Vale terá que pagar R$ 1 milhão de indenização a cada trabalhador vitimado por crime em Brumadinho

Vale terá que pagar R$ 1 milhão de indenização a cada trabalhador vitimado por crime em Brumadinho

A Justiça condenou a Vale a pagar de R$ 1 milhão por dano moral por cada trabalhador morto no crime socioambiental de Brumadinho, totalizando R$ 137 milhões de indenização.

As indenizações trabalhistas previstas em acordo envolvem a Vale, o Ministério Público do Trabalho e sindicatos. A determinação é que pais, cônjuges ou companheiros, filhos e irmãos dos trabalhadores mortos pelo rompimento da Barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho, recebam, individualmente, indenização por dano moral.

Em nota, a empresa ainda não informou se vai recorrer da decisão judicial, embora tenha alegado que está realizando acordos com os familiares das vítimas desde 2019 para “garantir uma reparação rápida e integral”, informa a Tribuna de Minas.

O Sindicato Metabase Brumadinho alegou que os pagamentos de indenizações vinham sendo destinados a reparar as famílias por dano moral sofrido. A decisão desta semana abrangeu o dano moral sofrido pela própria vítima, que perdeu a sua vida.

Para  Maximiliano Garcez e Luciano Pereira, advogados do sindicato, a sentença judicial repara os danos sofridos pelos trabalhadores mortos, que, segundo o Garcez:

“Foram cruelmente abandonados pela Vale, que destinou R$ 37 bilhões até mesmo para obras viárias em Belo Horizonte, e nenhum centavo para indenizar o terrível sofrimento dos trabalhadores falecidos, que morreram em condições artroses e que tiveram décadas de vida abreviadas”.

O derramamento de rejeitos de minério, que ocorreu em 25 de janeiro de 2019 por causa do rompimento da barragem, provocou a morte de 270 pessoas, sendo 137 funcionários diretos da mineradora.

Talvez te interesse ler também:

Rompimento de barragem em Brumadinho faz 2 anos e Vale segue impune

Se a Floresta Amazônica ainda está de pé, o mérito é dos povos indígenas

Milhares de animais selvagens comercializados em péssimas condições de higiene na China, antes da pandemia

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *