Como plantar acerola em casa e aproveitar o melhor dessa fruta

  • atualizado: 
como plantar acerola

Você gosta de acerola? Que tal ter um pé de acerola no seu jardim ou mesmo em um vaso (grande) na varanda. Assim você poderá aproveitar o melhor da fruta, porque orgânica. Aprenda aqui a plantar a acerola, a fazer a muda e o enxerto (estaquia) para que essa frutífera dê muita fruta e o mais rápido possível.

A acerola, (Malpighia emarginata), é um arbusto ou arvoreta que atinge os 3 metros de altura, muito bem adaptado ao clima brasileiro. Também é conhecida como azerola, cerejeira-do-pará, cerejeira-de-barbados ou cerejeira-das-antilhas. Seu fruto é riquíssimo em vitamina C, de sabor muito agradável, e pode ser consumido fresco (tirado do pé), ou para a preparação de sucos e sorvetes. Enfim, uma delícia.

setaLeia também: ÁRVORES FRUTÍFERAS EM VASOS: DICAS PRÁTICAS E LISTA DE QUAIS CULTIVAR EM CADA REGIÃO

Como a acerola é uma planta tropical nativa das Antilhas, América Central e norte da América do Sul, requer bastante água e calor para que produza bem. Se adaptou bem às regiões de clima subtropical também então, não há dificuldades em ter um pé de acerola mesmo que você viva nos estados do sul do Brasil. Esta planta se desenvolve bem nas temperatura que vão dos 15C aos 32ºC e, principalmente, se a média anual ronda os 26ºC.

Terra boa para acerola

Ela gosta de solos profundos, areno-argilosos e bem drenados. Isso quer dizer que, se você for plantar em vaso, este deverá ser bastante grande para não impedir o crescimento das raízes. Mas, claro, no vaso, a arvoreta não vai atingir os 3 metros de altura e, apesar de ser uma planta bonita e vistosa, só dará frutos se a terra for bem adubada e tiver sol em quantidade suficiente. Já no jardim, não haverá problemas.

acerola

Como se planta?

Pode ser mais fácil você comprar uma muda já formada, enxertada, de boa altura. Nesse caso, bastará transplantar a muda de acerola para um canto ensolarado do jardim, preparando uma cova grande onde caibam bem as raízes e o torrão, com sobra de espaço.

Você deverá preencher a cova, nas laterais do torrão, com terra orgânica misturada com areia média, adubada com composto orgânico bem curtido e farinha de osso. Firme bem a muda com a ajuda de um pau de vassoura até que esta se enraíze no solo.

O transplante da muda deverá ser feito na época de chuvas, a mais adequada, ou então, você deverá regar, abundantemente todos os dias em que não chover.

Mas, você também poderá criar sua muda de acerola a partir de sementes - porém, para que a planta possa dar frutos, o melhor será fazer um enxerto de um ramo de uma aceroleira já produtiva, em um V (ângulo de dois galhos) da muda nova e cortar a ponta da nova planta deixando que o enxerto dê continuidade ao seu crescimento.

Para germinar as sementes de acerola, ou o enraizamento de estacas (uma forma que permite a reprodução vegetativa de uma planta já adulta), você deverá usar um substrato leve de areia lavada misturado com vermiculita, em iguais proporções.

seta Leia mais: ENRAIZADOR NATURAL PARA PLANTAS (2 RECEITAS)

Adubação e cuidados

A acerola requer adubação frequente de composto orgânico, torta de mamona e farinha de osso. Se a sua acerola estiver em vaso, é bom também que faça a adubação líquida com batido de lentilha e restos de frutas e verduras (sem compostar).

seta Leia mais: ADUBO ORGÂNICO: 9 FORMAS NATURAIS DE ADUBAR A TERRA DO JARDIM E VASO

Enquanto a sua muda cresce será preciso manter o vaso limpo de outras ervas que possam ser concorrentes com os nutrientes disponíveis.

A acerola precisa de abelhas que ajudem na polinização das suas flores então, o ideal será que você tenha, na verdade, dois pés de acerola de variedades diferentes, que se ajudarão por meio do que se chama polinização cruzada, ficando mais produtivos e mais saudáveis.

Mas, dê uma lida aqui neste artigo VOCÊ SABE PORQUÊ AS FOLHAS DAS SUAS PLANTAS FICAM AMARELAS? E observe as folhas das sua aceroleira para saber se está faltando algum nutriente a ela.

Alguns dos bichinhos que também gostam de acerola

Sim, a acerola tem algumas pragas que você precisará controlar: Bicudo do botão floral (Anthonomus acerolae); cigarrinha (Bolbonata tuberculata); cochonilha parda (Coccus hesperidium); formigas cortadeiras (Atta spp.); mosca das frutas (Ceratitis capitata); ortézia (Orthezia praelonga); percevejo vermelho (Crinocerus sanctus); pulgão (Aphis spp.) e nematóides (Meloidogyne spp.).

Alguns desses, como os nematóides, estão na terra e, aí o jeito é trocar a terra do vaso. Outros virão voando - você vai precisar estar atento, especialmente enquanto a sua acerola for novinha, catando pulgões e cigarrinhas, afastando formigas, impedindo a mosca das frutas. Em outros artigos já falamos sobre os métodos biológicos de controle de pragas que você poderá usar sem precisar recorrer a produtos químicos.

seta Leia mais: 11 RECEITAS CASEIRAS DE INSETICIDAS E REPELENTES BIOLÓGICOS FÁCEIS DE FAZER

A colheita

Aí começa a alegria - quando você vir a tua acerola carregadinha de frutos redondos, de um vermelho brilhante, chegou a hora de começar a colher. E a colheita é diária - vá colhendo os frutos mais vermelhos, lavando bem e congelando, ou comendo, ou fazendo polpa (batida no liquidificador), enfim, a acerola tem uma infinidade de maneiras gostosas para ser consumida.

Aqui você encontrará mais detalhes sobre os cuidados com a acerola e como fazer a colheita dos frutos.

Especialmente indicado para você:

setaACEROLA: PROPRIEDADE, BENEFÍCIOS, USOS E CONTRAINDICAÇÕES

setaCOMO FAZER UM DELICIOSO SUCO DE ACEROLA: 5 RECEITAS

setaCOMO RECONHECER A CARÊNCIA NUTRITIVA DAS PLANTAS PELO ASPECTO DE SUAS FOLHAS