Caruru: a receita original e 4 variantes

  • atualizado: 
caruru

Amantes da culinária baiana, certamente amam esse delicioso prato: o Caruru - um prato de origem africana, porém tipicamente baiano!

O ingrediente principal deste prato é o quiabo. Há quem não goste dele devido à textura, pois o quiabo solta um pouco de "baba". Outros, assim como eu, amam quiabo! Mas sabia que tem um jeito certo de escolher para comprar?

Por isso, separamos algumas informações sobre o Caruru, como escolher um bom quiabo e também 5 opções de receitas para você arriscar e provar essa delícia! Vamos aprender?

1. O que é Caruru?

Caruru é um prato típico da culinária baiana, porém de origem africana. Seu nome vem do termo africano kalulu e o principal ingrediente, o quiabo, também é originário da África.

Escravos africanos trouxeram o caruru para o Brasil, onde atualmente ele é preparado com azeite de dendê, camarões secos, amendoim, gengibre e demais temperos que podem variar de acordo com a região.

Há rumores que o Caruru tenha influência indígena e seja preparado com outro tipo de planta que não o quiabo, mas o mais conhecido e tradicional é este que apresentamos de início, ou seja, com quiabo mesmo.

2. Como comprar um bom quiabo?

Já que o quiabo é o ingrediente principal do Caruru, é importante atentar para a escolha dele, pois existe um truque para saber se ele está bom para o consumo ou não.

O bom quiabo é aquele que está firme, mas não muito duro, e que ao entortar a ponta do lado mais fino, esta se quebra facilmente. Se ela entortar e não quebrar, o quiabo já passou do ponto. Já se ela não quebrar, significa que o quiabo ainda não está maduro.

Para entender melhor essa tática, veja o vídeo do canal "Vamos cozinhar", onde a apresentadora demonstra o ponto certo do quiabo e na sequência ensina a receita tradicional.

Agora que já sabemos como comprar um bom quiabo, ingrediente principal do Caruru, vamos aprender a prepará-lo. Para isso, separamos 5 opções de receitas de Caruru, desde a tradicional baiana até as versões vegana e light, para quem adora uma comida baiana, mas não quer sair da dieta!

3. Receitas com caruru

3.1. Caruru baiano legítimo

Para esta receita, separamos o vídeo do canal da Clarinha Pirro, onde ela prepara o legítimo Caruru baiano. Nesta receita ela utiliza:

INGREDIENTES

  • 100 quiabos (aproximadamente)
  • 3 tomates
  • ½ pimentão
  • 1 cebola média
  • Gengibre
  • Amendoim
  • Castanha (opcional)
  • Coentro e cebolinha verde
  • Camarões secos
  • Sal a gosto
  • Azeite de dendê a gosto
  • Suco de meio limão (opcional)

MODO DE PREPARO

Corte os quiabos em quatro e depois vá picando em pedaços bem miudinhos e reserve. Bata todos os temperos no liquidificador e reserve. Em uma panela, coloque os quiabos picados, os camarões secos e o tempero que foi batido no liquidificador. Misture tudo e leve ao fogo para cozinhar.

Coloque sal a gosto e assim que estiver cozido, coloque um pouco de azeite de dendê. Dica: Se não gostar da baba do quiabo, coloque o suco de meio limão e deixe ferver. Assim que começar a espumar, retire a espuma.

Esse prato acompanha arroz branco, moqueca de peixe, peixe frito, camarões e frutos do mar.

3.2. Caruru e vatapá

Neste outro vídeo, a Ray Leite ensina a fazer tanto o Caruru quanto o Vatapá, outro prato tipicamente baiano que ao invés de quiabo, leva farinha. Porém, os demais ingredientes e a forma de preparar são iguais. Por isso, vamos passar os ingredientes e o modo de preparo só do Caruru. Caso queiram ver o preparo do Vatapá é só acompanhar o vídeo até o final.

INGREDIENTES

  • 2 xícaras de camarões secos triturados
  • 1 xícara de amendoim triturado
  • 1 xícara de castanhas trituradas
  • Quiabos cortados em rodelas (aproximadamente 1 kg)
  • Temperos batidos no liquidificador (cebola, salsinha, cebolinha, alho, etc)
  • Azeite de dendê para refogar
  • Meia garrafinha de leite de coco
  • Caldo de peixe com camarão
  • 2 colheres de farinha para dar liga

MODO DE PREPARO

Em uma panela grande, aqueça o azeite de dendê, coloque o tempero batido no liquidificador e refogue um pouco. Acrescente o quiabo e misture bem para pegar o gosto do azeite de dendê. Coloque meia garrafinha de leite de coco e misture novamente. Em seguida, coloque o caldo de peixe com camarão, misture e deixe cozinhar por alguns minutos para pegar o gosto.

Misture duas colheres de farinha com o camarão triturado e dissolva com 1 xícara de água, antes de colocar na panela. Depois que dissolver o camarão e a farinha, coloque essa mistura na panela e continue mexendo para não empelotar. Acrescente também o amendoim e a castanha triturados e misture bem.

Depois de ferver e mexer bastante, o Caruru começa a soltar do fundo da panela. Neste ponto o Caruru já está pronto!

Na sequência do vídeo, a apresentadora ensina o preparo do Vatapá, cujo processo é o mesmo do Caruru, porém não leva quiabo.

3.3. Caruru paraense

Caruru paraense é um pouquinho diferente do Caruru baiano e leva os seguintes ingredientes:

  • 100 g de cebola picada
  • 200 g de pimentão picado
  • 1 dente de alho amassado
  • 150 ml de caldo de camarão
  • 50 g de pimenta-de-cheiro verde
  • 50 ml de azeite de dendê
  • 100 g de farinha-d'água
  • 200 g de camarões secos
  • 200 g de quiabos picados
  • ½ maço de coentro picado
  • Sal a gosto

MODO DE PREPARO

Em uma panela, coloque os ingredientes na ordem em que aparece acima, mexendo sempre principalmente quando é colocada a farinha-d'água, para ela não empelotar. Continue mexendo até cozinhar, acrescente o coentro só no final e ajuste o sal conforme a necessidade.

Esse preparo é bem simples!

3.4. Caruru vegano

Na maioria das preparações de Caruru, utiliza-se camarões secos, sejam inteiros, triturados ou em forma de caldo. Para os veganos essa prática torna inviável o consumo desse prato, mas felizmente existe a versão vegana que exclui esse ingrediente do prato e também promete ficar uma delícia, pois o que dá sabor é o tempero!

No vídeo da Kátia Vegana, autora do blog "Lionvegan", ela ensina a fazer essa versão de Caruru vegano, vamos aprender?

Kátia Vegana, autora do blog "Lionvegan", ela ensina a fazer essa versão de Caruru vegano, vamos aprender?

INGREDIENTES

  • ¼ de xícara de azeite de dendê
  • 1 dúzia e meia de quiabos picados
  • 1 cebola média ralada
  • ½ xícara de tomates picados
  • ½ pimentão vermelho picado
  • ½ colher de café de gengibre
  • 1 colher de café de pimenta-dedo-de-moça picada
  • ½ xícara de coentro picado
  • ½ xícara de amendoim torrado e picado
  • ½ xícara de castanha-de-cajú torrada e picada
  • Suco de ½ limão
  • Sal a gosto

MODO DE PRAPARO

Coloque os quiabos em uma panela e acrescente água suficiente para cobri-los. Cozinhe em fogo baixo, adicionando mais água sempre que precisar. Os quiabos estarão cozidos em aproximadamente 30 minutos.

Refogue a cebola e o pimentão no azeite de dendê e reserve. Quando o quiabo estiver cozido, acrescente os temperos refogados e os outros temperos. Aguarde 2 minutos e desligue o fogo. Daí então estará pronto o delicioso Caruru Vegano!

3.5. Caruru light

E por fim, vamos aprender uma versão de Caruru light para apreciar sem culpa! Segundo a nutricionista Thiala Duarte, os alimentos lights são aqueles que têm a redução de pelo menos 25% de algum dos nutrientes, comparado ao tradicional.No caso, o Caruru light houve a redução de 45% da quantidade de gordura e 30% de redução na quantidade de calorias, tornando-o assim menos gorduroso e bem mais magro.

Para conseguir isso, a primeira mudança foi a substituição do leite de coco tradicional pela versão industrializada light. A segunda mudança foi diminuir a quantidade de azeite de dendê de 100 ml para 50 ml.

O azeite de dendê não pode ser excluído da receita, pois além de dar sabor ao prato, sua coloração vermelha indica que ele é riquíssimo em betacaroteno, que se transforma em vitamina A e é essencial para a saúde dos olhos e altamente antioxidante.

Além disso, o óleo de dendê também é riquíssimo em vitamina E, que também é antioxidante e ajuda a nos proteger de doenças como o câncer e o Alzheimer. Ou seja, o azeite de dendê é nutricionalmente muito interessante, pois é rico em nutrientes.

No entanto, o azeite de dendê em excesso pode causar problemas como obesidade, pois é bem calórico. Por isso, nesta receita a nutricionista utiliza apenas metade da quantidade.

Outra dica importante para o Caruru light é o momento em que o azeite de dendê é colocado na receita. Tradicionalmente o azeite de dendê é utilizado para refogar os temperos, sendo muito aquecido e fazendo com que ele fique ainda mais saturado.

Por este motivo, a nutricionista utiliza o azeite de dendê apenas ao final da receita, ou seja, praticamente cru para diminuir a saturação e evitar que se forme uma substância chamada acroleína, a qual é extremamente cancerígena.

Dadas todas as informações, vamos à receita do Caruru light!

INGREDIENTES E COMO FAZER

  • O primeiro passo é fazer um creme com leite de coco light e coentro, batidos no liquidificador. Neste mesmo passo são inseridos também o amendoim, a castanha e o camarão seco (as quantidades são as mesmas da versão tradicional informada anteriormente).
  • Depois de bater todos os ingredientes no liquidificador, o próximo passo é ir para o fogão. Começando pelo refogado do alho e do gengibre que, tradicionalmente seria feito no óleo de dendê, nesta versão a nutricionista utiliza apenas 1 colher de sopa de água, refogando em fogo baixo.
  • Depois de refogar o alho e o gengibre até dourar, colocar ½ cebola grande batida no liquidificador. Deixe cozinhar até secar um pouco a água.
  • Quando a cebola também estiver dourada e a quantidade de água estiver reduzida, acrescente a mistura que foi batida no liquidificador, formando assim a base para o cozimento do quiabo (o qual é riquíssimo em ferro, segundo informa a nutricionista).
  • Depois que a base estiver fervendo e com a quantidade de água reduzida, acrescente o quiabo cortado e deixe cozinhar até soltar a baba, característica do quiabo.
  • Assim que o quiabo tiver soltado toda a baba e a mistura estiver cremosa, acrescente uma pitada de sal e por último coloque o azeite de dendê, mexendo um pouco e desligando o fogo em seguida para não saturar o azeite.

Na sequência deste vídeo, a nutricionista Thiala Duarte também ensina a preparar uma versão light de Vatapá, na qual ela utiliza farinha de arroz ao invés de farinha normal. A farinha de arroz é sem glúten e mais saudável. Vejam o vídeo até o final e anotem mais essa dica!

Gostaram das receitas de Caruru? Escolha a opção que mais lhe agrada e bom apetite!

Talvez te interesse ler também:

CULINÁRIA BAIANA VEGANA RECEITAS DE ACARAJÉ, VATAPÁ, CARURU E ABARÁ

RECEITAS ÁRABES: ESFIRRA, FALAFEL, HOMUS E MUITOS MAIS

MUFFINS DE CHOCOLATE E LARANJA COZIDOS NA CASCA. RECEITA SEM LACTOSE

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!