Dia dos Pais: questões para refletir porque afinal, o que é ser pai?

  • atualizado: 

Recentemente, muito tem-se enaltecido a figura de pai. Em uma sociedade machista como a nossa, a questão “O que é ser pai?” merece ser refletida. Ser pai obviamente passa longe de “colocar dinheiro em casa”, “prover os alimentos” e ideias afins. A importância do pai como figura dá sustento emocional e, infelizmente, é pouco discutida, relegando essa função “naturalmente” à mãe.

Há algumas semanas, a consultora de estilo Thais Farage lançou um desafio em seu Instagram: “Como você concilia paternidade e carreira?”. A pergunta, pouca feita para homens que são pais, é muito comum de ser escutada por mulheres que são mães.

É bastante interessante ler os relatos dos homens que toparam o desafio e abriram suas mentes e corações para relatarem as mudanças da paternidade em suas vidas e os efeitos que ela desencadeou em suas carreiras.

Não basta prover, tem que estar junto

Geralmente, é a mulher quem adapta a sua vida profissional – ou até abre mão dela – para cuidar dos filhos. Mas por que elas fazem isso? Por que os homens não tomam atitude similar? E por que nossa sociedade naturaliza esse papel à mulher, como se para ela não houvesse conflito algum em abrir mão ou reconfigurar a sua vida profissional por causa da maternidade e para o homem seguir esse caminho fosse algo que afetasse a sua masculinidade, o seu papel de provedor?

Talvez porque assumir o papel de provedor tenha sido uma forma de legitimar a negação de assumir um outro papel: o de pai.

Quantos conhecidos nossos são pais de fim de semana ou pais que pagam pensão alimentícia? Isso quando pagam! Quantos casos notórios ganham os meios de comunicação sobre famosos que não pagam pensão? Em muitos desses casos, as algozes são as ex-mulheres e esses "pais" são considerados vítimas de vingança.

O que é ser pai?

Pululam nas redes sociais matérias que enaltecem a função paterna, como se ser pai fosse algo excepcional em relação a ser mãe. “Ele é um paizão” já virou até clichê.

A paternidade é tão fundamental quanto a maternidade na constituição física, emocional, afetiva de um ser humano. A presença dos pais na vida dos filhos, principalmente nos primeiros anos, é fundamental para o desenvolvimento cognitivo e emocional deles.

Assim como não há receita para ser mãe, também não existe fórmula para ser pai. Mas algumas reflexões – e ações - sobre o papel de um homem numa relação com os filhos podem ser um bom começo para quem pretende ser pai ou de repente se vê pai, sobretudo, numa sociedade machista.

Dia dos Pais

Embora o Dia dos Pais seja uma data comercial, é um dia, também, para quem tem um pai celebrar com ele, reconhecer e agradecer pela figura presente e importante que está sem sua vida.

Mas, para muitas pessoas, essa é uma data como outra qualquer, já que nem nela nem em outro dia o pai está presente.

Para aqueles que são pais de verdade, o GreenMe gostaria de parabenizá-los por serem aquilo que devem ser: figuras presentes e companheiras para os seus filhos. E quem tem um pai assim que aproveite e comemore muito com ele!

Talvez te interesse ler também: 

seta

DIA DOS PAIS O BOTICÁRIO: RACISMO ESCONDIDO. 17 MIL DISLIKES

setaDIA DOS PAIS: O QUE FAZER QUANDO O PAPAI FOR AUSENTE