Greta Thunberg candidata ao Nobel da Paz pela segunda vez

Jens Holm e Hakan Svenneling, da Swedish Left Party, propuseram a candidatura da jovem ativista de 17 anos porque ela “trabalhou duro para fazer os políticos abrirem os olhos para a crise climática” e porque “a ação para reduzir nossas emissões e respeitar o acordo de Paris é também um ato de paz“.

Por seu compromisso contra o aquecimento global e a crise climática, Greta já havia sido proposta para o Prêmio Nobel da Paz em 2019 por três parlamentares noruegueses. No mesmo ano, a menina fora eleita Person of the Year pela revista TIME, por ter conseguido transformar uma vaga preocupação pelo futuro do planeta em um movimento global que pede ação urgente contra as mudanças globais.

De fato, Greta conseguiu conscientizar uma grande parte da opinião pública em todo o mundo sobre a emergência climática (apesar das críticas, dos haters e da turma do complô contra ela), conseguindo principalmente chamar a atenção dos mais jovens para o futuro que, acima de tudo, a eles interessa.

Além de arrastar milhões de pessoas para as ruas durante as greves climáticas globais, Greta também enviou sua mensagem curta e grossa aos políticos demonstrando determinação e coragem.

Como a crise climática é e será cada vez mais uma das principais causas de conflitos e guerras, a contribuição de Greta, e do movimento FridaysForFuture, é importante não apenas para o meio ambiente, mas também pela paz no mundo.

Parabéns menina!!!

Talvez te interesse ler também:

Greta Thunberg em Davos: nossas emissões precisam parar

Greta Thunberg 1 ano atrás sozinha, hoje apoiada por milhões! A foto que mostra como uma pessoa pode fazer a diferença

Mutismo seletivo: o transtorno psicológico diagnosticado em Greta Thunberg

Sobre Redação GreenMe

Redação GreenMe
greenMe.com.br é um site de informação sobre meio ambiente e saúde, criado para levar ao grande público, a consciência de que um mundo melhor é possível, através de um comportamento respeitoso com todas as formas de vida.

Veja Também

Coronavírus: como na guerra, Itália usa toque de recolher e povo se rebela

Na Itália o termo lockdown está em desuso. Talvez ele cause gastura em um povo …