Candidíase - Os Sintomas mais Comuns e Formas de Tratamento

  • atualizado: 
candidiase

Existem algumas doenças que, apesar de não serem muito graves, causam um incômodo muito grande na vida de quem as têm. Há ainda aquelas pessoas que enfrentam tais enfermidades várias vezes, sem saber exatamente o que acontece no organismo delas.

Por isso é importante ficar alerta a qualquer sinal que o corpo dá de que há algo errado acontecendo. Por exemplo, uma coceira intensa na região genital pode significar que existe um fungo ou bactéria oportunista, como a Candida Albicans. Existem outros sintomas, evidentemente, mas antes de falar de todos eles, saiba o que é exatamente a candidíase.

O QUE É CANDIDÍASE

O organismo acomoda uma série de micro-organismos, que, em condições normais, não fazem mal algum, e, muitas vezes, têm um função protetiva. O fungo Candida Albicans é um deles: faz parte do corpo e fica localizado na pele, boca, intestino, e órgãos genitais.

No entanto quando há um desequilíbrio orgânico, como, por exemplo, uma baixa da imunidade ou uso muito recorrente de antibióticos, a Candida passa a fazer mal, provocando a candidíase. Ela acomete mais as mulheres, mas pode surgir em homens e crianças também. Quando devidamente tratada, raramente apresenta complicações.

TIPOS DE CANDIDÍASE

Conheça abaixo os principais tipos de candidíase:

Candidíase vaginal

Esse é um dos tipos mais comuns da doença e vai fazer parte, em algum momento, da vida de quase todas as mulheres. Cerca de 75% delas terão algum episódio de candidíase. É mais comum em mulheres em idade fértil e sexualmente ativas;

Candidíase oral

Normalmente, a candidíase oral apresenta lesões brancas, na boca, língua, parede interna das bochechas e céu da boca. Costuma indicar queda da imunidade, exceto em crianças. Entre os principais sintomas estão a ardência e dificuldade de engolir;

Candidíase na pele

Quando a candidíase aparece na pele é chamada de Intertrigo. Costuma ocorrer nas dobras da pele, por serem regiões quentes e úmidas, que favorecem a proliferação do fungo;

Candidíase no esôfago

A candidíase também pode aparecer internamente, como, por exemplo, no esôfago. Nesse caso, indica um problema mais sério no sistema imunológico. Entre os principais sintomas estão a dificuldade de engolir e dor no peito;

Candidíase no pênis

Apesar de similar a vaginal, a candidíase no pênis não é tão comum. Costuma indicar também uma queda na imunidade, maus hábitos de higiene, entre outros;

Candidíase invasiva (ou disseminada)

Esse é o quadro mais grave da doença, tendo em vista que ocorre quando o fungo da Candida invade os órgãos internos e o sangue, podendo ser fatal. Ocorre, principalmente, em pessoas com baixa imunidade severa;

Candidíase crônica

Quando a doença se repete com frequência, existe a possibilidade de que ela se torne crônica, o que exige um tratamento mais intenso e direcionado.

CAUSAS DA CANDIDÍASE

Como mencionado, o fungo da Candida já existe no organismo e só causa a candidíase em condições anormais. Entre os principais fatores de risco para o desenvolvimento da candidíase, estão:

  • Alterações hormonais, como a gravidez ou uso de anticoncepcionais
  • Queda da imunidade
  • Uso constante e indiscriminado de antibióticos
  • Algumas doenças, como a diabetes, câncer e HIV, por debilitarem o organismo e, muitas vezes, necessitarem de muita medicação
  • Obesidade
  • Uso de roupas apertadas ou sintéticas
  • Maus hábitos de higiene

SINTOMAS DA CANDIDÍASE

Um dos principais sintomas da candidíase é a coceira intensa. Quando se trata da candidíase nas genitais, pode ocorrer corrimento, dor ao urinar e durante as relações sexuais. A vermelhidão na pele, descamação, esbranquiçamento, ardência e presença de pequenas feridas também estão entre os sinais da doença. A candidíase oral e intestinal também pode ocasionar dor ao engolir, dores no peito e ardência.

TRATAMENTO DA CANDIDÍASE

É essencial que a pessoa que suspeite de candidíase procure um médico para fazer o tratamento adequado. A doença é facilmente diagnosticada por meio de exames simples e histórico clínico. A forma de tratar a enfermidade é administrando antifúngicos em forma de pomada, cremes, supositórios ou via oral, a depender de cada caso.

5 REMÉDIOS NATURAIS PARA CANDIDÍASE

Além do tratamento medicamentoso, existem algumas formas naturais de tratar a candidíase, mas é importante buscar sempre orientação médica e usar os remédios naturais de forma complementar. Conheça abaixo alguns deles:

  1. Alho
  2. Iogurte
  3. Vinagre de maça
  4. Óleo de coco
  5. Ervas

1. Alho

O alho possui propriedade antifúngicas e pode ser usado no tratamento dos casos moderados. Aconselha-se comer um dente de alho cru ao dia ou usar as versões em cápsulas ou comprimidos, sob orientação médica, sempre.

2. Iogurte

O iogurte contém uma série de probióticos, que ajudam a tratar fungos, como a Candida. Para tanto, é necessário usar a versão natural, sem adição de açúcar, e aplicar na área afetada. É possível ainda mergulhar um absorvente interno no iogurte na região genital e depois que retirar, lavar a região com água morna e secar bem. A inclusão de iogurte na dieta também é uma forma de tratamento.

3. Vinagre de maça

O vinagre de maça ajuda a equilibrar o PH corporal e combater os fungos. Para utilizar esse remédio natural, basta beber um copo de água com 1 colher de vinagre de maça, antes das refeições, uma vez ao dia, preferencialmente de jejum. É possível ainda aplicar o vinagre na área afetada, e deixar agir por 15 minutos.

4. Óleo de coco

O óleo de coco também tem propriedades antifúngicas e é rico em ácidos graxos, que atuam como antimicrobianos. Para tratamento da candidíase, aplique óleo de coco na área afetada, 2 a 3 vezes ao dia, ou tome uma colher de sopa ao dia.

5. Ervas

As plantas Gymnema sylvestre ou gurma, Melaleuca alternifolia, Hydrastis canadensis e a Folha de Oliveira são eficazes no combate ao fungo da Candida, justamente por possuírem propriedades antifúngicas, antibacterianas e ajudar no fortalecimento imunológico.

PROCURE UM MÉDICO

É importante sempre procurar um especialista, caso note alguns dos sintomas mencionados. A candidíase é uma doença simples, mas quando não é devidamente tratada, pode resultar em complicações, que, como visto, podem ser fatais. Por isso não hesite em recorrer ao profissional de confiança, sempre que necessário.