Viajar para Manaus: uma experiência indígena na Comunidade do Tupé

Manaus, capital do estado do Amazonas, o principal centro financeiro da região e um dos maiores do Brasil. A cidade fica no centro da maior floresta tropical do mundo, o que, claro, confere possibilidades quase infinitas de turismo verde. Inclusive com os habitantes que já estavam por aqui muito antes da chegada dos portugueses, os índios.

É disso que trata o roteiro de Tucorin, sigla para Turismo Comunitário no Rio Negro. O roteiro promove a integração de comunidades ribeirinhas, rurais e indígenas localizadas na margem esquerda do Baixo Rio Negro na cidade de Manaus no Amazonas.

As seis comunidades são:

* São João do Tupé,

* Colônia Central,

* Julião,

* Bela Vista,

* São Sebastião e

* Nova esperança

todas dentro de áreas protegidas.

foto: amazoniacomunitaria.org

Dentre as comunidades, destaque para a comunidade de São João do Tupé, localizada na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé, essa comunidade é conhecida pela praia e paisagem de beleza extraordinária.

Marina do Davi

foto:tripadvisor

A Marina do Davi fica localizada no bairro de Ponta Negra, e a marina é utilizada como um terminal portuário de lanchas para o transporte de passageiros para todas as comunidades citadas aqui e para outras também, além de servir como terminal de linhas de ônibus.

Este é o ponto de partida para várias atrações turísticas, como a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé.

As lanchas têm capacidade para levar entre quatro e 16 pessoas e o traslado custa em média 25 reais. O pacote completo gira em torno de 600 reais.

Comunidade do Tupé

foto: tumblr

A Comunidade do Tupé fica exatamente na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé, localizada à margem esquerda do Baixo Rio Negro, trinta minutos de lancha saindo da Marina do Davi.

Entre seus principais atrativos temos o ritual indígena, apresentado por indígenas das etnias Dessana, Tukano e Tuyuka; trilha etnográfica com indígenas; visita à criação de peixes do Projeto Tanque Rede; trilha aquática para a cachoeira e passeio pelo Igapó (ecossistema de floresta alagada). Além das atrações mencionadas, neste roteiro é possível tomar café da manhã e almoçar em casa de comunitário.

Leia também:

AFUÁ, A VENEZA MARAJOARA, É A CIDADE DAS BICICLETAS NA AMAZÔNIA

TURISMO NAS ALDEIAS: UM AUTÊNTICO PROGRAMA DE ÍNDIO

Fonte foto capa: pensandomanaus.com