Porque você não deve comprar um PUG

  • atualizado: 
Pug

As pessoas ao comprarem um cachorro de raça ignoram a fábrica de cruzamento que os cães foram submetidos para atender preferência e demanda por cachorros de certas raças, como é o caso do Pug, que chama a atenção e é muito procurado por ser pequeno, fofinho e engraçadinho, com seus olhos redondos e grandes, seu focinho e cabeça achatados.

O que essas pessoas ignoram é que para ter essas características, os criadores de cães foram manipulando e intervindo na genética deles através de vários cruzamentos e seleção de raças e o resultado disso, no caso específico do Pug, é a tendência para certos problemas de saúde e doenças respiratórias, ósseas e oculares.

Tudo isso é consequência da alta procura por essa raça, que se deu entre 2006 e 2015, sendo notória até na busca do Google.

Na medida em que a procura e a compra desses cães cresceram, criadores intensificaram a criação e reprodução de Pugs para obter e vender mais filhotes, aumentando assim a probabilidades de problemas de saúde nesta raça, por conta de tanto cruzamento.

O aumento da popularidade, procura e compra desses cães também tem sido causa de preocupação de cientistas, veterinários e protetores de animais. A razão disso são os problemas de saúde provocados por tanto cruzamento de raças sem critérios. E a compra de cães dessa raça contribui para isso.

Pug - Características Físicas = Problemas de Saúde

Saiba como as principais características físicas dos Pugs tem relação com os problemas de saúde que esses cães tendem a ter

Olhos

A cabeça achatada e os olhos proeminentes dos Pugs favorecem a incidência de lesões oculares, ademais, estes cães apresentam certa dificuldade para fechar totalmente as pálpebras, podendo desencadear com isso olhos secos ou úlceras oculares.

Esses problemas nos olhos podem levar a quadros de dor e até cegueira.

Pele

As várias dobras na pele do Pug propiciam o acúmulo de fungos na epiderme, podendo causar dermatites e alergias.

Respiração

Por conta do focinho curto e achatado, o Pug tem narinas pequenas e estreitas tendendo a apresentar dificuldade respiratória.

Outro fator que contribui para isso é que as vias respiratórias dele têm excesso de tecido dificultando a respiração, o que pode desencadear desmaios, dificuldade para dormir, roncos e falta de ar, podendo levar à morte súbita do animal.

Temperatura

O nariz achatado do Pug dificulta o equilíbrio da temperatura corporal dele que é regulada pelo nariz.

Aparelho Digestivo

Devido à propensão a ter problemas respiratórios, o Pug pode ser acometido por problemas gastrointestinais.

Sistema Osteomuscular

A conformação física do Pug, resultante da tentativa de manter o corpo do animal pequeno, através de intensivos e insistentes cruzamentos seletivos de raças caninas, pode causar problemas osteomusculares, gerando doenças e patologias nos ossos e até perda de movimento nas pernas traseiras.

Nascimento

A cabeça grande e desproporcional ao corpo do Pug pode desencadear, em virtude do nascimento dele, a necessidade de cesárea para a realização do parto.

Priorize a saúde dos cães de raça ao invés do lucro

A RSPCA (Sociedade Real Para Prevenção da Crueldade Contra Animais da Austrália) já se manifestou contra o cruzamento desenfreado de cães de raça, para terem pedigree, como a do Pug,

Essa entidade acredita que cruzadores responsáveis priorizam a saúde, o bem-estar e o temperamento dos cães, acima de sua aparência física.

Se os criadores parassem com o cruzamento de cães em busca de formatos de cabeça tão exagerados, os problemas de saúde e bem-estar enfrentados por cães de cabeça achatada, como o Pug, teriam sido evitados.

Em 2010, um grupo de veterinários australianos fizeram um estudo que vem de encontro à essa questão, identificando que, ao passo do interesse pela raça Pug ter aumentado, a maioria dos tutores ignoram que são justamente as características físicas cultivadas na raça, pelos intensos cruzamentos, os causadores dos problemas de saúde dessa raça.

Os pesquisadores atribuíram a preferência pela raça Pug ao fato de ter porte pequeno, ideal para viver em pequenos espaços, como apartamentos e apresentar aparência infantil, sendo um cachorro fofo, com olhos  vivos, cabeça grande e focinho achatado.

Convencendo um amigo a não comprar um Pug

Um internauta usou fotos de crânios de cães de focinhos comprido da raça Terrier e achatado (braquicefálicos) da raça Pug. Ele fez isso com o intuito de convencer o amigo a não comprar um Pug e para isso ele publicou fotos de crânios caninos comparando a diferença entre um cão de focinho comprido e um de focinho curto em seu perfil identificado com o nome NoNienNietNon no site Imgur.

fuck intentionally breeding physical deformities into animals for the sake of vanity

A publicação dos crânios de cães mostra e evidencia a disfuncionalidade óssea da raça Pug, com cabeça chata e focinho curto e isso é uma das causas da tendência a apresentarem problemas específicos de saúde.

Esses motivos levaram o internauta a usar estas fotos mostrando assim para seu amigo que não seria uma boa atitude comprar um filhote de Pug, concluindo que isso é crueldade animal.

Adote em vez de comprar

Que todos esses apontamentos desse conteúdo sirvam de alerta e reflexão sobre a crueldade animal contida no cruzamento de raças, visando comércio e lucro nas fábricas de filhotes.

Quem compra cães de raças, principalmente Pug, contribui para o sofrimento e para as doenças que os acometem, por isso fica o lembrete: adote, em vez de comprar um cão!

Talvez te interesse ler também:

2 CÃES SE APAIXONAM EM UM CANIL E AGORA OS FUNCIONÁRIOS SE RECUSAM A SEPARÁ-LOS

CADELA ANDA 200 KM PARA ENCONTRAR OS DONOS QUE A REJEITARAM

VÍDEO MOSTRA CÃOZINHO MACHUCADO PEDINDO AJUDA NA FARMÁCIA

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!