Azeite de oliva extravirgem: como saber se é rançoso e como conservá-lo bem

conservar-azeite

O azeite de oliva extravirgem deriva da primeira prensagem das azeitonas. As azeitonas são pressionadas e o óleo é extraído naturalmente, sem recorrer ao calor e aos produtos químicos. Para ser rotulado como extravirgem, o azeite não deveria ter nenhum defeito mas, no entanto, às vezes, pode haver erros de conservação que fazem com que este óleo fique rançoso. O que fazer nesses casos?

Primeiramente, deveríamos tentar sempre comprar um azeite extravirgem de qualidade (não obstante o preço que realmente é difícil de enfrentar). Melhor ainda seria se pudéssemos comprá-lo diretamente dos produtores - ainda que no Brasil a produção não seja grande, ela existe, Minas Gerais e Rio Grande do Sul são os estados mais proeminentes neste sentido.

Isso porque cada vez mais frequentemente são relatadas fraudes em azeites falsos extravirgens e em azeites adulterados aos quais se juntaram outros óleos vegetais que não cumprem com o padrão do produto.

Normalmente, o azeite extravirgem é mais caro do que o azeite normal ou outros óleos vegetais, mas a sua alta qualidade, em alguns casos, pode fazer com que o azeite fique rançoso mais rapidamente do que os outros óleos, se não for bem conservado.

O óleo, e também os alimentos, quando rançoso tem um forte odor, facilmente reconhecível devido às alterações químicas ocorridas em sua composição. Quando o óleo se torna rançoso, ele não apenas assume um odor fétido como perde o seu verdadeiro sabor, além de diminuir os seus efeitos positivos sobre a saúde.

O azeite extravirgem de oliva deve ser armazenado em local fresco e seco, longe da luz e do calor, e deve ser consumido em um curto espaço de tempo.

Como saber se o azeite extravirgem é rançoso

1. Coloque uma pequena quantidade de óleo em um copo pequeno para sentir bem o seu cheiro.

2. Se tem um odor forte ou estranho pode ser rançoso.

3. Faça um teste de sabor. Você deve reconhecer imediatamente se o óleo tiver algo de errado, especialmente se você fizer uma comparação com o gosto do óleo que é utilizado normalmente, ainda que o sabor do azeite possa mudar de acordo com a variedade da azeitona, o modo de coleta e a preparação do óleo.

4. Não use o óleo rançoso na cozinha. Se você não tiver certeza sobre a frescura do óleo, em vez usá-lo para cozinhar, use-o para outros fins.

Leia também: RECICLE ÓLEO DE COZINHA FAZENDO SABÃO CASEIRO

Como escolher e conservar bem o azeite de oliva extravirgem

conservar azeite velho

1. Prefira o azeite vendido em garrafas de vidro escuro ou em latas, evite os de garrafas claras, porque o azeite deve ser protegido da luz para ser bem conservado.

2. Por segurança, consuma o azeite extravirgem no prazo máximo de dois anos após a data de fabricação.

3. No supermercado, prefira as garrafas que estão na parte inferior da prateleira, que devem estar ainda mais protegidas da luz.

4. em casa, mantenha o azeite em lugar escuro, fresco e seco. O azeite não gosta da umidade e de calor. Não deixe as garrafas de azeite perto do fogão e feche sempre o frasco (garrafa ou lata) após o uso.

5. Se você comprar o azeite em recipientes grandes, transfira uma parte em uma pequena garrafa escura para facilitar o seu manuseio na cozinha e mantenha ambos os recipientes, como sempre, logo das fontes de luz e calor.

Leia mais sobre óleos vegetais:

15 ÓLEOS VEGETAIS PRECIOSOS PARA SAÚDE E BELEZA

QUAL É O MELHOR ÓLEO PARA FRITAR?

ÓLEO DE COCO: 10 EXTRAORDINÁRIOS USOS ALTERNATIVOS