A Finlândia é o país mais feliz do mundo, segundo a ONU

  • atualizado: 
Finlândia

A Finlândia é o país mais feliz do mundo. É o que revela um novo relatório da Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas - ONU, o World Happiness Report, a histórica pesquisa sobre o estado da felicidade global.

O relatório classifica 156 países segundo o seu nível de felicidade e 117 países pelo nível de felicidade dos seus imigrantes. O objetivo principal da edição deste ano, além da usual classificação dos níveis e das mudanças de felicidade em todo o mundo, diz respeito à questão da migração dentro de um mesmo país e entre países.

Os rankings gerais de felicidade baseiam-se nos resultados das pesquisas Gallup World Poll nos anos de 2015-2017 e mostram tanto a mudança quanto a estabilidade neste quesito.

Há um novo país em primeiro plano, a Finlândia, embora não tenha mudado muito dentro dos top ten (os dez mais), com as primeiras dez posições ocupadas sempre pelos mesmos Estados nos últimos dois anos.

Quatro países diferentes ocuparam o primeiro lugar nas quatro classificações mais recentes: Dinamarca, Suíça, Noruega e agora a Finlândia.

Em geral, todos os países bem colocados na lista, têm valores elevados para todos as 6 variáveis-chave à base do bem-estar segundo as Nações Unidas: renda, saúde, educação, trabalho, expectativa de vida, status social. Entre os primeiros países, as diferenças entre estes itens são bem pequenas.

A Finlândia ultrapassou a Noruega, a Dinamarca e a Islândia, seguida da Suíça, Holanda, Canadá, Nova Zelândia, Suécia e Austrália. No ano passado era o quinto país.

E o Brasil? Nosso país está em 28º lugar na classificação geral, parece bom mas na verdade esta é a pior posição do nosso país desde o início da pesquisa, em 2013. O Brasil caiu 6 posições em relação ao ano passado. Sua melhor colocação foi em 2014 quando ocupou a 17ª posição. 

E aqui estão as primeiras 46 posições do ranking general:

felicidade ranking 2018

E os 10 países mais felizes na classificação geral também ocupam os 10 dos 11 onze lugares no ranking da felicidade dos imigrantes. A Finlândia está no topo de ambos os rankings, com os imigrantes mais felizes e a população mais feliz em geral.

"A proximidade dos dois rankings mostra que a felicidade dos imigrantes depende principalmente da qualidade de vida em que vivem agora, ilustrando um modelo geral de convergência. A felicidade pode mudar e muda de acordo com a qualidade da sociedade em que as pessoas vivem. A felicidade dos imigrantes, como a dos que nasceram localmente, depende de uma série de características do tecido social que se estende muito além dos maiores rendimentos tradicionalmente pensados para inspirar e premiar a migração. Os países com os imigrantes mais felizes não são os países mais ricos, mas os países com um conjunto mais equilibrado de apoio social e institucional para uma vida melhor ", diz o documento.

Ainda há quem diga que o frio dá depressão. Ao que parece, por este relatório, próprio não! Ao contrário, felicidade se mede com bem-estar, saúde, educação, trabalho...

Clique aqui para ler a versão integral do relatório.

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!