Conjuntivite em crianças e adultos: sintomas, prevenção e tratamento

Conjuntivite-sintomas-prevenção-tratamento

A conjuntivite, também conhecida como “olho vermelho”, é uma inflamação da conjuntiva, uma membrana que cobre a parte branca do olho. A conjuntiva produz uma espécie de muco que lubrifica e protege a superfície do olho. Como esta membrana é composta de minúsculos vasos sanguíneos, que reagem às irritações, os olhos ficam vermelhos.

A conjuntivite tem várias causas, as mais comuns são infecções por bactérias, alergias ou poluentes ambientais. A conjuntivite infecciosa, causada por vírus ou bactérias, pode ser muito contagiosa. Os sintomas mais comuns, além dos olhos vermelhos, são: olhos irritados, prurido, sensação de ardor e corrimentos amarelados

Como a conjuntivite é bastante comum entre adultos e crianças, as mulheres, em especial, devem proteger os olhos das substâncias irritantes como os produtos de maquiagem e a pintura dos cílios. Lentes de contato também irritam os olhos.

A prevenção da conjuntivite é feita através da higiene correta dos olhos, mãos e do rosto, evitando a transmissão de olho para olho ou para outras pessoas. O uso de álcool gel para desinfetar as mãos, após lavá-las, é uma medida a ser implementada na prevenção desta e de outras doenças.

As toalhas e outros lenços usados por pessoas infectadas não devem ser usados por nenhuma outra pessoa. Da mesma forma que o portador de conjuntivite não deve compartilhar sua toalha, evitando a propagação da doença.

O tratamento da conjuntivite

Nas conjuntivites causadas por bactérias são administrados antibióticos sob a forma de gotas (colírio) ou pomadas. Os corrimentos de pus devem ser removidos diariamente das pálpebras com algodão hidrófilo impregnado em água fria. A higiene ocular correta acelera o processo de cura. Faça a limpeza partido do lado externo ao interno de cada olho.

Para a conjuntivite viral ainda não existem tratamentos eficazes. No entanto, a cura pode ser acelerada se o olho for mantido limpo e humedecido.

A conjuntivite alérgica é normalmente tratada por meio de anti-histamínicos. Entretanto, o melhor tratamento da conjuntivite alérgica consiste em identificar os causadores da alergia e evitar o contato ou exposição.

Conjuntivite e Terçol: saiba qual é a diferença?

A conjuntivite, como já vimos, é uma inflamação da conjuntiva, aquela membrana que cobre a parte branca do olho. Ela produz o muco que lubrifica os olhos. Por ser repleta de vasos sanguíneos, quando reagem às irritações, ficam vermelhos, provocando a aparência de vermelhidão dos olhos.

Além da irritação dos olhos, do inchaço e coceira, outras características, como a secreção - esbranquiçada na conjuntivite viral e amarelada e abundante na bacteriana -, a vermelhidão e a sensação de “areia nos olhos” são sintomas desagradáveis desta doença.

O que é o terçol?

terçol

Existe um ditado popular que diz que a pessoa com terçol está sofrendo as consequências de haver olhado para uma viúva, ou viúvo! O terçol, popularmente conhecido como “viúva”, por esta razão, é uma inflamação das glândulas da pálpebra, por causa do entupimento de seu orifício, que geralmente está localizado na borda dos cílios.

Leia também: setaTERÇOL: OS 10 MELHORES REMÉDIOS NATURAIS

Como acontece?

O terçol se manifesta com a inflamação das glândulas sebáceas na base dos cílios. Aparece como um inchaço vermelho como uma bolha e é sensível ao toque. Normalmente, o terçol desaparece por conta própria, mas em alguns casos é necessário intervenção e tratamento clínico.

Geralmente, o terçol pode ser administrado com compressas de água morna, assepsia com água limpa, porém se a infeção persistir, após consulta médica, o tratamento pode ser realizado com colírios à base de antibióticos para controlar a infecção.

Ao contrário da conjuntivite, o terçol raramente é contagioso, pois, trata-se de uma inflamação. Porém, quando infeccionado, a bactéria pode ser transmitida quando se toca nas lágrimas ou no terçol da pessoa.

Leia também:

setaMANCHAS NO ROSTO: 10 REMÉDIOS NATURAIS

setaDOR DE DENTE: 10 REMÉDIOS NATURAIS

setaGARGANTA INFLAMADA: 10 REMÉDIOS NATURAIS