Tumores: 10 sintomas que não devem ser subestimados

Tumores

Muitas vezes, os tumores são considerados assassinos silenciosos porque na maioria das vezes, os sintomas que sugerem que uma doença tão grave possa estar em curso, não aparecem inicialmente. Um novo estudo, revela que, na realidade, muitas vezes, alguns sintomas aparecem, mas como podem ser confundidos com problemas menores, acabam sendo subestimados.

O estudo, conduzido pela University College London e publicado no British Journal of General Practice, consistiu em pedir para que um total de 1.700 pacientes com mais de 50 anos preenchessem um questionário, no qual havia 17 sintomas descritos. Os participantes tinham de indicar se eles apresentaram um ou mais destes sintomas nos últimos três meses. Na lista também havia 10 sintomas considerados pelos médicos como sendo possíveis indicadores da presença de um tumor.

Descobriu-se assim que, um número de pessoas que desenvolveram câncer, tinham apresentado algumas "bandeiras vermelhas", mas que tinham sido subestimadas, visto que 45% dos pacientes não tinham falado com o seu médico.

Como afirmado por Katriina Whitaker, um dos autores do estudo: "Muitos dos entrevistados tinham sintomas, mas os consideravam triviais, especialmente na ausência de dor ou se eram intermitentes. Outros decidiam suportá-los para não parecerem fracos, uma escolha alarmante, pois muitas vezes os levavam a suportar sintomas debilitantes".

Mas quais são esses sintomas que, de acordo com os especialistas, mesmo que não estejam necessariamente relacionados a um tumor, não devem ser subestimados, mas levado ao conhecimento do médico? Aqui estão eles:

1. Tosse persistente

2. Aparecimento de um nódulo

3. A perda de peso repentina e inexplicável

4. Dor generalizada

5. A perda de sangue

6. Feridas que não cicatrizam

7. As alterações no funcionamento normal do intestino

8. Alterações no funcionamento normal da próstata

9. Dificuldade em engolir

10. Mudança de cor, tamanho ou forma de um neo (pinta)

Nós, como de costume, aconselhamos a trabalharmos na prevenção através de uma dieta adequada e de um estilo de vida saudável e equilibrado, o que pode ajudar a afastar o risco de desenvolver câncer, ainda que uma pesquisa tenha indicado que o câncer é apenas uma questão de azar, uma constatação que, de fato, fora criticada pela OMS.

Existem várias pesquisas que relacionam determinados alimentos, como as ervas, com suas propriedades anticâncer.

Leia também: 

5 especiarias anticâncer

5 ervas aromáticas anticâncer