©Maísa Chaves/DDB/AdWomen

Você, maravilhosa, não esqueça o Outubro Rosa!

Estamos na metade do Outubro Rosa e você, maravilhosa, ainda não fez, ou não sabe como fazer, o autoexame?

Mire-se no exemplo da Mulher Maravilha e saiba como.

Outubro Rosa

O Outubro Rosa é um movimento de conscientização criado em 1990 pela fundação Susan G. Komen pela Cura. Ele tem como objetivo divulgar informações sobre o câncer de mama e promover campanhas para diagnosticar, tratar e reduzir a mortalidade em decorrência dessa doença.

O câncer de mama é um dos tipos mais comuns nas mulheres e atinge principalmente mulheres entre 45 a 55 anos. Os principais fatores que causam esse tipo de câncer são: genética, obesidade e o número elevado de ciclos menstruais.

O que a gordura abdominal tem a ver com câncer de mama? Muita coisa!

Contudo, alguns nódulos benignos podem aparecer em outras fases da vida, por isso é tão importante que saber detectá-los, e o autoexame pode ajudar nisso.

A importância do autoexame

A maioria dos casos de câncer de mama são descobertos através do autoexame. Quando a descoberta é precoce, as chances de cura são maiores e esse é o principal objetivo da campanha.

No entanto, muitas mulheres ainda têm dificuldade de realizar o autoexame.

Algumas têm vergonha ou medo de se tocar e outras simplesmente esquecem de fazer ou não sabem como.

Como fazer o autoexame?

O autoexame deve ser realizado mensalmente para detectar se existe alguma protuberância, ondulação, mudanças ou mesmo a presença de líquido nos mamilos.

Existem três formas de realizar o autoexame nas mamas , são elas:

  1. Em pé e de frente para o espelho, pressione as mamas com as pontas dos dedos, deixando um dos braços para baixo. Observe os seios ao realizar os movimentos, veja e sinta se tem alguma anormalidade, rugosidade, saliências ou depressões. Repita uma operação com uma das mãos na cintura e depois atrás da cabeça, um lado de cada vez. Por fim, pressione levemente os mamilos e observe se há algum líquido ou se o mamilo está para dentro, pois essas características podem indicar a presença de tumor.
  2. No banho, com os seios ensaboados, apalpe-os com três dedos juntos de uma das mãos, fazendo movimentos circulares por todo o seio. É importante dar atenção à parte superior e também às axilas e ao pescoço, procurando caroços, saliências, secreções ou algum outro tipo de alteração. Faça dos dois lados, onde a mão direita deverá examinar a mama esquerda e vice-versa.
  3. Deitada na cama, apoie o braço direito sobre a cabeça e utilize a mão esquerda para apalpar a mama direita. Assim como é feito no banho, faça movimentos leves e circulares, apalpando também as axilas. Depois, troque o braço e utilize a mão direita para examinar a mama esquerda.

Durante o período menstrual, o corpo feminino sofre uma série de mudanças e elas podem alterar a realização do autoexame. Por isso, recomenda-se realizá-lo fora desse período.

Além disso, é importante salientar que o autoexame não substitui uma consulta periódica e serve apenas para que uma mulher conheça melhor o próprio corpo.

O diagnóstico correto e definitivo do câncer de mama deve ser realizado sempre por um profissional.

Por isso, ao realizar o autoexame e notar algo diferente nas mamas ou no corpo, procure imediatamente o seu médico. Mas não entre em pânico. Nem todo nódulo é maligno e nem toda protuberância é câncer.

Cuide-se! Em todo caso, um diagnóstico precoce significa altas chances de cura.

Sobre a imagem da Mulher Maravilha

Em 2011, com o slogan “Ninguém está imune ao câncer de mama”, a Associação da Luta Contra o Câncer de Moçambique em parceria com a agência de publicidade DDB em Maputo, lançou uma campanha outubro rosa com as superheroínas.

Ótima ideia! Afinal, doenças não escolhem vítimas.

Talvez te interesse ler também:

Ela foi salva de um câncer de mama, graças à sua gata Missy!

Os 20 Primeiros Sinais de que você pode ter Câncer de Mama

Como as nozes reduzem o câncer de mama. Novo estudo confirma

Sobre Eliane A Oliveira

Eliane A Oliveira
Formada em Administração de Empresas e apaixonada pela arte de escrever, criou o blog Metamorfose Ambulante e escreve para GreenMe desde 2018.

Veja Também

Reumatismo: os primeiros sintomas e como prevenir

O reumatismo é uma doença que atinge as cartilagens e as articulações provocando muita dor, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *