Elixir da juventude eterna: Basis, a pílula "prêmio Nobel"

Elixir da juventude eterna

Seu nome é Basil e promete longevidade. Disfarçada de pílula, o elixir da eterna juventude seria agora colocado em um suplemento aprovado por uma platéia de prêmios Nobel e já introduzido no mercado (nos EUA e apenas online). A nova fórmula - química - promete o milagre que todo mundo está procurando: nunca envelhecer.

A fórmula foi desenvolvida pela Elysium Health, uma start-up criada por um ex-professor do Instituto de Boston, um dos pesquisadores mais renomados sobre antienvelhecimento, Leonard Guarente, que, convencido de que é quase impossível provar em um período de tempo razoável, que as drogas que prolongam vida podem realmente ter um efeito, pensou em “empacotar” a sua pesquisa de ponta em um produto de balcão, como são chamados os nutracêuticos, que não necessitam de ensaios clínicos ou de aprovação pela FDA. E assim nasceu Basil.

Entre os pesos pesados da Ciência que fazem propaganda do Elysium Health estão: Martin Karplus, professor emérito de Química na Universidade de Harvard, laureado em 2013 pelo Nobel de Química; Tom Sudhof, professor da Stanford School of Medicine que recebeu um Nobel em 2013; Eric Kandel, um bioquímico e biofísico da Universidade de Columbia e ganhador do Prêmio Nobel de 2000; Aaron Ciechanover, distinto professor de investigação no Technion-Israel Institute of Technology e vencedor de um Nobel em 2004 e Jack Szostak, professor de genética na Harvard Medical School, que recebeu um Nobel em 2009.

Seria uma boa idéia? A pessoa toma uma pílula que, em qualquer caso, não lhe dá nenhuma garantia de que esta irá mantê-la realmente jovem. E o que é que a pílula contém?

Parece que se trata de um precursor químico do dinucleótido de nicotinamida-adenina ou NAD, um composto que as células utilizam nos processos envolvidos no metabolismo. Com isso, de acordo com as luminárias publicitárias, a pílula deveria provocar no organismo os mesmos efeitos de uma dieta de baixo teor calórico, uma das fórmulas para viver por mais tempo.

À medida que envelhecemos, os níveis de NAD nos animais e no homem são reduzidos, por isso a intuição dos estudiosos seria a de substituir artificialmente o que está sendo perdido. A pílula custa 60 dólares e dura um mês e, de acordo com os pesquisadores, devem ser tomadas duas vezes por dia todos os dias.

Então, para se manter jovem para sempre, se pensa em tudo, como se envelhecer fosse uma pecado ou um tabu, algo de que não se fala. A cirurgia estética continua a querer eliminar os efeitos que o tempo nos sucumbe, e em breve, também será a vez dos medicamentos prontos para fazer mais (talvez) por um mínimo esforço.

Resta a cada um de nós a escolha de nos enchermos (ou não) de material químico para demonstrar alguns anos mais jovem.

O fato é que uma dieta saudável, exercícios físicos e muita positividade é, e sempre será, o melhor elixir da vida longa!

Leia também:Babosa, ruibarbo e álcool: encontrados no coração de Nova York, o centenário elixir da vida longa