Meteorismo: o que é, causas. Resolva com remédios naturais

Meteorismo: o que é, causas. Resolva com remédios naturais

Meteorismo é o acúmulo excessivo de gases nas alças intestinais, promovendo distensão, conforme definição da Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva e Neurogastroenterologia,

Fisiologia dos gases

A produção de gases pelo corpo é absolutamente normal, dado o processo natural de fermentação dos alimentos pelo sistema digestivo. E mais normal ainda é soltar puns e arrotos, aliás, é recomendado e necessário! Ai daquele que tem dificuldade ou até mesmo tabu para eliminar esses gases.

O MSD, Manual de Doenças norte-americano, descreve que o intestino pode reter até 200 mL de gás e a quantidade de gases expulsos diariamente varia de 600 a 700 mL após uma dieta normal com 200 g de feijão cozido, por exemplo.

Isso representa, em média, de 13 a 21 flatulências ou arrotos diários.

Inicialmente, os gases são acumulados no estômago e devem ser eliminados pelo arroto. Se isso não acontece, eles são transportados até o intestino delgado onde são parcialmente absorvidos, e o restante se dirige ao intestino grosso, sendo eliminados através do pum.

Ocorre que, justamente o acúmulo e a retenção desses gases, traz desconforto e até dores abdominais, causando o meteorismo, que pode evoluir para situações mais complicadas, se não tratado.

Diferenças entre meteorismo, flatulência e aerofagia

Digamos que o meteorismo é a fase inicial da retenção de gases.

Se houver uma evolução do quadro, pode ocorrer flatulência com maior distensão do intestino, surgimento de dor e até dificuldade para evacuar, interferindo na qualidade das fezes.

Quando a flatulência torna-se excessiva, ou seja grande quantidade de produção de gases pelo corpo, além do normal, pode ser que esteja ocorrendo concomitância com aerofagia.

Aerofagia é a ingestão de ar em quantidade anormal pela via área, muito provavelmente por causa de

  • mastigação errada
  • ingestão de bebidas gaseificadas durante e após as refeições
  • cigarro
  • dificuldade na deglutição
  • hábito de comer de boca aberta ou falar enquanto mastiga
  • e tantos outros motivos que podem levar a pessoa a engolir ar junto com a comida.

Ainda, algumas pessoas inconscientemente deglutem ar de modo repetido enquanto comem ou fumam e, em especial, quando estão ansiosas. Sem perceberem, elas acabam engolindo, literalmente, o ar pelo tubo digestivo.

Outros problemas digestivos podem contribuir como a quantidade de flatulência, como gastrite, inflamação, refluxo, parasitoses, constipação, síndrome do intestino irritável, dentre outros.

Algumas formas de aliviar o desconforto

Flatulência

Arrotar

A primeira coisa é tentar eliminar os gases que são produzidos no estômago, com o início da fermentação dos alimentos, pela boca através de arrotos, evitando que eles cheguem ao intestino.

Acredita-se que com a postura em pé, o ar é rapidamente eructado. Já uma pessoa em posição supina, o ar é preso acima do líquido gástrico no estômago e tende a ser empurrado para o duodeno, aumentando a condição de flatulência.

Evitar aerofagia

Outra forma de tentar diminuir a quantidade de gases é evitar, ao máximo, a aerofagia, melhorando hábitos que possam contribuir para a ingestão de ar pelo sistema digestivo.

De olho na bula do remédio

Alguns medicamentos também podem estar relacionados à produção excessiva de gases, é bom ficar atento aos efeitos colaterais.

Alimentação saudável

Adote uma alimentação saudável, evite bebidas gaseificadas, produtos industrializados, embutidos, doces, com corantes, gordurosos e com alto teor de sódio, todos eles interferem no processo digestivo e com certeza contribuem para a produção maior de gases.

Evite certos alimentos

Ainda em relação à alimentação, evite certos tipos de alimentos que são mais fermentados e provocam a produção de mais gases, são eles:

  • leguminosas (feijão, grão de bico, lentilha);
  • vegetais crucíferos (repolho, couve-flor, brócolis, alcachofra);
  • lactose, que é o açúcar do leite;
  • amido (batata, cereais, trigo);
  • sorbitol e frutose, que são carboidratos contidos naturalmente em diversos alimentos e muito usados como adoçantes em produtos industrializados;
  • fibras, que são carboidratos não digeríveis e também podem sofrer fermentação pelas bactérias intestinais.

A explicação para evitar esses alimentos é que alguns organismos não conseguem absorver corretamente alguns tipos de substâncias, ou até mesmo possuem uma certa intolerância a eles. Como por exemplo, depois da ingestão de certas frutas e vegetais que contêm carboidratos não digeríveis (p. ex., feijões cozidos), açúcares (p. ex., frutose) ou açúcares de álcool (sorbitol).

Algumas pessoas podem ter intolerância à lactose, doença celíaca, insuficiência pancreática e outras causas de má absorção de carboidratos, que também devem ser consideradas em casos de excesso de gases no intestino.

Tratamentos naturais

Como fitoterápicos e outros tratamentos naturais para aliviar o meteorismo, recomenda-se:

Chá de erva-cidreira e funcho

Pois estas ervas possuem propriedades antiespasmódicas que eliminam os gases e reduzem a dor.

Chá de manjerona

É estimulante, estomático e atua contra a flatulência. Utilize a parte área da planta.

Chá de cavalinha

A cavalinha também pode ajudar a tratar dores reumáticas e flatulência. Utilize a parte área da planta.

Massagens

Uma boa e relaxante massagem na região abdominal também pode fazer milagres, auxiliando na eliminação dos gases.

Compressas

Compressa de água quente na barriga alivia a dor e o desconforto.

Exercícios físicos

É altamente recomendável a movimentação do corpo. O estímulo das células e órgãos, faz com que haja uma melhora em todos os níveis hormonais e isso pode contribuir para auxiliar na digestão e eliminação de gases.

Procure ajuda

Para que o desconforto não passe ou evolua para quadros de dores crônicas, procure sempre a opinião de um profissional de saúde.

Talvez te interesse ler também:

O que acontece com o corpo se você tomar biotina todos os dias?

Mil-folhas: planta medicinal amiga das mulheres. Usos e benefícios

Árvore-do-Pão: planta do futuro, de fácil cultivo, dá fruta super nutritiva!

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *