Dor de cabeça: 4 tipos diferentes e tratamentos naturais

Tipos de dor de cabeça

Quem tem dores de cabeça frequentes, muitas vezes já sabe que tipo de dor de cabeça está a caminho. Quando eu tive Zika por exemplo, depois de já ter tido dengue 3 vezes, eu pensei na hora que se tratava de algum dos vírus transmitido pelo Aedes porque dá uma dor de cabeça diferente, doem os olhos, dá a impressão de doer até os cabelos.

Mas quem por sorte não sofre deste mal, às vezes fica na dúvida sobre que dor de cabeça lhe está acometendo e não sabe como tratá-la. Pode ser que um simples respiro profundo resolva se se tratar de uma dor de tensão. Pode ser que precise apenas limpar bem os seios nasais se se tratar de sinusite. Vamos dar uma olhadas nos tipos mais frequentes de dor de cabeça.

Sinusite

Sinusite é uma inflamação dos seios nasais causada por fungo, bactéria ou vírus, podendo estar associada a alergias, poluentes, resfriados, acúmulo de muco nestas cavidades do rosto. Dependendo do grau de inflamação e também da causa, a inalação com soro fisiológico pode resolver o problema se feita várias vezes por dia para dissolver o muco ou limpar as vias respiratórias. Em casos graves e dependendo do tempo que duram, um médico precisa ser consultado para prescrever o melhor tratamento (anti-histamínicos, cortisona e até cirurgias se houver desvio de septo nasal). 

Leia também: CORTISONA: 5 ALTERNATIVAS NATURAIS

Como reconhecer a sinusite? Geralmente quem tem alergia e vive com o nariz escorrendo sabe que uma hora ou outra esse muco vai se acumular e inflamar. É uma dor de cabeça estranha, aprece que doem dentes, ouvidos, cabeça, não se entende bem e dói mais ainda quando a gente faz esforço, corre ou abaixa a cabeça. Se ao apertar as sobrancelhas e os ossos do rosto que ficam logo abaixo dos olhos, estas partes doerem, pode começar a fazer a limpeza nasal e ou inalação com soro fisiológico - um tratamento que mal não faz - enquanto aguarda ser consultado por um médico.

Cefaleia em Salvas

Cefaleia em salvasCES, também conhecida como dor de cabeça suicida, ocorre com frequência nas primeiras horas de sono em apenas um lado da cabeça e são extremamente fortes, por isso, “suicida”. As causas são desconhecidas mas existem suspeitas de que a dor esteja ligada ao funcionamento do relógio biológico. Os ataques podem durar de 10 a 180 minutos e parecem vir da parte de trás de um dos olhos. Náusea, suores, lágrimas também podem acompanhar os ataques. Consulte um médico se tiver estas dores alucinantes. Ela se difere da enxaqueca pela intensidade e por não estar associada aos desencadeardes típicos da enxaqueca: alimentos, TPM, estresse.

Cefaleia de tensão

Cefaleia de tensão é a dor de cabeça “comum” que não teria causa em nenhuma doença específica e sim em fatores de tensão física (má postura) e ou psicológica (ansiedade e estresse). As dores podem ser frequentes (1 vez por mês); pouco frequente (menos de 1 vez por mês) e crônica (mais de 15 dias por mês ou até todos os dias).

A cefaleia de tensão se distingue das outras dores de cabeça pela sensação de pressão sobre a cabeça, como se um capacete ou uma faixa a apertasse. É sempre bom procurar um médico que com o histórico do paciente e sintomas clínicos, possa diagnosticar esta dor de cabeça para um tratamento que evite a pessoa de usar medicamento todos os dias ou com muita frequência. Às vezes a tensão pode ser resolvida com exercícios físicos ou com outras formas brandas de tratamento de modos a diminuir consideravelmente a frequência dos ataques.

Leia também: DA YOGA UM SIMPLES EXERCÍCIO PARA ALIVIAR DOR DE CABEÇA E CANSAÇO

Enxaqueca

Geralmente, mas não é regra, a enxaqueca é unilateral, martelante, ou seja, pulsante, chata porque pode não ser forte mas é presente e frequente. Parece que tem alguém batendo na sua cabeça e se for de maneira forte, a coisa fica insuportável. Também dá a sensação de ter alguma coisa quente, ou formigando naquela parte da cabeça. Náuseas, até vômitos, irritação com cheiros, com a luz e com o barulho geralmente acompanham este mal-estar causado pela enxaqueca.

Se você desconfiar de sofrer deste mal, consulte um médico pois o tratamento não é fácil porque as causas podem ser várias: distúrbios hormonais (geralmente a enxaqueca em mulheres tem ligação com o ciclo menstrual e estas sofrem de 3 a 4 vezes mais de enxaqueca do que os homens); tensão séria, alimentos que desencadeiam as crises, etc.

E se a dor de cabeça for enxaqueca não adianta se encher de analgésicos normais. A enxaqueca vem tratada com outros medicamentos (triptanos e ergotamina) mas só um médico pode receitar. O ideal mesmo seria descobrir as causas, que podem ser inclusive emocionais, para tentar diminuir os episódios de crise e evitar de tomar medicamento pesado com muita frequência. Entre os tratamentos alternativos e que podem ser muito eficazes estão: acupuntura, yoga, Florais de Bach e até psicoterapia.

Leia também:

AS SEIS PRINCIPAIS CAUSAS DA DOR DE CABEÇA, INCLUINDO A ENXAQUECA

DOR DE CABEÇA: REDUZIR O SAL PODE AJUDAR A DIMINUIR OS ATAQUES