Erisipela: conheça 6 os tratamentos caseiros contra a doença

Erisipela

A erisipela, conhecida também como linfangite estreptocócica, é uma infecção bacteriana da pele, produzida pela bactéria Streptococcus pyogenes, que se dissemina pelos vasos linfáticos até atingir o tecido subcutâneo e gorduroso.

Seus sintomas são bastante incômodos, tais como inflamação da pele e formação de placas avermelhadas dolorosas. Pode provocar, ainda, edema, dor, febre, calafrios, anorexia, leucocitose, linfangite e linfadenite satélite. Se os sintomas da erisipela evoluírem, podem ocasionar até uma trombose. Ela é mais comum nos membros inferiores, mas pode manifestar-se, também, na face e estar associada à dermatite seborreica.

O diagnóstico da erisipela é clínico, mas pode-se fazer a cultura do material retirado da pele. No exame físico, vê-se claramente a linha de demarcação entre a área sadia e a área afetada.

O tratamento contra a doença pode ser feito com remédios naturais, mas é indispensável a ação de antibióticos orais para erradicá-la totalmente. A cura total da doença pode demorar até 30 dias. Em casos mais graves, pode ser administrada penicilina por via intramuscular. O repouso é essencial, principalmente quando se trata de lesões nos membros inferiores. 

A erisipela não é transmitida diretamente de pessoa a pessoa.

Pessoas com excesso de peso, diabetes, insuficiência venosa e inchaço nas pernas são as mais afetadas pela erisipela, por isso elas devem ter  adotar certos cuidados preventivos. 

Como prevenir a erisipela?

Quando lavar os pés, enxugue bem entre os dedos, evitando as frieiras, que são portas de entrada para as bactérias.

Proteja com curativos quaisquer ferimentos, especialmente nos membros inferiores.

Tente manter seu peso corporal dentro dos limites ideais, ou seja, mantenha o seu índice de massa corporal (IMC) entre 18,5 e 25 kg/m².

Para as pessoas que apresentam edema nas pernas, as meias elásticas podem ser de grande ajuda.

Tratamentos naturais

A ação dos remédios naturais ajuda no alívio dos sintomas e acelera o processo curativo

1. Equinácea

A equinácea contém propriedades anti-inflamatórias, antibióticas, antialérgicas e desintoxicantes. No tratamento da erisipela, contribui para diminuir a inflamação, o inchaço e a dor dos ferimentos da pele. 

Para beneficiar das propriedades da equinácea, prepare um chá medicinal com duas colheres da planta fervidas em um litro de água. Depois de ferver por alguns minutos, coe a mistura e deixe esfriar. Aplique a mistura molhando uma compressa e aplicando na região afetada. Repita o procedimento duas vezes por dia até que as feridas sumam.

EQUINACEA: USOS, BENEFÍCIOS E CONTRAINDICAÇÕES

2. Babosa

Essa planta, também conhecida como aloé vera, possui uma substância chamada mucilagem, que contribui para a redução do inchaço, acelera a cicatrização da pele e mata bactérias e fungos, controlando a erisipela.

Corte uma folha da planta ao meio e esprema as duas metades para extrair o gel transparente. Aplique o gel nas lesões e cubra-as com gaze. Aguarde alguns minutos antes de retirar a gaze e lave com água fria. Repita os passos diariamente.

TUDO SOBRE A BABOSA: BENEFÍCIOS, CONTRAINDICAÇÕES E 15 USOS

3. Gelo

Existem vários tratamentos diferentes que são úteis no tratamento e alívio dos sintomas da erisipela. Um dos tratamentos caseiros mais recomendados é o uso de gelo. Veja como aplicá-lo: 

Aplique uma compressa gelada sobre as lesões para desinflamar a zona e amenizar a dor.

Também pode colocar alguns cubos de gelo em uma toalha e aplicá-los sobre os ferimentos duas ou três vezes por dia, por um período de dez minutos.

Outra opção inclui molhar gaze em água ria ou gelada e colocar sobre a ferida até que fique quente, reaplicando novamente depois de molhar.


4. Gengibre

O gengibre é um anti-inflamatório natural, e pode ser útil no tratamento da erisipela. Para usar esta raiz para aliviar a dor e o inchaço da doença, rale-a para dentro de um pequeno saco de algodão e esprema todo o suco. Leve o líquido ao fogo com 3 litros de água até esquentar. Umedeça uma gaze na mistura e coloque sobre as feridas. Deixe atuar por 15 minutos e repita duas vezes por dia.

GENGIBRE: TODAS AS PROPRIEDADES E VÁRIOS MODOS DE USÁ-LO

5. Mel

O mel diminui o inchaço e a coceira das lesões, regenerando a pele. Para beneficiar das suas propriedades anti-inflamatórias e cicatrizantes, coloque uma colher de chá de mel sobre a lesão e cubra com gaze. Deixe agir por duas horas e repita o processo três vezes por dia. Se os seus ferimentos tiverem alcançado o estágio bolhada, evite este tratamento.

O MEL, MARAVILHA DA NATUREZA E SEU USO NA CURA

6. Permanganato de potássio

O permanganato de potássio é um antisséptico, pelo que ataca a bactéria que provoca a erisipela. Além disso, esta substância mantem a pele limpa e higienizada. As suas propriedades cicatrizantes contribuem para uma recuperação eficaz da pele depois do ferimento. 

Para beneficiar das propriedades desta substância, dissolva um comprimido de 100 mg de permanganato de potássio em quatro litros de água morna. Umedeça uma gaze no preparado e aplique nas feridas. Deixe o curativo sobre a lesão por 15 minutos e repita o tratamento duas vezes por dia.

Fonte: umcomoabc