Dedo na Ferida, documentário de Silvio Tendler vence grande prêmio na Mostra EcoFalante

  • atualizado: 

Se você gosta de cinema e nunca ouviu falar de Silvio Tendler, essa é a hora de você começar a mergulhar na cinematrografia desse premiado cineasta brasileiro.

Silvio Tendler ficou conhecido por filmar documentários sobre personalidades como Jango, Marighella, Milton Santos, JK, Castro Alves, dentre outros. Em 1981, ele fundou uma produtora especializada em biografias históricas de cunho social, a Caliban Produções. Durante a sua trajetória, consagrou-se como um dos maiores documentaristas do país.

Alguns de seus longas que merecem destaque e que você não pode deixar de ver são:

• Jango 
• Castro Alves – Retrato Falado do Poeta
• Os Anos JK – Uma Trajetória Política
• Milton Santos, pensador do Brasil
• Glauber o Filme – Labirinto do Brasil

Mais uma vez o cineasta nos surpreende com outra grande obra: "Dedo na Ferida", que acaba de ganhar a Competição Latino-Americana da 7ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental. O documentário foi premiado com o troféu Ecofalante no dia 13 de junho, em São Paulo.

Na noite da premiação, Tendler disse que “Dedo na Ferida” destina-se a todas as pessoas, porque tem uma linguagem bastante clara, o que facilita a comunicação direta com diferentes públicos: “Acho que qualquer espectador que queira entender o mundo em que ele vive tem que assistir esse filme e discutir com os amigos”.

O documentário de 90 minutos trata do fim do estado de bem-estar social e da consequente ruptura de uma perspectiva de vida melhor ancorada na justiça social, devido à especulação do capital financeiro. Num cenário de tensões sociais, artistas e intelectuais tentam, através da arte, promover uma mudança social fomentando discussões que não interessam àquele 1% mais rico.

A Mostra Ecofalante

A Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental é considerada o festival audiovisual mais importante da América do Sul dedicado a temáticas socioambientais.

Este ano, o evento prestou homenagem a Chico Mendes, ambientalista, sindicalista e líder seringueiro assassinado, em 1988, em uma emboscada dentro de sua casa a mando de um grileiro de terras. Também foi promovida a retrospectiva Werner Herzog: Homem x Natureza, o que não deixa de ser, também, uma homenagem ao polêmico e instigante cineasta alemão. O festival contou, ainda, com sessão dedicada ao público infantil, seminários e oficinas sobre educação e cinema e debates sobre temas contemporâneos, como campo, cidades, povos e lugares, preservação e trabalho, consumo.

Confira, abaixo, a lista dos demais vencedores:

Competição Latino-Americana:
Dedo na Ferida (2017), Silvio Tendler
Prêmio do Público: Ser Tão Velho Cerrado (2018), André D'Elia

Menção Honrosa (Longas):
Estado de Exceção (2017), Jason O’Hara

Melhor Curta:
Abigail (2016), Isabel Penoni & Valentina Homem

Menções Honrosas (Curtas)
Berta Vive (2016), Kátia Lara
Sob a Pata do Boi (2018), Márcio Isensee e Sá

Melhor Filme do Concurso Curta Ecofalante (Estudantes):
Xavante: memória, cultura e resistência (2016), Gilson Costa - Universidade Federal do Mato

Prêmio do Público:
Xavante: memória, cultura e resistência (2016), Gilson Costa - Universidade Federal do Mato

Menção Honrosa (Estudantes):
Dos antigos aos filhos do amanhã (2017), Leonardo Gelio, PUC Rio de Janeiro

Agora é torcer para que "Dedo na Ferida" seja distribuído o mais rápido possível para que possamos logo vê-lo!

Confira o trailer:

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!