Menos pessoas praticam futebol como lazer no Brasil

Menos pessoas praticam futebol como lazer no Brasil

Reconhecida mundialmente como a paixão nacional, o futebol parece não se mostrar mais tão sedutor como prática de lazer para as pessoas. Essa afirmação pode ser concluída a partir da pesquisa do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde (Nupens), da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, baseado nos dados do Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas), no qual foram entrevistadas 54 mil pessoas, acima de 18 anos, em todas as capitais do país.

De 2006 a 2012, o percentual foi de 9,1% para 7,2%, uma redução de 20% em sete anos. O futebol foi ultrapassado pela musculação/ginástica (que apresentou aumento de 7,9% para 11,2%) e se tornou a terceira atividade física mais praticada nas horas de folga dos brasileiros. Em primeiro está a caminhada (cerca de 18% entre os anos de 2006 e 2012).

Possíveis causas para a diminuição da preferência por futebol

Não foram investigadas ainda as possíveis causas da variação dos praticantes de futebol. Entretanto, há algumas hipóteses para explicar a queda da prática de futebol como lazer, como, por exemplo, a dificuldade em se encontrar tempo e pessoas, além de áreas próprias, como campos públicos.

Já as academias...

O expressivo aumento de praticantes de atividades físicas de lazer em academias se deve, aparentemente, justamente ao oposto do que afasta as pessoas do futebol: o aumento de oferta desses espaços e a praticidade de se cultivar tal hábito – futebol depende de muitas pessoas para formar uma partida, já a academia depende apenas da vontade individual.

Outros dados relevantes sobre a pesquisa

Metade dos brasileiros não faz atividades físicas no seu tempo de lazer. A outra metade que pratica alguma atividade física é composta, em sua maioria, por homens– 60% , contra 40% de mulheres.

Os principais tipos de práticas esportivas, em 2012, foram caminhada (18,1%), musculação/ginástica (11,2%), futebol (7,2%), corrida (3,1%), bicicleta (2%), hidroginástica (0,9%), natação (0,9%), outros (3,65).

Os pesquisadores chamam a atenção para a falta de diversidade nas atividades físicas de lazer praticadas no Brasil, 78% está baseada na caminhada, ginástica/musculação e futebol.

Mas o importante mesmo é se movimentar!

Leia também: Saúde: caminhar rápido é melhor que correr

Fonte foto: freeimages.com