Noz-moscada - Boa e Gostosa, da Cozinha ao Sono, passando pela Digestão

  • atualizado: 
Noz-moscada

A árvore da Noz-moscada ou Myristica fragrans é uma bela árvore de até 12 metros de altura, em forma de pirâmide e que se mantém sempre verde. Suas flores, pequenas, amarelinhas e suavemente perfumadas contrastam com seus frutos, vermelhos ou amarelados (conforme o grau de maturação) como grandes pêras carnudas em cujo interior está a semente, a nossa noz preferida para hoje.

Da noz-moscada, planta, vamos falar só da semente: dura, oleaginosa, ovalada e de cor acastanhada, com 4 cm de comprimento por 2 de largura, perfeitas em sua forma, cor e aroma (você conhece, certo?)

Noz-moscada na medicina, mundo à fora

Noz-moscada é planta asiática de uso muito antigo na Ayurveda onde os clássico já relata sua utilização na cura em todo o continente indiano. Depois se espalhou seu uso para a europa e, pelos seus efeitos benéficos, foi considerada panaceia (que cura muita coisa): “Em 1702 o doutor Louis Lemery em seu 'Tratado dos Alimentos' faz da Noz-moscada uma verdadeira panaceia:

“Ajuda a digestão, fortifica o coração, o cérebro e o estômago, expulsa gases, provoca a menstruação nas mulheres e corrige mau hálito; como aquece bastante – eis porque devemos usá-la moderadamente – é recomendável em clima frio aos idosos, aos fleumáticos e aqueles que digerem com dificuldade, sendo de grande utilidade para aqueles que frequentam o mar...”.

Já em Veneza, em 1704, Paullini afirma seu uso terapêutico em 138 doenças distintas e diz que: “Saudável ou doente, vivo ou morto, ninguém pode prescindir dessa Noz, a mais salutar de todas”.

Na atualidade, “o pesquisador e professor indiano Bharat Aggarwal, PhD, do M.D. do Anderson Câncer Center no Texas afirma que a Noz-moscada pode prevenir e tratar os seguintes distúrbios: câncer, ansiedade, depressão, diarreia, aumento do colesterol, epilepsia, memória ruim e baixo desejo sexual (libido).”

Como se usa a noz-moscada na Ayurveda

Na Ayurveda, a noz-moscada é considerada com qualidades picantes, amargas e adstringentes, uma semente bastante quente e é recomendada para acalmar os doshas Vata e Kafa. Porém, caso seu dosha principal seja Pitta, tenha atenção pois, seus sintomas poderão se agravar afinal, Pitta é fogo.

Suas indicações, na Ayurveda, visam:

  • melhora da digestão, absorção intestinal, flatulência, cólicas intestinais, náuseas, diarreia
  • eliminar toxinas
  • tem ação rejuvenescedora, antiespasmódica, adstringente, afrodisíaca
  • age como tônica do coração
  • induz o sono por sua ação hipnótica
  • é sedativa, hipotensora e ansiolítica
  • expectorante, reduz o catarro brônquico, a tosse e secreção nasal.
  • ajuda na disfunção erétil, ejaculação precoce, incontinência urinária e distúrbios da próstata.

O óleo da noz-moscada

Este óleo essencial é especialmente benéfico em casos de dores nas articulações e reumatismo ou tensões musculares e deve ser aplicado em massagens suaves.

Usar ou não usar

Como já dissemos acima, se o seu dosha principal, predominante, for Pitta, evite a noz-moscada ou use com muito cuidado observando a alteração dos sintomas.

Se o fogo for demasiado a pressão subirá, o sono fugirá, a ansiedade aumentará, a menstruação descerá e até poderá ocorrer antecipação do parto ou mesmo, aborto.

Evite, totalmente, o uso da noz-moscada, em pó ou óleo essencial, em caso de gravidez, aleitamento ou criança pequena, a não ser que este seja expressamente recomendado por um médico.

Em alguns casos de hipotensão severa, evite também.

Segundo as indicações da Ayurveda, a dose diária de noz-moscada varia, individualmente, entre 300 mg e 2 gramas ao dia, um diapasão bastante amplo que depende do seu organismo específico.

Para induzir o sono bom

Alguns indicam a noz-moscada ralada de fresco (até meia colher de café) em uma xícara de leite quente, chá quente ou leite vegetal de sua preferência.

Outros dizem que é preciso ferver a noz-moscada - eu não aconselho pois, sempre soube (por minha avó cozinheira) de que a noz moscada não deve ser levada ao fogo, ou seja, ela usava para temperar purê de batatas, carne, pudim de leite e outros mais mas, só colocava no final do preparo.

Um poção do sono bem interessante é esta aqui da Andrea Alves:

Leite morno + Noz-moscada + canela + cardamomo

Mas, como ela bem diz, cuidado com o exagero na dose das especiarias se não quiser ter efeitos também exagerados como seja, por exemplo, dormir, dois dias seguido.

Cuidados que sempre devemos ter no uso das ervas medicinais

Apesar de todas essas afirmações é preciso que se busque a confirmação científica dos resultados que, podem até ser benéficos para uns e, talvez, maléficos para outros.

Sendo assim, para seu uso pessoal, procure artigos científicos, ou médicos naturalistas, fitoterapeutas, que o aconselhem.

Nós aqui só lhe damos um panorama do que se pode conseguir com o uso das plantas medicinais.

Especialmente indicado para você:

seta

AYURVEDA: O QUE É E COMO SE APLICA

setaVATA, PITTA OU KAPHA: QUAL É O SEU DOSHA?