CAFEÍNA → MITOS e VERDADES sobre os efeitos que ela produz no corpo

  • atualizado: 
cafeina

O café é o grão símbolo do Brasil. Desde que chegou ao país, no século XVIII, foi ganhando cada vez mais espaço na produção agrícola brasileira até se tornar o nosso principal produto exportador no século XIX. A economia cafeeira atraiu imigrantes para o Brasil, desenvolveu regiões, formou centros urbanos, bem como uma classe média, segundo a Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic).

Por fazer parte de nossas raízes históricas, o povo brasileiro não vive sem café. O café está sempre presente no café da manhã, no lanche da tarde e na pausa do trabalho. Ainda hoje, o café brasileiro é um dos mais servidos nas cafeterias de muitos lugares do mundo. Embora muito apreciado, há muitos mitos rondando o café por causa da cafeína. Vamos ver se são mitos mesmo?

Cafeína tira o sono

Há quem não "funcione" de manhã sem uma xícara de café. Aliás, dizem que o dia só começa após uma xícara de café, já que a bebida dá uma sensação de ânimo. A cafeína é um estimulante natural e, se consumida com moderação, faz bem à saúde.

A substância estimula o cérebro deixando-o em alerta e afastando o cansaço. Após ingerida, a cafeína vai para a corrente sanguínea e, quando chega ao cérebro, ela atua sobre um neurotransmissor chamado adenosina, cuja função é relaxar o cérebro e, em consequência, faz com que nos sintamos cansados. À medida que o dia vai passando, a adenosina cresce e a sensação de cansaço também, por isso, ao fim do dia, dormimos.

Mito ou verdade?

Depende: tomar café após uma certa hora pode atrapalhar o sono, já que ela nos ajuda a ficar despertos, pois bloqueia os efeitos da adenosina.

Mas o efeito da cafeína é bastante rápido. Uma xícara de café leva cerca de 20 minutos para chegar à corrente sanguínea e atinge a sua potência em uma hora.

Só o café contém cafeína

Mito: a cafeína não é um estimulante encontrado apenas no café. Ela está presente em chás e no chocolate.

Cafeína emagrece

Parcialmente verdade: a cafeína é um tipo de termogênico, ou seja, ela ajuda a acelerar o metabolismo. Mas tomar uma xícara de café ou chá com um bolo com cobertura de chocolate não faz emagrecer.

A ingestão da cafeína deve ser associada a hábitos saudáveis para ajuda na queima de calorias.

Cafeína em excesso faz mal

cafeina 2

Verdade: aliás, o que em excesso não faz mal? Mas qual é quantidade “moderada“ de cafeína?

A ingestão considerada moderada de cafeína para um adulto é de 300 a 400 mg por dia. Mas como calcular isso? Flávio Passos dá uma ajuda para saber a quantidade de cafeína contida em algumas bebidas.

Para cada 240 ml de bebida:

Café expresso: 240-720 mg.
Café coado: 102-200 mg.
Erva-mate: 65-130 mg.
Bebidas energéticas: 50-160 mg .
Chás prontos : 40-120 mg .
Refrigerantes: 20-40 mg .
Café descafeinado : 3-12 mg .
Bebida de cacau: 2-7 mg .
Achocolatado com leite : 2-7 mg .

28 gramas de chocolate ao leite contém 1-15 mg, enquanto 28 gramas de chocolate escuro tem 5-35 mg.

A cafeína vicia

Mito: muitas pessoas dizem ser viciadas em café. Você passaria uma manhã sem tomar café? Se a resposta foi não, será que você é viciado em café? Segundo pesquisas, a cafeína não vicia. Mas se você a ingere diariamente e de repente para de consumi-la, é possível que você sinta dor de cabeça e fadiga. Se for necessário parar de ingerir a cafeína, é melhor fazer isso aos poucos, para nãos sentir tanto cansaço.

A cafeína provoca doenças cardíacas

Mito: várias pesquisas mostram que o consumo de cafeína não aumenta o risco de doença cardiovascular e nem os níveis de colesterol.

O aumento dos batimentos cardíacos que ela provoca é similar a, por exemplo, subir uma escada, segundo Flávio Passos. Pessoas hipertensas devem conversar com o seu cardiologista para saberem a quantidade adequada de cafeína que podem ingerir.

A cafeína é um fator de risco para a osteoporose

Mito: há estudos que sugerem que a cafeína provoca a perda de cálcio pela urina. Entretanto, outros estudos afirmam que essa perda é mínima. Se consumida moderadamente, a cafeína não altera os níveis de cálcio no organismo, logo ela não é um fator de risco para a osteoporose, se, claro, a quantidade de cálcio ingerida for adequada.

A cafeína faz mal à saúde das crianças

Mito: assim como nós não sofremos nenhum tipo de mal quando consumimos cafeína moderadamente, as crianças também não são afetadas negativamente pela substância. Não há nenhuma relação entre a hiperatividade de crianças e o consumo de cafeína. Mas é claro que altas doses de cafeína podem afetar a excitação das crianças, assim como a nossa.

Cafeína faz bem à saúde

cafeina 4

Verdade: há estudos que afirmam que a cafeína faz bem à saúde. Um deles foi feito pelo Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, que associou a cafeína à diminuição da mortalidade em casos de diabetes, derrames, infecções e doenças cardiorrespiratórias, segundo o Villa Café.

Alguns estudos sugerem que a cafeína previne doenças cardiovasculares e até alguns tipos de câncer, além de auxiliar no tratamento de Alzheimer e Mal de Parkinson.

Bebidas descafeinadas contêm zero cafeína

Parcialmente mito: algumas bebidas descafeinadas não passaram no teste da cafeína 0%. Algumas delas continham pequenas de doses da substância, mas em quantidade mínima.

A cafeína pode causar prejuízos à saúde

Parcialmente verdade: se consumida com moderação não traz nenhum malefício à saúde. Mas em excesso, ela pode provocar arritmia, estresse, ansiedade, irritabilidade e até diarreia.

Existem contraindicações para o consumo da cafeína

Verdade: a cafeína é metabolizada no fígado, de onde é distribuída para outros tecidos pela corrente sanguínea. Ela não provoca males à saúde, mas pessoas que sofrem de estresse ou têm problemas psiquiátricos, distúrbios gástricos ou osteoporose e gestantes devem consumir cafeína com moderação.

Cafeína ajuda a manter a concentração

Verdade: por ser um estimulante, a cafeína, em doses moderadas, é recomendada para atletas e estudantes, pois ela ajuda a manter a concentração, a memória, o foco e a velocidade do raciocínio. Ou seja, ela melhora as atividades mentais, além de dar energia.

Quem pratica atividades físicas sente um aumento da resistência e a diminuição da fadiga após os treinos, quando consomem pequenas doses de cafeína. E, como já vimos, a cafeína auxilia na queima de gordura.

Cafeína causa desidratação

Mito: estudos comprovam que a cafeína tem um leve efeito diurético. Mas, como usamos água para preparar café e chás, ela compensa esse efeito.

Cafeína faz mal ao coração

Parcialmente mito: um estudo realizado pelo Hospital Kangbuk Samsung em Seul, demonstrou o contrário, ou seja, que o café faz bem ao coração, pois, se tomado com moderação, protege as artérias! Mas ainda não está claro se o mérito do benefício seria da cafeína, portanto mais estudos serão necessários para derrubar definitivamente o mito de que o café é perigoso para a saúde do coração e das artérias coronárias.

Cafeína causa câncer de cólon e intestino

Mito: ao contrário do que se diz por aí, uma publicação do Journal of the Clinical Oncology, revelou que o consumo habitual de café pode aumentar as condições de sobrevida dos pacientes que têm câncer de cólon e intestino, protegendo-os com 42% menos de chances de registrarem reincidências no câncer tratado. E o mérito seria muito provavelmente da cafeína, pois esta ajudaria na redução das inflamações.

Vai um cafezinho?

cafeina 3

A cafeína traz muitos benefícios à saúde, sobretudo, para o fígado, pele e o aparelho digestivo. Aproveite os benefícios dessa substância nos alimentos e bebidas em que ela é encontrada. Mas é mesmo no café que ela está mais concentrada. Então, vamos aproveitar que o café é um produto tipicamente nacional e tomar uma xícara de café?

Leia mais sobre café:

setaCÂNCER: SEU CAFEZINHO DIÁRIO FAZ BEM À SAÚDE

setaCAFÉ: QUEM DISSE QUE FAZ MAL AO CORAÇÃO?

setaREUTILIZE A BORRA DE CAFÉ NA SUA CASA, DE 10 MANEIRAS DIFERENTES

seta

CAFÉ COMO VIAGRA PARA A DISFUNÇÃO ERÉTIL