Samambaia: Tipos, Caraterísticas e Como Cuidar. 10 Dicas!

Samambaia: Tipos, Caraterísticas e Como Cuidar. 10 Dicas!

Samambaias são plantas das mais antigas da face da Terra, junto com liquens, musgos e fungos. Estas são plantas que não produzem sementes nem flores, se reproduzem por esporos (aqueles pontinhos marrons que podem ser vistos na face interna das folhas) e também por pedaços de rizomas.

Geralmente, as samambaias gostam de meia sombra e umidade no ar, razão pela qual são criadas dentro das residências, em ambientes mais sombreados, ou penduradas em árvores (o lugar preferido delas).

No entanto, existem também samambaias bastante rústicas que vivem no solo, na areia, a pleno sol, em situações bastante agrestes.

Se você adora samambaias, fique sabendo como cuidar delas para que sejam sempre verdes e abundantes. 

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Samambaias são plantas Pteridófitas, pertencentes à classe Polypodiopsida, que contém milhares de espécies de plantas.

Acredita-se que o número de espécies existentes esteja entre 10.000 e 15.000 porque várias plantas ainda são pouco estudadas e novas espécies ainda estão sendo descobertas em áreas tropicais inexploradas. Somente no Brasil, já foram descritas mais de 1.000 espécies de samambaias.

Por questões de umidade, pH e temperatura, as samambaias se dão muito bem em zonas tropicais, subtropicais e temperadas do mundo.

Samambaias são plantas incríveis pois constituem uma divisão antiga de plantas vasculares, tendo aproximadamente 359 milhões de anos ou até mais.

Ademais, são plantas complexas que se reproduzem por esporos, não sendo florescentes e que possuem raízes verdadeiras, caules e folhas. 

O nome samambaia vem do tupi e significa “o que se torce em espiral” ou “corda de pesos, de brincos, de pingentes”.

A samambaia também é chamada de feto – que vem do grego “pteris” que significa “feto”,  e denomina a classe das plantas “pteridófitas” por causa do brotamento das folhas que lembra a posição fetal, e por serem plantas vasculares que possuem vasos condutores de nutrientes.

©Jaakko Kemppainen/Unsplash
©Jaakko Kemppainen/Unsplash

COMO CUIDAR DE SAMAMBAIAS

Embora existam muitas espécies dessa planta, todas elas gostam de

  • solo úmido mas não encharcado
  • meia sombra
  • abundância de claridade
  • luz mas não sol direto

E não gostam de vento, o que faz com que sejam ótimas plantas para se ter dentro de casa, desde que haja luz para elas.

Leia também:

©Ryoji Hayasaka/Unsplash
©Ryoji Hayasaka/Unsplash

A escolha do local para a sua samambaia

  • Como elas gostam de luz mas não de sol direto, posicioná-las em uma janela onde não incidam raios solares diretos é o ideal.
  • Se bater sol direto nas janelas, encontre um lugar no meio de um cômodo iluminado da casa.
  • Você pode pendurá-las na varanda em uma parte sombreada mas ao mesmo tempo luminosa.
  • O melhor lugar para elas é penduradas debaixo de um arvoredo.

Em redor da planta mantenha a umidade elevada

A melhor forma de dar água para a samambaia é por imersão (de baixo pra cima).

Para fazer isso, coloque um recipiente com água embaixo do vaso (sem molhar as raízes, só para evaporar) ou plante-a em vaso duplo (o debaixo deve ser mantido cheio de água e coberto com musgo e outro, dentro deste, com a samambaia e a terra sempre umedecida).

Se o clima estiver seco e quente, borrife água algumas vezes ao dia.

Temperatura: como cuidar da samambaia no inverno

Samambaia gosta de temperatura quente, então, no Brasil, ela se dá sempre bem. Mas, se esfriar, proteja sua planta do frio e das variações extremas – mantenha a temperatura constante.

A temperatura ideal para a samambaia está entre os 15º e os 24ºC.

Durante os dias mais frios e secos de inverno, coloque sua samambaia em algum lugar da casa, protegida do frio e do vento.

Regue regularmente folhas e solo

A mistura de solo para a samambaia deve se manter úmida porém, não encharcada. O encharcamento poderá levar ao apodrecimento dos rizomas e ao aparecimento de fungos. Se as folhas estiverem flácidas é sinal de excesso de água.

Para experimentar a umidade, use o dedo. Coloque o dedo na terra e este deve sair sujo mas não molhado.

Adube suas samambaias de vez em quando

Existem adubos especialmente elaborados para essa família de plantas, que são apresentados na forma líquida ou granulada. Caso sua opção não seja por adubos preparados, experimente usar uma mistura de farinha de osso ou cinza, torta de mamona (mas atenção: é toxica para pets) e casca de ovo moída, em partes iguais, e espalhe uma colher de chá em cada vaso. Só comece a adubar as samambaias após 6 meses do seu plantio no vaso.

Faça a retirada de folhas, galhos secos ou doentes, rotineiramente

Se sua planta adoecer ou começar a morrer, corte todas as áreas danificadas mas somente as danificadas, secas. Se tiver uma parte feia e outra vigorosa, mude a posição do vaso aos poucos, girando a planta para que ela pegue mais sol mas não de maneira brusca, um pouquinho a cada semana.

Transplante de vaso

As samambaias podem crescer bastante e precisarão ser removidas para um vaso maior, ou divididas em vasos menores.

Para transplantar sua samambaia para um vaso maior, retire-a do vaso em que está, corte raízes que estejam apodrecidas, quebradas, coloque a samambaia no vaso maior e preencha com terra e musgo de cobertura.

Uma samambaia saudável poderá ser dividida a cada 2 ou 3 anos.

Samambaia no jardim

No jardim, coloque suas samambaias na sombra de alguma árvore frondosa de forma a que pegue a luz indireta do sol. Se o ambiente permanecer úmido não será necessário regar. A adubação poderá ser bem-vinda, sempre que notar que a planta está perdendo o vigor.

Regue somente quando for o período seco do ano.

Protegendo a samambaia das pragas

Periodicamente, verifique se sua samambaia tem ácaros ou cochonilhas em suas folhas, e limpe-as. O mais indicado é sacudir as folhas ou retirar os insetos com as mãos. Não use pesticidas na samambaia.

Para evitar os pulgões e ácaros, borrife calda de fumo nas folhas e no solo.

Contra os fungos, use calda bordalesa ou aplique carvão em pó nas áreas afetadas.

As lagartas deverão ser retiradas à mão, uma a uma.

Leia mais:

Xaxim, não!

Prepare a terra para os vasos de samambaia assim:

  • 1/2 do volume deve ter composto orgânico bem curtido, de areia grossa e
  • 1/4 de terra.

Não se usa mais o xaxim pelo impacto ambiental que traz a sua retirada nas matas. Uma outra dica é  usar turfa.

COMO CUIDAR DE SAMAMBAIA DENTRO DE CASA OU NO APARTAMENTO

É uma ótima planta para se ter dentro de casa, além de ser ornamental, é relativamente fácil de cuidar.

A temperatura deve ser agradável para a planta, entre 15°C e 24°C e o solo deve ser composto sempre por materiais orgânicos.

A iluminação deve ser feita com luz indireta, ou seja, sem luz intensa, sol direto.

Escolha vasos que mantenham melhor a umidade. Verifique constantemente a superfície da terra para manter a planta hidratada. Se o solo estiver seco, coloque mais água.

Troque com frequência a terra exterior do vaso. Caso necessário, use um umidificador e aplique fertilizantes na primavera e no outono. Durante a primavera, você também pode dividir e replantar a samambaia.

Uma dica importante para quem quiser pendurar a samambaia em casa ou no apartamento por ter pouco espaço é fazer de modo que a planta receba luz. Não pendure o vaso muito rente ao teto. Coloque em um lugar onde ele possa pegar luz e ao mesmo tempo não bater na cabeça das pessoas.

TIPOS DE SAMAMBAIAS

Como vimos, são muitas as espécies de samambaias. Vejamos uma lista das mais comuns no Brasil, com dicas de como cuidar cada uma delas:

Como cuidar de aspargo-samambaia (ou samambaia-de-renda)

É aquela samambaia de folhas sutis, fininhas. Seu nome científico é Asparagus setaceus, também chamada de samambaia de aspargo comum, grama de aspargo, samambaia de renda, aspargo trepador ou aspargo ferny.

Na verdade, apesar do nome comum, a planta não é uma samambaia verdadeira, é uma trepadeira do gênero Asparagus, que tem folhas parecidas com a samambaia

Cuidado ao manusear pois esta planta tem espinhos. Ela também gosta de meia sombra e solo úmido. Não deixe sob o sol direto e regue com frequência, principalmente no verão.

De vez em quando adube com casca de ovo, torta de mamona ou de algodão, e faça a limpeza das folhas secas regularmente.

Como cuidar da Samambaia-americana

Veja esse vídeo do canal Minhas Plantas que fala especificamente da samambaia-americana (Nephrolepis exaltata) mas dá outras dicas interessantes que podem ser usadas em qualquer tipo de samambaia.

Como cuidar de samambaia-chifre-de-veado

A chifre-de-veado é parente da samambaia, seu nome científico é Platycerium bifurcatum. É uma planta epífita (que vive sobre outras, pendurada ou apoiada em troncos). Assim como as samambaias, ela adora alta umidade, indireto e detesta vento.

Veja mais no vídeo do canal Enrique Butler

Como cuidar da samambaia-havaiana

A samambaia-havaiana, também chamada de minissamambaia havaiana deve permanecer em um substrato entre 30 a 60 cm para que o solo tenha composto orgânico e a terra seja boa e para que o desenvolvimento da planta aconteça corretamente.

É o tipo de samambaia perfeito para quem tem pouco tempo, pois precisa de poucos cuidados: basta deixá-la em um lugar com bastante iluminação para um crescimento saudável e exuberante.

Contudo, alguns cuidados importantes devem ser levados em consideração como a rega diária – que fará com que a planta obtenha todos os nutrientes necessários. A terra precisa estar sempre úmida.

Utilize terra orgânica no vaso e evite deixar a samambaia exposta diretamente ao sol. Caso contrário, as folhas podem ficar queimadas.

Como cuidar da samambaia-holandesa

A samambaia-holandesa é ideal para ambientes internos ou de meia-luz. Utilize vasos ou cuias e evite usar vasos de cerâmica, a não ser que você use um impermeabilizante para impedir que a cerâmica absorva a umidade da terra. Esse processo desidrata as raízes da planta.

Você também pode optar pelo vaso de fibra de coco, mas precisa tomar cuidado com o acúmulo excessivo de água, pois isso pode atrair lesmas e caramujos.

Também não suportam a luz direta do sol. Apresentam um porte avantajado, por isso o vaso precisa ser de médio a grande e o local ideal é perto da janela, sem vento intenso, embora deva contar com ventilação constante.

Como cuidar da samambaia-jamaica

Ela é uma samambaia rústica, linda, que vai e espalhando quanto mais espaço tiver. Gosta de clima quente e úmido mas é mais resistente que as outras samambaias, pois tolera mais sol, mais vento e menos água que as outras.

Veja mais dicas no vídeo do canal Vida no Jardim.

Como cuidar de samambaia-de-metro (ou samambaia paulistinha)

A samambaia-de-metro, conhecida também como paulistinha, é a Polypodium persicifolium que pode chegar a medir 2 metros.

Linda e maravilhosa, para cuidar dela é preciso lhe dar meia sombra, regas frequentes e muita luz como toda samambaia mas, sendo mais rústica, a paulistinha tolera melhor o frio e o vento.

Como cuidar da samambaia cabelo de anjo

Regue com frequência no verão e no inverno somente duas vezes por semana. Ela gosta de solo úmido mas não encharcado. Retire semanalmente as folhas secas e corte os ramos nus, sem folhas.

Como toda samambaia essa também adora luz abundante e indireta.

Como cuidar de samambaia-prata

Este tipo de samambaia é perfeito para cultivar em ambientes internos com muita luminosidade. Pode ser colocada em vasos suspensos, jardins verticais ou em canteiros ou jardineiras ao lado de outras plantas.

Por ser uma planta de climas quentes e úmidos, não suporta o frio intenso e deve ser cultivada em locais livres da luz direta do sol, embora bem iluminados.

O substrato precisar permanecer constantemente úmido, mas não encharcado demais.

Gostou das dicas?

Talvez te interesse ler também:

Jasmim-dos-Poetas: poema em forma de planta, versos em forma de flores

Helicônias: variedades e espécies. Como plantar e cuidar delas?

Chanana: essa flor não é mato. É medicinal, anticâncer, anti-HIV

As exóticas orquídeas sapatinho e suas variedades. Como cultivar e cuidar

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *