Como proteger as plantas do frio? 12 dicas valiosas

proteção-plantas

O inverno nem bem chegou e a temperatura em algumas regiões do Brasil está “prá lá de fria”. E a sensação térmica, então? Enfim, você sente o frio “siberiano” que veio do sul e suas plantas também o sentem. Veja aqui algumas dicas valiosas para você proteger suas plantas em áreas externas.

Dizem os entendidos que, desta vez, o inverno brasileiro vai ter “cara de inverno à sério”. Isto ocorre por conta do desvio das correntes do El Niño, que ficaram lá pelo sul da Argentina, e a massa polar que entrou no nosso país fazendo com que os termômetros caíssem alucinadamente. E o pior a sensação térmica, que tem tudo a ver com a sensibilidade individual para o frio, ou calor, está também exagerada.

Você sabe o que é a sensação térmica?

"É a diferença entre o que o aparelho registra e o que o corpo humano de fato sente nas condições de um lugar em um determinado momento. Para calculá-la, usamos uma tabela que leva em conta algumas variáveis, como a temperatura e a intensidade do vento, no caso de temperaturas mais frias", ensina Manoel Rangel, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) aqui neste artigo da BBC. E, esse frio, gélido, vai afetar mais ainda àqueles que moram longe do mar, em atmosfera mais rarefeita, que não têm o vapor em suspensão no ar, para regular a temperatura que se tem e que se sente.

Dicas para proteger suas plantas do frio

1. Levante os vasos do chão mas, não os ponha em prateleiras altas onde o vento é mais frio

2. Ponha um pedaço de plástico, poliestireno ou madeira, entre o vaso e o piso

3. Tire os vasos do caminho do vento, de corredores ou pontas de varanda. Encoste-os à parede da casa que sempre é mais protegido

4. Cubra suas plantas, que não podem ser movidas, com TNT - tecido não tecido branco (permite a respiração da planta, protege da geada, dos ventos e não retira a luz solar

5. Em locais onde o frio é mais intenso, vale levar as plantas para a garagem durante o tempo mais frio

6. Diminua a frequência de regas (no frio a planta não precisa de tanta água)

7. Tenha muita atenção com as pragas - cuidados redobrados para evitar maiores danos você consegue borrifando suas plantas com óleo de neem

8. Os vasos de plantas mais frágeis devem ser levados para dentro de casa e colocados próximos a janelas

9. Cubra o solo do seu jardim com folhas, raspas de madeira, sacos de farinha - essa cobertura “morta” ajuda o solo a se proteger dos frios noturnos e a manter saudáveis as raízes das plantas.

10. Revista os vasos da varanda, que não possam ser deslocados, com papelão e plástico, para manter a terra aquecida

11. Quando regar, molhe abundantemente a terra sem molhar as folhas das plantas - prefira regar em uma hora mais amena, antes do final da tarde pois, a terra bem molhada protegerá as raízes das plantas se a temperatura cair muito à noite.

12. Não molhe as folhas das plantas para não deixar gotas de água que poderão queimar as folhas ao congelarem de madrugada (o horário de maior frio é sempre aquele que antecede o nascer do sol).

Acenda sua estufa à lenha, ou o fogão à lenha, a casa ficará quentinha. Faça uma bela sopa camponesa, em panelão grande, que te dará o conforto necessário à noite. Um quentão, um grogue, um vinho quente também são bem gostosos nas noites frias. Mas se você não tem estufa à lenha ou fogão à lenha, acenda o forno, faça pão, bolo, biscoitos, que a casa, e sua família, ficaram mais confortadas também.

Ah, no próximo artigo ponho a receita de sopa camponesa de que eu mais gosto. Entretanto, ponha na panela um pouco de legumes, batatas, abobrinha, cebola e alho e já comece a cozinhar em fogo baixo.

E, bom frio brasileiro que, nesses dias, não deixa a invejar ao frio europeu.

Leia também:

HISTÓRIA E BRINCADEIRAS PARA CAIR NAS FESTAS JUNINAS

JUNHO - MÊS DE VERDURA NA MESA E BATATA-DOCE NO FORNO

BELDROEGA, UMA PLANTINHA DE NADA QUE VALE DE TUDO