Escrever é a chave para a felicidade

Escrever igual a felicidade

Escrever para desabafar, para se sentir melhor ou para delinear seus objetivos. Para muitas pessoas, escrever é uma verdadeira necessidade, enquanto outras ainda não desfrutaram desse benefício. A questão que a ciência confirma em diversos estudos é mesmo esta: escrever pode ser a chave para a felicidade.

A investigação científica decidiu se aprofundar sobre os benefícios da escrita como forma de expressão. Escrever sobre si mesmo e sobre as experiências pessoais, pode ajudar a melhorar o humor, ajuda a suportar melhor os sintomas de uma doença grave, melhora a saúde após um ataque cardíaco, reduz a necessidade de consultas médicas e até mesmo aumenta a capacidade de memorizar.

Agora, os pesquisadores estão estudando se o poder de escrever, e reescrever, a própria história pode levar à mudanças de comportamento e melhorar a felicidade. O conceito é baseado na idéia de que todos nós temos uma narrativa pessoal, que molda a nossa visão de mundo e de nós mesmos.

De acordo com os especialistas, no entanto, a nossa voz interior não estaria sempre certa. Alguns pesquisadores acreditam que, escrevendo e editando as nossas histórias, podemos mudar a percepção de nós mesmos e identificar os obstáculos que se interpõem entre nós e um estado melhor de saúde e bem-estar.

Em um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Stanford, por exemplo, estudantes universitários foram convidados a criar um ensaio ou um vídeo em que se falava de suas vidas universitárias e que seria visto pelos futuros alunos. Os alunos que participaram do projeto, mais tarde receberam notas melhores do que os alunos que participaram apenas de um grupo de controle.

Outro estudo dedicado à escrita, pediu a um grupo de casais que se escrevesse sobre seus conflitos colocando-se na pele de um observador externo e neutro. Entre os 120 casais participantes, aqueles que tinham explorado os seus problemas graças à escrita, apresentaram mais melhoras na felicidade conjugal, do que aqueles que não tinham sido convidados a escrever sobre os seus problemas.

Timothy D. Wilson, professor de psicologia da Universidade de Virginia, acredita que mesmo que a escrita possa não resolver todos os problemas, certamente escrever pode ajudar as pessoas a lidar com eles. Escrever nos força a reconstruir tudo o que nos preocupa e a encontrar novos significados a este respeito. Assim, podemos resolver os problemas de forma mais objetiva e compreender quais são as preocupações inúteis e desnecessárias que nos fazem perder nosso precioso tempo, no caminho para uma vida mais feliz e relaxada.

Leia também: 10 coisas que você deve renunciar a fim de ser verdadeiramente feliz

Fonte foto: thesun.co.uk