O Teflon solta substâncias químicas?

Teflon

O teflon é o revestimento mais comum em panelas e frigideiras antiaderentes. Prático, facilita cozinhar o alimento sem queimar e agiliza na hora de lavar a louça pois impede que o alimento grude na panela. Mas o quanto ele é seguro para a saúde? Podemos cozinhar tranquilamente com estas práticas panelas revestidas de teflon?

Vamos tentar aprofundar este argumento delicado, lembrando que existem alternativas ao teflon.

O que é o teflon?

Teflon é o nome comercial de um polímero sintético, conhecido como Politetrafluoroetileno e com a abreviação PTFE. Trata-se de um material plástico resistente à alta temperatura, mesmo superior a 200°C. O PTFE é hidrófobo e apresenta um dos mais baixos coeficientes de atrito em relação aos materias sólidos. Desta forma, a antiaderência das panelas revestidas de teflon é garantida.

Substâncias Tóxicas

Segundo o Environmental Working Group, a degradação térmica do PTFE leva à dissolução de substâncias tóxicas, inclusive gases corrosivos e letais, além do PFIB, um agente químico altamente tóxico capaz de permanecer por longo tempo no ambiente. Ainda de acordo com a Environmental Working Group, o teflon entraria em contato com o nosso organismo, permancendo nele por longo tempo e provocando danos ao fígado e à tireoide, reduzindo a nossa capacidade de combater as infeçcões. O problema dos resíduos de teflon nos alimentos, e no nosso organismo, seria mais comum em panelas antiaderentes bastante usadas, estragadas e arranhadas.

Perigos para o homem

O teflon, além de ser danoso para os animais - a toxidade letal foi confirmada em voadores - seria uma substância perigosa também para o homem. Em casos raros seria capaz de provocar uma síndrome parecida com a gripe ligada à exposição às substâncias tóxicas deixadas por este material. Os perigos teriam influência também em mães que amamentam: foram individuados resíduos de teflon no leite materno de 45 mães, no curso de um ano de estudos conduzidos por pesquisadores da Universidade de Manchester.

Dupont, inventor e primeiro produtor dos produtos revestidos em teflon, teria sabido dos seus efeitos negativos para a saúde por mais de 50 anos. Isso se tornou evidente no momento em que os trabalhadores de suas fábricas começaram a ficar doentes durante o trabalho. Os riscos seriam ligados às substâncias e à fumaça proveniente da fabricação do material.

O teflon será proibido por lei?

O Environmental Protection Agency (Epa) – Agência Americana de Proteção Ambiental- confirmou que uma das substâncias utilizadas na producao de teflon – o ácido perfluorooctanóico (PFOA) permanece no sangue por 4 anos. Então, até 2015 os produtores devem cessar a produção. Propositadamente para isso, a Epa se dirigiu à Dupont, à 3M e a outras grandes empresas. O temor maior é com relação aos danos ao fígado e ao aparelho reprodutivo, além de risco para a gravidez e para os nascituros, dado que os resíduos deste material foram individuados nos cordões umbilicais e no sangue de mulheres grávidas. Os resíduos industriais de PFOA podem provocar o acúmulo da substância tóxica nos lençóis freáticos, contaminando águas potáveis. O PFOA è considerado uma substância provavelmente cancerígena para o ser humano.

Frigideiras antiaderentes são perigosas?

teflon_rovinato

A decisão norte-americana de proibir o teflon e o PFOA serve para refletir. Utilizar frigideiras antiaderentes, sobretudo se velhas, é perigoso? Altroconsumo em 2011 tinha conduzido testes em panelas estragadas sem detectar a liberação de substâncias tóxicas, mas simplesmente a perda da antiaderência.

Se, no entanto, estudos científicos têm relacionado a exposição ao teflon à substâncias perigosas encontradas no sangue e no corpo humano, é difícil acreditar que as panelas com o revestimento antiaderente não tenham nada a ver com isso. Quando estiver em dúvida, não corra riscos, especialmente com as panelas particularmente gastas.

Como tínhamos falado, existem alternativas ao teflon. Com relação às panelas e às frigideiras, uma escolha mais segura seria o aço inoxidável. O aço inox é considerado um dos materiais mais inertes e capazes de deixar apenas pequenas quantidades de cromo e níquel, o que poderia causar problemas àqueles que sofrem de alergia ou intolerância à estas substâncias. Neste caso, uma outra alternativa válida seriam as panelas de vidro pirex além das panelas de ferro fundido, não revestidas com esmalte tóxico. Talvez seja mesmo o caso de deixar a praticidade do teflon de lado até termos a certeza de não estarmos ingerindo esta substância, não é mesmo?

Leia também:

setaPANELAS ANTIADERENTES: SUBSTÂNCIAS TÓXICAS E SAÚDE EM RISCO

setaQUAIS SÃO AS MELHORES PANELAS PARA COZINHAR? OS PRÓS E CONTRAS DE TODOS OS MATERIAIS

setaCONHEÇA AS SUBSTÂNCIAS TÓXICAS POR TRÁS DOS COSMÉTICOS