Shiatsu
Shiatsu

Shiatsu – O que é, Benefícios e Contraindicações

Neste conteúdo vamos saber mais sobre a terapia do Shiatsu, que com os toques das mãos e pressão dos dedos do terapeuta sobre as partes do corpo do paciente, desbloqueia vários pontos energéticos dele, restabelecendo sua saúde.

O QUE É SHIATSU?

O Shiatsu é uma terapia origináriada da medicina oriental e cuja finalidade principal é restabelecer o equilíbrio do corpo, proporcionando saúde e bem-estar. A prática dessa terapia se fundamenta na pressão, com as mãos e dedos, nos pontos vitais do corpo, ativando a energia interna do corpo.

Shiatsu é uma palavra de origem japonesa – pressão (“atsu”) com os dedos (“shi”).

HISTÓRIA DO SHIATSU

O Shiatsu deriva de uma prática que existe há mais de dois mil anos – a “Tao Yin” – baseada em exercício físico, técnicas de respiração, massagens e meditação, para ajudar a fluir Força da Vida -Ki, em nosso corpo.

Por volta do século VI, os japoneses aprimoraram essa prática com o diagnóstico e tratamento abdominal. Durante muito tempo, O Shiatsu ficou conhecido como “Anma”. O Shiatsu integra práticas de fisioterapia e de quiropraxia, aliadas às técnicas de pressão exercidas sobre o corpo utilizando os dedos.

No início do século XX, o terapeuta japonês Tamai Tempaku agregou a prática do Shiatsu os conhecimentos de anatomia e de fisiologia.

OS BENEFÍCIOS DO SHIATSU

O Shiatsu é eficaz quando utilizado em conjunto com outras terapias orientais ou até convencionais.

O principal objetivo do Shiatsu é ativar a energia, equilibrar o funcionamento dos órgãos, fortalecer a resistência do organismo, como um coadjuvante no tratamento de problemas de saúde, sejam estes físicos, emocionais ou psicológicos.

O Shiatsu ajuda a curar, e o foco da prática é a saúde e não a doença.

O tratamento com Shiatisu é indicado para:

  • Dores de cabeça
  • Dores no corpo
  • Problemas emocionais
  • Cansaço Fraqueza
  • Insônias
  • Distúrbios intestinais
  • Disfunções menstruais
  • Problemas respiratórios
  • Sinusite
  • Constipação
  • Tosse
  • Tensão muscular
  • Artrite
  • Lesões desportivas
  • Respiração

Shiatsu faz bem pra quê?

Os benefícios desta terapia é a melhora:

  • da pele
  • dos músculos
  • do sistema circulatório
  • do aparelho digestivo
  • da parte óssea
  • do sistema endócrino
  • do sistema nervoso
  • do aparelho respiratório

O Shiatsu gera equilíbrio físico, mental e espiritual, contribui para a pessoa conhecer seu próprio corpo, desenvolvendo uma conduta de vida mais harmoniosa e saudável.

COMO FAZER SHIATSU

O terapeuta, que faz uso da prática do Shiatsu, para tratar do paciente, recorre à pressão dos dedos. Os pontos onde ocorrem essa pressão são canais de energia do corpo (meridianos).

O objetivo de pressionar esses meridianos ou pontos energéticos é equilibrar o fluxo da energia vital (“ki”) que quando bloqueada, fica em falta (“kyo”) ou acumulada (“jitsu”), desequilibrando o organismo.

Ao normalizar o “ki”, o corpo adquire mais força e vigor.

O Shiatsu é feito através de movimentos manuais, pressionado os meridianos do corpo. Existem cerca de 365 pontos de pressão, ou “tsubos”, no corpo humano.

Um meridiano, com excesso de energia apresenta tensão e dor, enquanto um meridiano com falta de energia é flácido e insensível.

A técnica

O terapeuta massageia o corpo do paciente utilizando os dedos, os polegares, as mãos, as palmas das mãos, os cotovelos e os joelhos para alongar o corpo, pressionar os pontos adequados (“tsubos”). A terapia do Shiatsu alia o tratamento da estrutura física do corpo, com a ativação de seus pontos energéticos visando melhorar o seu funcionamento e saúde.

O diagnóstico

O terapeuta, antes da primeira sessão, fará uma consulta com o paciente, para elaborar um diagnóstico, focando nos seguintes aspectos:

  • problema de saúde
  • estilo de vida
  • hábitos alimentares e atividades físicas
  • aparência da pele
  • postura
  • forma de caminhar
  • audição
  • temperamento e exame do abdômen

Preparação para a primeira sessão

As sessões de Shiatsu duram, aproximadamente, uma hora. Acontecem em um tapete que é colocado no chão ou com o paciente sentado em uma cadeira.

O paciente deve ir com roupa larga e confortável, não fazer refeição pesada, nem beber álcool, duas horas antes do tratamento.

Durante a sessão, é necessário que o paciente se mantenha descontraído e relaxado, fechando os olhos e ficando em silêncio. Caso o paciente sinta muitas dores, deve informar, de imediato, o terapeuta.

Geralmente, após a primeira sessão, ocorre um estado de tranquilidade, leveza e bem-estar. Aconselha-se fazer o tratamento durante um período de 4 á 6 semanas, com a realização de três ou quatro sessões de Shiatsu para, dessa forma, obter os bons resultados dessa terapia.

OS PONTOS DO SHIATSU

Como vimos, existem cerca de 365 pontos de pressão, ou “tsubos”, no corpo humano. A energia (“ki”) percorre o nosso corpo, de cima pra baixo e vice-versa, seguindo uma linha que se encontra dividida em 12 meridianos pares, situados em cada lado do corpo.

Cada meridiano tem relação com um órgão e está associado, simultaneamente, à uma emoção e padrão psicológico do paciente.

Os 12 meridianos são:

  1. Pulmões – que possui 11 pontos e seu símbolo é P
  2. Intestino grosso – possui 20 pontos e seu símbolo é IG
  3. Estômago – possui 45 pontos e símbolo E
  4. Baço-Pâncreas – possui 21 pontos e seu símbolo é BP
  5. Coração – com 9 pontos possui símbolo C
  6. Intestino Delgado – conta com 19 pontos e seu símbolo é ID
  7. Bexiga – um total de 67 pontos e possui símbolo B
  8. Rins – possui 27 pontos e símbolo R
  9. Circulação-Sexo – possui 9 pontos e símbolo CS
  10. Triplo Aquecedor – conta 23 pontos e possui símbolo TA
  11. Vesícula Biliar – com 44 pontos possui símbolo VB
  12. Fígado – possui 14 pontos e seu símbolo é F

Os 2 meridianos extras são:

  • Vaso governador – com 28 pontos e símbolo VG
  • Vaso da concepção – com 24 pontos e símbolo VC

CONTRAINDICAÇÕES E EFEITOS COLATERAIS

Algumas contraindicações

O Shiatsu só é indicado para tratar infecções, doenças contagiosas, fraturas ou varizes, quando aplicado como terapia complementar com o tratamento médico, portanto não é recomendável como tratamento principal nesses casos.

É contraindicado para grávidas nos primeiros três meses de gestação.

Efeitos secundários ou colaterais da prática do Shiatsu:

São raros efeitos secundários advindos do Shiatsu, mas podem ocorrer, após uma sessão, se mainfestação das seguintes formas: dor de cabeça, rigidez muscular, frio, indisposição, diarreia e maior necessidade de urinar.

Os efeitos são passageiros e desaparecem nas 12 horas seguintes. Para passar os efeitos secundários recomenda-se ao paciente, descanso, beber bastante água e manter-se aqueciod com um agasalho.

A EFICÁCIA DO TRATAMENTO

Os hábitos do paciente determinam a eficácia do tratamento.

Como toda prática natural, o Shiatsu se torna mais eficaz quando o paciente, também, preze por seu estilo de vida, tendo uma alimentação saudável; se hidratando com água, regularmente; tomando Sol com frequência; descansando quando for preciso; respeitando as horas necessárias de sono e ao aparecerem sintomas de desequilíbrios e doenças no corpo, não deixe de remediar com o tratamento correto e mais adequado, de acordo com o caso e o grau de gravidade do problema de saúde a ser sanado.

Sobre Deise Aur

Avatar
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.

Veja Também

Novo lockdown na França: mortes por Covid-19 voltam a crescer

Está previsto para começar um novo lockdown na França, a partir desta quinta-feira. Os casos …