram flagradas envolvidas em rinha internacional de cachorros. Dezoito pitbulls foram encontrados feridos e foram resgatados.

Um dos cachorros chegou a urinar sangue, de acordo com o delegado da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente no Paraná, estado que participou da operação.

Cenas de horror

(Atenção, as cenas SÃO MUITO FORTES. Não assista se for uma pessoa sensível)

 

As provas do crime

Foram encontradas planilhas de apostas, camisas e até troféus. Outras dezenas de rinhas estavam para acontecer. Graças à operação, elas foram automaticamente canceladas.

Os autuados em crimes de maus-tratos contra os animais, resistência e contravenção penal por fazerem apostas em jogos de azar (ilegais) eram criadores, treinadores, apostadores, médicos e veterinários, muitos destes, estrangeiros.

Segundo o delegado do caso, todos eram financeiramente bem sucedidos. “Todos sabiam o que estavam fazendo”.

Segundo o Correio Brasiliense, a rinha foi desmantelada após uma investigação que partiu de uma denúncia anônima contra um treinador de pitbulls de Curitiba e um cuidador de São José dos Pinhais. Os policiais seguiram os suspeitos e chegaram à uma área rural do município paulista onde aconteciam os duelos.

Revoltante

Cenas de horror foram descritas pelos policiais que participaram da operação, que se emocionaram e também se enojaram em ver que os cachorros mortos eram depois assados e comidos.

Um ritual macabro, da era da pedra.

Parabéns a todos os envolvidos no desmantelamento dessa barbárie. E quantas outras existirão nos confins desse Brasil?

Denuncie se desconfiar de treinadores ou curadores que dizem achar normal ou até se declararem fãs de rinhas.

Estas pessoas precisam evoluir. Misericórdia!

Talvez te interesse ler também:

TRÁFICO DE ANIMAIS: SE HÁ QUEM VENDE, HÁ QUEM COMPRE. COMBATA ESSE SOFRIMENTO

Fonte e foto: Correio Brasiliense

Ingressou no curso de Ecologia pela UNESP e formou-se em Direito pela UNIMEP. É redatora-chefe e co-founder de GreenMe Brasil.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Instagram
Siga no Facebook