Suor e CC - Como Resolver o Mau Cheiro no Corpo?

  • atualizado: 
suor, cc

Quem não gosta de estar perto de uma pessoa perfumada e asseada? Tem gente que tenta disfarçar a falta de asseio com perfume! Ninguém precisa usar produtos caríssimos ou perfume francês para estar cheiroso ou espantar o mau cheiro. Uma dose normal de cuidados com o corpo já garante aquela sensação de limpeza, frescor e, de quebra, um cheirinho perfumado e gostoso. Entretanto, mesmo pessoas que cuidam de sua higiene pessoal podem ser vítimas do famigerado CC: cheiro de corpo. Nesses tempos de calor, é comum nós suarmos mais, por isso, alguns cuidados devem ser preservados para evitar que o nosso corpo produza odores desagradáveis.

O QUE CAUSA O MAU CHEIRO NO SUOR?

São muitas as causas que podem fazer com o que o nosso corpo exale mau cheiro. Os mais comuns são aqueles produzidos pelas axilas e pelos pés, regiões por onde o suor tenta escapar do nosso corpo.

Fatores como alimentação e estado emocional são responsáveis pelo mau cheiro, segundo publicação do portal Terra.

1. Suor causado pelo estresse 

Quimicamente, existem diferentes tipos de suor, e o mais desagradável deles é aquele causado pelo estresse, responsável pela produção de um tipo de glândulas chamado apócrinas.  Elas produzem um suor menos rico em água, fazendo com que bactérias se alimentem de gorduras e proteínas nele presentes. E é exatamente isso que causa o mau odor.

2. Chulé

Os pés também são uma fonte para as bactérias do caso acima. O problema se agrava nessa região porque, geralmente, os pés ficam dentro de sapatos, um ambiente escuro, quente e úmido - lugar perfeito para a proliferação de bactérias. 

3. Sutiãs

Essa peça íntima fica em contato com regiões do corpo que produzem bastante suor. Por isso, o ideal é que o sutiã seja lavado com frequência.

4. Alimentos crucíferos

Ninguém poderia imaginar que alimentos saudáveis pudessem causar CC! Mas vegetais como brócolis, couve-de-bruxelas e outros crucíferos possuem compostos fedidos, parecidos com o enxofre, podendo espalhar o mau cheiro pelo corpo.

5. Trimetilaminúria

Essa desordem genética rara impede o corpo de quebrar o composto químico chamado trimetilamina, o mesmo que dá cheiro ao peixe. Quando esse composto se acumula no corpo, pode ser liberado na respiração, na urina e no suor, provocando aquela catinga similar a do peixe

6. Bebidas alcoólicas

Você já deve ter percebido um cheiro ruim ao conversar com uma pessoa que bebeu demasiado, não é mesmo? Isso acontece porque, à medida que o álcool se acumula no corpo, ele é liberado pelos poros. Essa é uma maneira natural de o álcool ser quebrado pelo organismo, o que acaba provocando o mau cheiro.

7. Diabetes

A diabetes, quando não tratada corretamente, pode desenvolver um quadro chamado cetoacidose diabética. Devido à falta de insulina, o organismo começa a quebrar a gordura para produzir cetonas. Esse processo químico produz um certo odor, sinal de que é hora de procurar um médico.

8. Problemas na tireoide

O suor excessivo pode estar relacionado a alterações hormonais, como as provocadas pela glândula tireoide. É preciso consultar um endocrinologista para avaliar a causa da sudorese e os possíveis tratamentos. 

cc lifebuoyFonte foto

COMO RESOLVER O PROBLEMA?

É muito constrangedor exalar mau cheiro. Muitas pessoas que o tem, nem sabem que o tem. Então, para evitar o problema, seguem algumas dicas do portal Tua Saúde. A maior parte delas tem a ver com evitar bactérias no corpo:

  • usar sabonetes antissépticos;
  • secar bem a pele após o banho;
  • trocar a tolha de banho semanalmente;
  • evitar utilizar tecidos sintéticos;
  • usar mais sapatos abertos e colocar para arejar os fechados;
  • trocar diariamente as meias;
  • depilar as axilas ou manter os pelos mais curtos;
  • usar diariamente desodorante, sprays ou talcos antissépticos (com atenção às suas fórmulas, leia mais abaixo).

Veja também: 

DESODORANTES PODEM CAUSAR CÂNCER, DIZEM PESQUISADORES

ALGUMAS ALTERNATIVAS NATURAIS AO DESODORANTE

BROMIDROSE

Casos extremos de mau cheiro podem estar relacionados com a bromidrose, uma condição que causa mau cheiro principalmente nas axilas, nos pés e na virilha.

É muito comum que a bromidrose ocorra no início da adolescência, entre 8 e 14 anos.

As glândulas sudoríparas estão espalhadas por toda a extensão da nossa pele e são elas as responsáveis por produzir o suor, conforme explica o Dr. Dráuzio Varella. A principal função delas é regular e manter a temperatura do corpo, que deve permanecer em torno dos 36,5ºC.

As gândulas do tipo apócrinas desenvolvem-se em algumas regiões específicas, como: axilas, área genital, couro cabeludo, ao redor dos mamilos. O suor que secretam podem produzir um odor fétido, sendo os mais comuns nas axilas, popularmente conhecido como cê-cê, e nos pés, conhecido como chulé.

MAU CHEIRO NAS AXILAS

desodorante

O dermatologista Luiz Guilherme Castro deu algumas explicações para o site Minha Vida sobre como evitar o CC nas axilas. Ele diz que os desodorantes antitranspirantes diminuem o suor, mas não interferem na flora bacteriana das axilas. Por isso, segundo este médico, o ideal seria usar desodorantes com agentes antibacterianos na fórmula, além do antitranspirante.

Segundo o Dr. Castro, o uso de sabonetes antibacterianos também pode ajudar na diminuição de bactérias nas regiões afetadas pelo mau cheiro. Porém, o ideal é pedir recomendação para o teu médico de confiança pois há suspeitas de que produtos antibacterianos sejam cancerígenos porque contêm uma substância perigosa, o triclosan. Esta substância deve ser evitada a todo o custo pois, em experimentos científicos, ela revelou causar danos nas funções do fígado, fibrose hepática e o aparecimento de tumores.

Uma outra solução, para alguns casos, é realizar um tratamento com toxina botulínica (a mesma usada em tratamentos antirrugas). A toxina botulínica reduz  o suor excessivo nas axilas auxiliando no controle da transpiração por até oito meses.

Ahh... e não se preocupe em "pegar" CC, porque ele não é transmissível.

Leia também: DESCOBERTA A BACTÉRIA RESPONSÁVEL PELO MAU CHEIRO NAS AXILAS

QUANDO VISITAR UM MÉDICO

Às vezes, os hábitos de higiene não resolvem o problema. O que fazer? Procurar ajuda médica é uma saída em casos extremos de mau cheiro "sem solução".

O dermatologista é o profissional médico capaz de investigar as causas de sudorese intensa ou de mau odor forte. Os tratamentos podem ser feitos com cremes antitranspirantes, antibióticos tópicos para diminuir a quantidade de bactérias na região afetada, injeções de botox e até cirurgias para diminuir as glândulas apócrinas.

Quando o mau cheiro não passa de jeito nenhum, é hora de visitar um dermatologista. Somente um médico pode indicar o melhor tratamento considerando o teu caso em especial.

O diagnóstico das causas do mau odor é feito através de exame de sangue ou de raspagem da mucosa bucal. Como as causas podem ser variadas, o tratamento também vai variar de acordo com o diagnóstico dado pelo médico.

De qualquer modo, não descuide da higiene pessoal e dedique especial atenção às áreas como as axilas e os pés para evitar a proliferação de microorganismos que causam mau cheiro.