Festa do amor próprio: a grande gala para celebrar a vitória de mulheres que sofreram

A “festa do amor próprio” é um evento exclusivamente feminino que surgiu em Belo Horizonte, Minas Gerais, para celebrar essa importante forma de amor.

As protagonistas são mulheres que passaram por momentos particularmente difíceis. Uma das organizadoras, Gislaine Lima, explicou que a ideia da celebração surgiu após a morte por suicídio de uma colega deprimida.

Ela própria revelou que sofreu muito em seu caminho existencial e que decidiu, precisamente por esse motivo, fazer uma festa para celebrar o amor próprio. As outras participantes também atravessaram situações traumáticas, como violência doméstica, violência sexual e relacionamentos complicados, sentindo na pele o que significa viver com depressão.

“A maioria foi relacionamento que acabou, e ali a depressão começou a pegar forte nelas. Algumas mulheres [sofreram] violência doméstica. Algumas, abuso sexual, que carregam desde a infância. Outras, problemas na firma com o gerente…”, contou Gislaine ao Balanço Geral MG.

Depois de, felizmente, conseguirem sair dessas situações, elas se reúnem para conversar sobre a importância do amor próprio, inclusive para encontrar forças e recomeçar.

Nesse sentido, Ellen Silvério, uma das participantes, declarou:

Às vezes nós buscamos o amor próprio no outro e esquecemos que ele está o tempo inteiro dentro da gente […] A gente tem que se cuidar por dentro, é isso que faz a gente ser bonita de verdade”.

Ester, outra das participantes, trouxe seu precioso testemunho, revelando que se recuperou graças ao apoio de um psicólogo e de um psiquiatra, após 9 anos de depressão, automutilação e problemas que pareciam insolúveis:

“Eu comecei a ter alguns problemas difíceis em casa, por 9 anos, e eu não aguentei. Eu cheguei, em um momento, em que eu não queria mais nada, não queria nem viver, nada.”

Certamente, uma festa não é suficiente para superar a depressão, que requer cuidados específicos, mas confrontar-se e conhecer mulheres que conseguiram sair de situações pesadas e recuperar a vida é certamente estimulante para as pessoas em dificuldade. Realmente uma boa iniciativa!

Talvez te interesse ler também:

Círculo de Mulheres: o que é, por que faz bem e como participar

Chamar as mulheres de loucas: uma forma de violência que vem de longa data e ainda se faz presente

Em Londres abre o primeiro museu da vagina

Sobre Redação GreenMe

Redação GreenMe
greenMe.com.br é um site de informação sobre meio ambiente e saúde, criado para levar ao grande público, a consciência de que um mundo melhor é possível, através de um comportamento respeitoso com todas as formas de vida.

Veja Também

Positividade tóxica: “nunca desista” e outras frases que fazem mais mal do que bem

Sabe aquela coisa do pensamento positivo sempre? Pois é, muitas vezes não funciona. Hoje vamos …