Bebês parecidos com papai são mais saudáveis. Veja porquê

  • atualizado: 
Bebês parecidos com papai

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos revelou uma correlação aparentemente estranha entre a semelhança pai-filho ao nascer, e a saúde das crianças com a idade de um ano.

Os recém-nascidos que se parecem com o pai no nascimento, são mais propensos a passar mais tempo com ele e, portanto, a estarem mais saudáveis ​​quando chegarem ao primeiro ano de vida. É o que diz uma pesquisa feita em colaboração entre as universidades Binghamton University e Southern Illinois University.

Em particular, nesta pesquisa se ocupou Solomon Polachek e Marlon Tracey, que basearam suas análises nos dados do estudo FILEF (Fragile Families and Child Wellbeing), que teve 715 famílias como amostra, e nas quais as crianças viviam apenas com sua mãe.

Os dados das duas primeiras partes do estudo indicaram que as crianças que se assemelhavam ao pai no nascimento eram mais saudáveis ​​um ano depois, sugerindo que a semelhança pai-filho induzia o pai a dedicar mais tempo ao filho (esses pais haviam de fato gasto uma média de 2,5 dias por mês a mais com seus filhos, do que os pais de filhos que não se assemelhavam a estes).

Um dia a mais por mês gasto com o pai afetaria a saúde das crianças, de acordo com o estudo, em pouco mais de 10%. Pode parecer absurdo, mas, como disse o professor Polachek:

"Os pais que percebem a semelhança da criança com eles mesmos estão mais seguros de que a criança é deles e, portanto, passam mais tempo com os filhos".

O resultado tem implicações no papel fundamental que o tempo do pai dedicado ao filho, tem na saúde da criança, especialmente nas famílias mais "frágeis".

A principal explicação é a de que as visitas frequentes do pai permitem a ambos os genitores de se dedicarem mais e melhor aos filhos, e também de supervisionarem e coletarem informações para entender as reais necessidades do bebê, não apenas emocionais, mas também práticas e econômicas.

Os pesquisadores sugerem que o estudo pode ajudar a apoiar políticas públicas para incentivar os pais que não vivem com seus filhos, a se engajarem no papel de genitor e a estarem mais com seus filhos para melhorar a saúde deles durante a primeira infância.

Basicamente, portanto, os benefícios não derivam da semelhança em si, mas sim do fato de que o pai de um filho que se parece consigo, é mais presente na vida deles e isso pode de fato ter um efeito positivo sobre a saúde das crianças, o que é muito compreensível e aceitável.

O estudo intitulado "Child health and paternal investment” foi publicado no Journal of Health Economics.

Quando o pai está, infelizmente, ausente, as crianças são afetadas de várias maneiras. Se você quiser saber mais sobre esse assunto, leia também:

DIA DOS PAIS → AS CONSEQUÊNCIAS PARA OS FILHOS, QUANDO O PAI É AUSENTE OU POUCO AFETUOSO

A IMPORTÂNCIA DA FIGURA PATERNA PARA OS FILHOS

GUIA AJUDA HOMENS A ADOTAREM UMA PATERNIDADE ATIVA

PAI-MÃE: O QUE SIGNIFICA PARA UM PAI ASSUMIR O PAPEL DE MÃE?

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!