31 de maço: Dia da Saúde e Nutrição alerta para a necessidade da alimentação saudável

  • atualizado: 
alimentação saudável

Você sabia que o Brasil celebra todos os anos, no dia 31 de março, o Dia da Saúde e Nutrição? A data foi instituída como oficial pelo Ministério da Saúde com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância da saúde e da boa alimentação.

Além de conscientizar a população, a data busca fazer com que instituições, públicas e privadas, reflitam sobre como podem contribuir para implementar boas práticas alimentares.

O que é uma boa alimentação?

Alimentar-se bem não é pensar somente em saciar a fome. Para tal, deve-se escolher alimentos nutritivos que façam bem para o organismo. Uma boa dica para aproveitar os benefícios nutricionais dos alimentos é evitar os processados e ingerir produtos naturais e frescos, aliado à prática regular de exercícios físicos.

A nutricionista do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde em Minas Gerais (NEMS/MG), Ana Célia Pedrosa Thomaz, explica que: “Hoje as pessoas passam muito tempo fora de casa e cada vez mais comem fora. Esta data, desde o ano passado, passa a dar mais importância à comida do lar, de voltar às preparações simples, como o arroz com feijão, o guisadinho de verdura, a salada e uma carne”.

O Ministério da Saúde, em 2006, lançou o Guia Alimentar para a População Brasileira, apresentando diretrizes alimentares oficiais para a população. Em 2014, foi publicada uma segunda edição do Guia, que traz recomendações para uma alimentação adequada e saudável. Ana Célia chama a atenção de que “o Guia agora se preocupa em orientar a população para o consumo de alimentos o menos processados possível, entre as recomendações feitas, a chamada ‘regra de ouro’ para uma alimentação mais saudável”.

Deve-se adotar um alimentação rica em frutas, verduras e legumes ‘in natura’ e fugir dos alimentos industrializados. As más escolhas afetam a saúde da população, tanto que uma em cada três crianças brasileiras apresenta excesso de peso, segundo dados do Ministério da Saúde informados pelo Jornal USP.

Leia mais:

OMS FAZ ALERTA SOBRE OBESIDADE INFANTIL

DE QUEM É A CULPA PELA OBESIDADE, PRINCIPALMENTE A INFANTIL?

Metas brasileiras

O Brasil vem se comprometendo com algumas metas para 2019, como:

* barrar o crescimento da obesidade na população adulta;

* reduzir o consumo regular de refrigerante e suco artificial em pelo menos 30% na população adulta;

* ampliar em no mínimo 17,8% o percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente.

Exemplo para a mudança

O Ministério da Saúde entende que o adulto é o exemplo para a criança se alimentar bem, logo mudando os seus hábitos alimentares, as crianças tendem a mudar também.

“Nosso desafio é incentivar as pessoas a adotarem uma alimentação correta: descascar mais e desembalar menos. E é preciso ensinar desde cedo a manipular os alimentos. As crianças hoje, não tem oportunidade de acompanhar a preparação dos alimentos e aprender a cozinha-los. Além disso, o sedentarismo é alto e tem muito haver com a obesidade. Precisamos mudar os hábitos do dia a dia para enfrentar o desafio da obesidade”, afirmou o ministro da Saúde, Ricardo Barros, para o Portal Saúde.

Muitas pessoas acham que é trabalhoso comer bem. Trabalhoso é sofrer as consequências da má alimentação, sendo acometido por doenças. Há várias receitas fáceis, saudáveis e saborosas que podem ser preparadas no dia a dia, mesmo na correria em que vivemos. Precisamos cuidar mais de nós e o primeiro passo a ser dado é em direção a uma alimentação mais saudável.

Especialmente indicado para você:

BRASILEIRO TEM HÁBITOS MAIS SAUDÁVEIS MAS, CONTINUA ACIMA DO PESO!

DESAFIOS PARA UM ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL: OS MAUS HÁBITOS ALIMENTARES DOS BRASILEIROS

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL: O QUE O GOVERNO PODE, OU DEVE, FAZER POR NÓS