Van Gogh – A Biografia Resumida e As Principais Obras

  • atualizado: 
Van Gogh

O famoso Vincent Van Gogh, foi um pintor pós-impressionista, cujo trabalho, se notabilizou pela beleza, emoção, cor e originalidade. Vincent Willem Van Gogh, era o seu nome inteiro. 

O pintor Van Gogh nasceu na Holanda em 30 de Março de 1853. Suas obras se tornaram conhecidas e valiosas, após sua morte. Quando era vivo vendeu, somente, um quadro: “O Vinhedo vermelho”.

Van Gogh era filho de Theodorus Van Gogh e Anna Cornelia, uma mulher com aptidões artísticas. Ele era o irmão mais velho de quatro irmãos. Theo, o irmão mais velho, depois de Van Gogh, tinha uma forte ligação com ele e, sempre, o ajudou. Van Gogh passou por muita dificuldades e isso mexeu com sua saúde física, mental e psíquica, levando-o a por fim à sua vida, com uma arma, aos 37 anos, na França em julho de 1890.

Vamos saber mais sobre a breve e marcante vida de Van Gogh?

Van Gogh - Antes de Ser Pintor

O pai de Van Gogh, Theodorus Van Gogh, era pastor e sua mãe, Anna Cornelia Carbentus, era uma artista temperamental, cuja sensibilidade e amor pela natureza, desenho e aquarela influenciou Van Gogh. 

A família de Van Gogh enfrentou dificuldades financeiras. Quando ele tinha 15 anos, por isso, ele teve que abandonar os estudos. Nessas circunstâncias, Van Gogh foi trabalhar na empresa de arte do seu tio.

Van Gogh falava, fluentemente, francês, alemão e inglês, bem como o seu idioma nativo, o holandês.

Em junho de 1873, Van Gogh foi trabalhar na Galeria Groupil, em Londres, e se encantou pela cultura inglesa. Em seus momentos livres, Van Gogh visitava galerias de arte.

Ele se apaixonou pela filha da dona da casa que ele havia alugado para ele, chamada Eugénie Loyer. Sua amada não correspondeu ao seu amor, rejeitou sua proposta de casamento e ele sofreu demais.

Em seguida, Van Gogh deu aulas em uma uma escola para meninos metodistas, pregou em congregação, visando se tornar um pastor.

Para seguir a vida religiosa, Van Gogh, se preparou e fez o teste para entrar no curso de Teologia na Universidade de Amsterdã, porém, não conseguiu passar. Van Gogh decidiu se tornar pintor apenas em 1880.

Van Gogh e suas mais Famosas Obras 

 

van gogh 2

 

As obras de Van Gogh somam mais de 800 telas.

Entre suas pinturas mais conhecidas estão:

  • Os Comedores de batatas;
  • Caveira com cigarro aceso;
  • A ponte Debaixo de Chuva;
  • Natureza morta com absinto;
  • A italiana;
  • A vinha encarnada;
  • A casa amarela;
  • Retrato do Dr. Gachet;
  • Girassóis;
  • Vista de Arles com Lírios;
  • Noite Estrelada.
 

van gogh 5

 

Os Relacionamentos de Van Gogh

Em 1880, Van Gogh decidiu se mudar para Bruxelas (Bélgica) e se tornar um artista da pintura. Seu irmão mais novo, Theo, que trabalhava como comerciante de arte, apoiou Van Gogh, financeiramente.

A vida amorosa de Van Gogh era uma catástrofe, toda mulher que ele se sentia atraído, era problemática. 

O caso amoroso mais emblemático na sua vida foi sua paixão por Clasina Maria Hoornik, uma prostituta alcoólatra. Ela se tornou sua companheira, amante e modelo vivo para pinturas de seus quadros.

Hoornik voltou para a vida de prostituição e Van Gogh ficou muito abalado e deprimido com isso.

Em meados de setembro, ele viajou para Drenthe, um distrito pouco habitado na Holanda, durante seis semanas, ele vivenciou uma vida nômade, paralelamente desenhando, pintando as paisagens e o povo que via e tinha contato.

Van Gogh na França

A partir de 1880, Van Gogh passou por vários lugares, morando em:

  • Haia -França;
  • Londres-Inglaterra;
  • Ramsgate-Inglaterra;
  • Amsterdã-Holanda
  • e Borinage- Bélgica.

Após, viver em vários locais, Van Gogh, resolveu dar continuidade à sua carreira artística em Paris no ano de 1886, indo morar com seu irmão Theo.

Como negociador de arte, embora pouco conhecido neste ramo, Theo se propôs a vender os quadros de Van Gogh.

Apesar de pobre, Theo também ajudava, financeiramente, seu irmão mesmo quando morava distante dele. O que ajudou Van Gogh a aliviar o seu desequilíbrio emocional, foi sua arte. Em Paris, Van Gogh teve seu primeiro contato com a arte impressionista, ficando admirado pela sua cor e luz.

Van Gogh, em Paris, teve contato com outros pintores, alguns deles foram: Henri de Toulouse-Lautrec, Pissarro e outros.

Ele e seus amigos pintores posavam uns para os outros, em vez de contratar modelos, com a finalidade de economizar despesas.

Van Gogh conversava muito e trocava ideias sobre arte e suas obras com outros pintores. Ao conhecer a arte japonesa, Van Gogh passou à estudar a filosofia oriental, para ampliar sua arte e conhecimento. Ele sonhava conhecer o Japão, mas o pintor Toulouse-Lautrec lhe disse que a luz na vila de Arles (França) era como a luz no Japão. Em fevereiro de 1888, Van Gogh viajou de trem para o sul da França.

O Surto de Van Gogh

 

van gogh 3

Van Gogh passou à morar na "pequena casa amarela" (que inclusive, ele retratou em uma de suas obras mais famosas), em Aries-França (1888).

Ele usava o dinheiro que tinha para suas pinturas, com isso, faltava para a sua alimentação.  Ele vivia de café, pão e tabaco e isso foi minando sua saúde. Fora isso, Van Gogh se alcoolizava e fumava muito. Em pouco tempo, foi ficando debilitado e muito doente.

Em 1888 Van Gogh fez uma parceria com o pintor e amigo Paul Gauguin, passando a morar e a produzir obras artísticas com ele. Quase um mês depois, Van Gogh e Gauguin se desentenderam, e, em seguida, Gauguin saiu da casa amarela.

Van Gogh, após o desentendimento com o amigo ficou surtado e decepou, com uma lâmina de navalha, uma parte de sua orelha esquerda. Na manhã seguinte, um policial o encontrou, inconsciente, em seu quarto, o levando, todo ensanguentado, para o hospital.

No dia de Natal, Theo foi visitar Van Gogh e viu que ele estava muito fraco, com a saúde mental e física muito comprometidas.

Internações e Sanatório

No dia 7 de janeiro de 1889, Van Gogh saiu do hospital. Passou a ser dedicar à pintura da natureza, mas, mesmo fazendo o que mais amava, não se sentia bem e foi internado, novamente. Ele vinha pintar na casa amarela durante o dia e a noite retornava ao hospital.

O povo de Arles, onde Van Gogh vivia, assinou uma petição, acusando ele de ser um perigo para a comunidade. Ele teve que sair da casa amarela e, após breves estadias em alguns lugares, resolveu se mudar, voluntariamente, para um hospício situado em Saint Rémy-de-Provence (França).

Em 8 de maio de 1889, ele passou à pintar nos jardins do hospício.

Em novembro de 1889, recebeu um convite para expôr suas pinturas em Bruxelas.

Ele enviou, para esta exposição, seis pinturas, incluindo "Íris" e "Starry Night".

Suicídio e Morte

Em maio de 1890, Van Gogh saiu do hospício e foi morar perto de Theo e do pintor e médico homeopata Dr. Paul Gachet, que morava em Auvers, cerca de 20 quilômetros ao norte de Paris. 

O Dr. Paul Gachet havia tratado de vários outros artistas e foi recomendado por Camille Pissarro, pintor e amigo de Van Gogh, para cuidar da saúde dele.

Neste mesmo período, Theo e sua família visitaram Van Gogh. Theo, o irmão de Van Gogh, o aconselhou a ter mais cuidado com suas finanças. Van Gogh ficou apreensivo com o seu futuro, pensando que Theo iria deixar de o apoiar e divulgar suas obras. 

Inspirado pela paisagem local, Van Gogh, pintava um quadro por dia, seus traços evoluíram de pequenas pinceladas para pinceladas espirais e curvas. 

Em 27 de julho de 1890, como de costume, Van Gogh saiu para pintar, pela manhã, mas, neste dia, ele levou uma pistola carregada e acabou usando-a, dando um tiro em seu peito. Porém, ele não morreu de imediato.  

Após o tiro, Van Gogh resistiu e teve forças para retornar à sua casa, recebendo atendimento médico.

Mesmo resistindo, a situação de Van Gogh piorou, pois, por falta de um cirurgião, a bala, que perfurou seu peito, não pode ser removida e, mesmo tendo cuidados médicos, ele teve uma grave infecção.

Um dos possíveis motivos de Van Gogh ter tomado essa atitude, pode ter sido por ele se sentir um peso para o irmão, que além dele, sustentava a esposa e a mãe.

Quase dois dias depois (30 horas) do trágico acontecimento, Van Gogh morreu em 29 de julho de 1890, nos braços do irmão Theo, aos 37 anos de idade. Depois da morte do irmão, Theo entrou em profunda depressão e morreu seis meses depois, deixando a esposa e o filho Vincent.

Theo foi enterrado em Utrecht (Holanda), porém, em 1914, sua esposa transferiu o corpo dele para o cemitério Auvers (França), para ficar ao lado de Van Gogh.

A genialidade artística de Van Gogh reconhecida após a sua morte

Johanna, esposa de Theo, recolheu muitas das pinturas de Van Gogh e descobriu que muitas obras de seu cunhado, haviam sido destruídas ou perdidas. A mãe de Van Gogh jogou vários caixotes cheios de suas obras.

Em 17 de março de 1901, 71 das pinturas de Van Gogh foram expostas em Paris e a fama do pintor cresceu de forma acentuada.

Sua mãe viveu o suficiente para testemunhar o reconhecimento do seu filho, como um gênio da pintura. 

Atualmente, Vincent Van Gogh é considerado um grande artista da pintura, seus quadros estão entre os mais caros do mundo.

O paradoxo da existência de Van Gogh: pintor pobre de pintura rica

van gogh 4

Van Gogh foi um misto de loucura, sentimentalismo e criatividade.

Tinha o dom de pintar, mas não sabia lidar com questões existenciais e materiais, nem tão pouco com relacionamentos afetivos.

Na arte encontrava refúgio para seu sofrimento mas, nem só de arte vive o homem, e suas carências e necessidades não estavam sendo preenchidas, o que o levou ao desequilíbrio generalizado (mente, corpo e emoção). 

Ironicamente, os quadros que pintou durante a sua existência pobre e mal-sucedida, após sua morte, passaram a valer uma fortuna. 

Mesmo com sua existência trágica e inglória, recordemos de Van Gogh através de duas frases, pronunciadas por ele, que resumem sua essência artística e sua natureza sensível:

"Penso que não há nada mais artístico do que amar, verdadeiramente, as pessoas".

"Eu sonho a minha pintura e, então, eu pinto o meu sonho".

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!