Mais um motivo para não comer frango

motivo para não comer frango

Não bastassem a maneira como os animais são tratados, em espaços minúsculos e empanturradas de antibióticos e hormônios, temos agora mais um motivo para evitar comer frango: a ração consumida por eles, em muitos casos pode estar contaminada por micotoxinas, substância produzida por fungos, e que ao serem ingeridas, podem causar efeitos agudos.

Uma revisão bibliográfica realizada por pesquisadores dos Departamentos de Nutrição Animal e de Engenharia de Alimentos, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da USP, em Pirassununga, buscou descrever os principais efeitos da toxina sobre o desempenho zootécnico na produção de frangos de corte, as alterações nas matérias-primas de ração e os avanços científicos em metodologias desintoxicação biológica.

Um artigo, que acaba de ser publicado na Revista Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal (vol.51, n.2, 2014), mostrou que as aflatoxinas (grupo de micotoxinas produzidas por fungos da espécie Aspergillus), podem causar efeitos adversos em frangos, provocando alterações na matéria prima das rações. O estudo apontou também que a origem da contaminação se dá no plantio, principalmente de milho. Essa confirmação fez com que os pesquisadores passassem a defender a aplicação de Boas Práticas Agrícolas direcionadas a todas as etapas produtivas, desde a colheita dos cereais até a produção e armazenagem das rações prontas.

Também afirmaram que a descontaminação pode ser um processo eficiente na luta contra a micotoxicoses, pois a descontaminação faz uso de enzimas microbianas para a redução de concentração da toxina. Este processo serve como alternativa para eliminar os problemas da criação de frango e das micotoxicoses, mas vale lembrar que a prevenção também é uma alternativa para todos os criadores de galinha. E a prevenção seria fornecer melhores condições de vida para esses animais e não forçá-los a comer ração indevida e nem sobreviver em condições degradantes.

Sabendo que condições melhores podem afetar o mercado de frango, cuja exportação para a Rússia aumentou em 36% entre janeiro e agosto de 2014 quando comparados com o mesmo período de 2013, é muito difícil que pensem no bem-estar dos animais em detrimento do lucro, por isso o jeito é apelar para você, que pense duas vezes antes de comer frango desenfreadamente.

Leia também:

Carne de porco: pense bem antes de comê-la

Você trabalharia como selecionador de pintinhos por 165 mil reais por ano?