O que acontece ao corpo se comermos pimenta-do-reino todos os dias?

  • atualizado: 
pimenta-do-reino

Uma das especiarias mais antigas e usadas. Todos nós temos pimenta-do-reino em casa que usamos para dar um toque de sabor aos nossos pratos favoritos. No entanto, nem sempre conhecemos as propriedades deste tempero e o que acontece ao corpo, se o consumimos todos os dias.

Da planta Piper nigrum, obtém-se os grãos de pimenta que todos conhecemos e utilizamos. Dependendo do grau de maturação e da tecnologia de produção, da mesma planta se produz as pimentas verde, branca, vermelha e preta (do reino), sendo esta a mais utilizada entre nós, dela estamos falando hoje.

As virtudes deste tempero se dão por conta da presença de uma substância chamada piperina, um ingrediente ativo benéfico para a saúde que, entre outras coisas, aumenta a absorção de certas substâncias no corpo.

Desde a antiguidade, a pimenta-do-reino (também conhecida como pimenta-preta) foi usada não só na cozinha, mas também em receitas de medicina popular para fins de cura.

Mas quais são os verdadeiros benefícios de uma ingestão diária de pimenta-do-reino?

O que acontece ao corpo toda vez que usamos a pimenta-do-reino

Existem várias mudanças que podemos observar em nosso corpo se consumirmos pimenta-do-reino todos os dias, obviamente na dose certa e sem exageros, para evitarmos os seus efeitos colaterais.

Aqui estão os principais benefícios, baseados em algumas pesquisas científicas:

pimenta do reino moedor

  1. Melhora a digestão: a pimenta-do-reino possui forte poder digestivo devido à ação da piperina que estimula os sucos gástricos. Não só salpicada sobre os alimentos, a pimenta-do-reino também pode ser usada em forma de chá para explorar melhor esta sua propriedade.
  2. Queima gordura: a pimenta-do-reino é um tempero muito útil para aqueles que estão fazendo dieta, pois demonstrou melhorar o metabolismo e contribuir para a eliminação de gorduras, para que não se acumulem no corpo.
  3. Menos gases intestinais: ao lado de uma digestão mais eficaz, você também pode notar uma melhora no caso de problemas de meteorismo e barriga inchada. Na verdade, a pimenta-preta ajuda a desinchar e reabsorver os gases intestinais.
  4. Melhor absorção de nutrientes: a piperina melhora a absorção de alguns nutrientes encontrados nos alimentos. Recomenda-se a combinação de primenta-do-reino com açafrão pois ela melhora a biodisponibilidade da curcumina presente no açafrão. Tudo isso é documentado por um estudo publicado na revista científica Breast Cancer Research and Treatment, que também demonstrou sua capacidade, sempre associada ao açafrão, de bloquear o crescimento das células de câncer de mama.
  5. Alivia a dor: a pimenta-preta tem uma boa capacidade analgésica, você pode experimentar seu efeito, por exemplo, em caso de dores musculares e articulares.
  6. Contra os radicais livres: a pimenta-do-reino é rica em antioxidantes e, portanto, ajuda as células e, consequentemente, todo o corpo a permanecer jovem.
  7. Desinfetar os alimentos: dadas as suas qualidades antissépticas, em tempos antigos, a pimenta-do-reino era usada para preservar os alimentos e torná-los mais seguros do ponto de vista higiênico. Ainda hoje, este tempero pode ajudar a neutralizar algumas bactérias potencialmente presentes nos alimentos que comemos, mas também aqueles que são encontrados dentro do intestino.
  8. Antidepressivo: a pimenta é capaz de reequilibrar a secreção de serotonina e dopamina. É por isso que é considerada um bom antidepressivo natural.
  9. Afrodisíaca: uma pitada de pimenta-do-reino pode ajudar a apimentar a atmosfera até debaixo dos lençóis.
  10. Menos sal: adicionar um pouco de pimenta à nossa comida, bem como outras especiarias, tem a vantagem de contribuir para reduzir o uso do sal de cozinha. No entanto, tenha cuidado para não exagerar, pois a pimenta-preta também contém sódio.

Qual quantidade devemos consumir diariamente?

A pimenta-o-reino, em pequenas doses, é benéfica! Ao contrário, se usada em doses excessivas, pode tornar-se irritante para as mucosas, especialmente em indivíduos particularmente sensíveis.

Espalhar uma pitada de pimenta-do-reino todos os dias nos alimentos é o suficiente para obter os seus benefícios.

A melhor maneira de aproveitar suas propriedades é usar os grãos de pimenta frescos para serem moídos na hora pois assim mantém-se todos os seus componentes nutricionais.

pimenta do reino moedor

É importante adicionar a pimenta aos alimentos quentes no final do cozimento (as altas temperaturas arruinam suas características) e nunca expor esta especiaria à luz solar.

Pimenta-do-reino, como adicioná-la na dieta

A pimenta-preta vai bem com muitos alimentos e não é difícil incluí-la na dieta, desde que você goste do seu sabor picante, ainda que levemente picante.

Pode ser adicionada praticamente à qualquer prato, inclusive podem combinar bem com frutas secas, pães e até em chocolates.

Observe também a mistura de especiarias usadas em diferentes partes do mundo, onde nunca falta pimenta-do-reino. Por exemplo, pense no curry e no garam masala.

Como já dissemos, uma pitada de pimenta-do-reino sempre deve ser adicionada à cúrcuma, a fim de aumentar a biodisponibilidade do principal ingrediente ativo da rainha das especiarias "a curcumina".

pimenta do reino e acafrao

Contraindicações da pimenta-do-reino

A pimenta-do-reino também pode ser uma especiaria irritante, por isso deve ser sempre usada sem exageros e, em alguns casos específicos, ela não é recomendável de nenhum jeito.

Por exemplo, se você sofre de doenças do estômago, como gastrite ou úlcera ou outros problemas devido a hipersensibilidade gástrica, seria bom evitá-la, salvo disposição em contrário conforme o aconselhamento médico recebido.

Não é recomendada para quem tem ou está com hemorróidas ou fissuras.

Se você segue uma dieta com baixo teor de sal, é bom limitar ou evitar o uso da pimenta-do-reino porque, poucas pessoas sabem, esse tempero contém sódio.

Aos idosos e às crianças não se recomenda usar pimenta-do-reino.

E atenção para a possível inalação de pimenta-do-reino que também pode irritar o trato respiratório e, em alguns casos, criar dificuldade de respiração e inchaço.

Dito tudo isso, se usada com moderação e excluídos os casos de contraindicações, os benefícios que se podem obter com o uso diário desta especiaria não são poucos, portanto, viva a pimenta-do-reino!

Leia também:

A PIMENTA-DO-REINO AJUDA A QUEIMAR GORDURA, REVELA UM ESTUDO INDIANO

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!