Itália fechada por coronavírus e diminuição da poluição: veja imagens de satélite

Itália fechada por coronavírus e diminuição da poluição: veja imagens de satélite

É possível enxergar algo positivo na pandemia do coronavírus?

Nós, seres humanos, estamos condenados a tudo simbolizar, a dar algum sentido para os acontecimentos da vida. E não está sendo diferente em relação ao coronavírus.

Muitos de nós têm interpretado o que está acontecendo como um reequilíbrio cósmico, uma forma de o universo nos dizer: vão com calma! Seja do ponto de vista espiritual, seja de um ponto de vista, digamos, mais pragmático, parece que passamos do limite, pelo menos em termos planetários.

É como se a natureza estivesse em uma queda de braços conosco, desfiando-nos para que possamos entender que, sim, existem limites: nem tudo nos é permitido neste planeta.

O fechamento das fronteiras na Itália como tentativa para lidar com a emergência do coronavírus está impondo sacrifícios reais aos italianos, que estão sendo privados de ir e vir e de terem suas rotinas normais de vida. Mas se há algo que se pode visualizar positivamente dessa situação caótica é que a poluição reduziu significativamente no país.

O mesmo já havia acontecido na China, como mostraram imagens de satélite da NASA e da Agência Espacial Europeia (ESA), que observaram uma queda no dióxido de nitrogênio no país oriental, após a interrupção das atividades industriais e comerciais e do serviço de transporte.

Os satélites da ESA uma vez mais mostram uma situação semelhante na Europa, especialmente na Itália: as emissões do gás tóxico produzido por veículos rodoviários, usinas de energia e instalações industriais diminuíram significativamente também em todo o país, principalmente, no Vale do Pó.

As imagens revelam flutuações das emissões de dióxido de nitrogênio na Europa de 1º de janeiro a 11 de março de 2020, dia em que o fechamento de grande parte das empresas locais em toda a Itália foi imposto por decreto oficial do governo. Já no final de fevereiro, Codogna e vários municípios da região de Lodi haviam sido colocados em quarentena e, parcialmente, várias atividades foram interrompidas.

Segundo Claus Zehner, responsável pela missão Copernicus Sentinel-5P da ESA:

“Embora possa haver pequenas variações nos dados devido à cobertura de nuvens e às mudanças nas condições climáticas, estamos muito confiantes de que a redução nas emissões que podemos ver coincide com o bloqueio na Itália, que causa menos tráfego e atividades industriais”.

Lição coronavírus

Será que seremos suficientemente inteligentes após a emergência do coronavírus acabar? Será que colocaremos, em prática, por exemplo, outras formas de produzir energia?

Evidentemente, a suspensão das atividades corriqueiras da vida não é uma solução para lidar com a questão ambiental, mas é uma evidência de que o ritmo das sociedades contemporâneas afeta a qualidade de vida em várias dimensões – e isso deveria levar-nos a refletir sobre o que estamos fazendo com as nossas vidas e com o planeta em que habitamos.

Talvez te interesse ler também:

O coronavírus é a consequência do nosso impacto no planeta: o relatório WWF

Chapados na quarentena: filas nos coffeeshops da Holanda para estocar maconha

A Europa segue o modelo italiano: países europeus em vias de clausura  

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *